Artigos Anteriores

O FUTEBOL AQUI É UMA GUERRA

ANO XIV - Nº 007/14 -

MAIS IMPORTANTE

Embora sabido e reconhecido que o futebol é a atividade mais importante para os brasileiros, tudo aquilo que se viu ontem, na bela Curitiba, no encerramento do Brasileirão 2009, confirma esta realidade de forma indiscutível.

VIOLÊNCIA CRESCENTE

O lamentável comportamento mostrado por boa parte de aficcionados do Coritiba, que a imprensa insiste em chamar, equivocamente, de torcedores, não pode ser considerado um mero caso isolado no meio futebolístico. Esta praga já virou uma rotina, gente. Com uma diferença: a violência é crescente.

APOIADORES

Os times de futebol não têm torcedores. Têm, isto sim, apoiadores. Sócios e não sócios que, na razão direta do tamanho da paixão devotada à seus clubes, manifestam vibrações de alegria ou tristeza conforme os resultados colhidos a cada jogo ou a longo de um certame.

ROTINA

As maiores brigas, geralmente, acontecem quando os resultados de campo são negativos. Não é uma regra, mas é o mais costumeiro. Com muitos culpados, certamente. Culpados que jamais são punidos como deveriam. Daí, portanto, a rotina dos confrontos que acontecem nos estádios e fora deles.

GUERRAS

A imprensa esportiva, nos inúmeros debates e reportagens que ocupam todos os espaços das programações diárias, não faz outra coisa senão estimular os confrontos como se fossem guerras. E as agências de publicidade, engajadas no mesmo espírito, fermentam o procedimento.

COMERCIAL DE TV

Vejam, por exemplo, o que o comercial da Brahma, com vistas à Copa do Mundo, que está sendo veiculado nas redes de TV: as imagens mostram os atletas das seleções como guerreiros, típicos da Idade Média, prontos para uma guerra campal. Aparece, inclusive, o Luis Fabiano fazendo gestos chamando os adversários para a batalha.

ENFURECIDOS

Além disso mostra, também, assistentes, vestidos com a camisa da seleção brasileira, totalmente enfurecidos, como se estivessem dispostos a entrar em campo para decidir no pau. Ora, com gente desmiolada e com educação inexistente ou restrita, tudo isto soa como uma convocação. Convocação para a guerra, gente. E o curioso é que, tão logo o embate acontece, a imprensa como um todo deplora o comportamento. Como assim?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • PREFERÊNCIA NACIONAL
    Governos petistas se destacam no programa federal de ajuda para os Estados compensarem perdas com a crise. Dos R$ 2,47 bilhões liberados até agora, R$ 913 milhões (37%) foram para as cinco gestões do PT. As cinco tucanas nada receberam.
  • PESCAR
    Os 24 jovens integrantes do Grupo Navegantes do Projeto Pescar comemoram o encerramento do curso de Auxiliar de Serviços em Logística. A cerimônia de formatura do grupo acontece na próxima quinta-feira, dia 10 de dezembro, a partir das 19h, no Auditório do Sest/Senat (Av. José Aloísio Filho, 169 ? bairro Humaitá).
  • FESTIVAL
    Começa hoje e se estende durante toda a semana o Festival Varilux de Cinema Francês. Filmes inéditos e sucessos de crítica terão duas sessões diárias ? 19h30 e 22h ? no GNC Moinhos até a próxima quinta-feira, dia 10 de dezembro. A mostra está em sua oitava edição e pretende fechar o Ano da França no Brasil em grande estilo.
  • BANRISUL
    Nesta quarta-feira, 09, o presidente do Banrisul, Fernando Lemos, acompanhado do diretor financeiro e de relações com Investidor, Ricardo Hingel, e do gerente de relações com Investidor, Alexandre Ponzi, detalha os resultados do terceiro trimestre de 2009 do Banrisul. A palestra é destinada a investidores e profissionais do mercado de capitais e promovida pela Associação dos Profissionais do Mercado de Capitais da Região Sul (Apimec-Sul). Às 18h00, no Hotel Plaza São Rafael, Porto Alegre.

FRASE DO DIA

O TRIUNFO DO MAL REPOUSA NA INÉRCIA DOS BONS.

E.Burke