Artigos Anteriores

O ENTERRO DAS CC5

ANO XIV - Nº 007/14 -

MENTES MAIS ABERTAS

A decisão, diga-se de passagem, inteligente, tomada pelo BC, foi mais uma dieta simplificadora das operações cambiais do que uma mudança de regime. Primeiro porque acabou com o envio de dólares ao exterior em nome de terceiros. Depois, porque acabou com tipos e processos estúpidos e cheios de burocracia, como é o caso do câmbio comercial e de turismo. As mentes, finalmente se abriram.

MISSA DE 7º DIA

Aliás, ao criar tais monstrengos, a única coisa de fato que deixou de ser feita pelo BC foi o que consistia no principal: a fiscalização das entradas e saídas de dinheiro do país e suas procedências. Uma demonstração clara de que depois de criada uma burrice, a ordem é sempre permanecer nela sem saber o porquê. Finalmente alguém viu isto e tratou de simplificar. Vamos , pois, para a missa de 7º dia da CC5.

A MARCHA DA FARRA

Mais uma vez a metade dos prefeitos de todo o Brasil resolveram participar da tradicional Marcha dos Prefeitos, em Brasília. Um turismo, para ser bem franco. Se fizessem economia do que vão gastar com a farra, muita coisa poderia ser resolvida em vários municípios. São gastos que compreendem desde passagens aéreas, locação de veículos, estadias, diárias remuneradas, refeições, até presentes, roupas para a festa, etc...Uma loucura.

O COELHO NEGOCIADOR

Na programação, só para dar aquela importante idéia de que não se trata de uma viagem turística, a velha e surrada proposta: o Pacto Federativo. Ou seja, a expectativa de que a União vai ficar com menos e distribuir mais com as prefeituras. Como estamos próximos da Páscoa, o seu maior personagem, - o Coelho - certamente vai ser o negociador da bobagem.

FÓRMULA MÁGICA: MAIS IMPOSTO

Assim, tudo ficará dentro das perspectivas dos prefeitos. Como não há formulas mágicas, novos tributos precisarão ser criados para melhorar o caixa dos prefeitos e satisfazer aos pleitos. Alguém discorda? Pois é, na real, eles vão a Brasília e nós é que marchamos.

ROMBO

O rombo da Varig já chegou a R$ 9 bi. E tem muita gente que mantém o espírito estatal, a ponto de entender que ainda há solução para a empresa. Conversa fiada. Mesmo que fosse R$ 1 bi, já devia ter sido fechada. Chegar a R$ 9 bi é estupidez de quem acredita em alguma recuperação. Gente, é importante que todos saibam que não há como receber créditos de quem deve tanto. A não ser por uma forma tributária a ser criada.

PEC DA GASTANÇA

Apesar de estar mais do que transparente o rombo astronômico da Previdência, ela promete mais rombos. Caso venha a ser aprovada a PEC Paralela, os tímidos pontos que foram mudados na estúpida e enganosa Reforma da Previdência vão ser modificados. Reforma para valer, nunca. Mas, para aumentar os gastos já insuportáveis, tudo. Viva. E depois há quem reclame de tanto imposto. Pode?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • PÓLO
    O Centro de Eventos da FIERGS será palco nesta quarta-feira, dia 09/03, às 18h, de um dos maiores encontros de empresários brasileiros das principais construtoras e empreiteiras do país, com o Diretor-presidente da Ciber - Equipamentos Rodoviários Ltda, Walter Rauen ? empresa integrante do Grupo Wirtgen.
  • QUEIMADO
    -A Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação Software e Internet -ASSESPRO, diante da recente composição da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara Federal, manifestou seu inconformismo e apreensão com a escolha, no dia 2, do deputado federal Jader Barbalho, do PMDB do Pará, como seu presidente, por entender que a Frente Parlamentar, ligada ao segmento de Tecnologia da Informação (TI) não está ali convenientemente representada.

FRASE DO DIA

NAS NOITES DE BRASÍLIA, CHEIAS DE MORDOMIA, TODOS OS GASTOS SÃO PARDOS.

Millor