Artigos Anteriores

O BRASIL É MODELO EM PREMIAÇÕES

ANO XIV - Nº 007/14 -

REUNIÃO DE CÚPULA

Recentemente, quando esteve em Cádiz, na Espanha, para participar da XXII Reunião da Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e Governo, a presidente Dilma Rousseff criticou a austeridade que vem sendo imposta aos países da União Europeia.

AULA MAGNA

Dilma, que é mestre (PhD) em gastos públicos, inflação, intervencionismo e enganação, ministrou uma verdadeira aula magna em Cádiz, dizendo que a economia mundial só vai crescer depois que os governos abandonarem os planos de corte de gastos.

SEM QUESTIONAMENTO

O curioso é que nenhum jornalista econômico questionou o que a presidente Dilma defendeu. Ninguém perguntou porque a economia do Brasil patina, patina e não consegue sair do mesmo lugar. Ainda mais considerando que a única coisa que não existe no Brasil é austeridade.

BRASILEIRO DO ANO?

Pois, ontem, para confirmar o alto grau de prazer que muitos empresários sentem com o baixíssimo desempenho da economia, o péssimo ministro da Fazenda, Guido Mantega ainda foi agraciado pela revista Isto É ? Dinheiro, com o prêmio BRASILEIRO DO ANO. Pode?

EMPREENDEDORA DO ANO

Confesso que fiquei atordoado com a distinção conferida a Guido Mantega, imaginei que tudo não passava de um engano brutal. Mas, tão logo os organizadores da festa anunciaram que o prêmio EMPREENDEDORA DO ANO seria entregue à presidente da Petrobrás, Graça Foster, aí a ficha caiu. Finalmente, me convenci que vivo num país de loucos pela ruína.

HONESTO DO ANO

Ironia é uma coisa. Masoquismo é outra. Conferir prêmios a governantes petistas, cujo foco é o atraso e o desinvestimento, é mais do que gostar de sofrer ou brincar com a coisa ruim. Para encerrar com chave de ouro só falta alguma revista entregar o troféu de HONESTO DO ANO para o ex-presidente Lula. Seria a glória, não.

HOMEM DO ANO

Se existe alguém que deveria receber uma premiação calorosa, este alguém é o atual presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa. Ninguém como ele merece ganhar o prêmio de HOMEM DO ANO. Enquanto ninguém se pronuncia, o Ponto Crítico se antecipa e faz a distinção. Parabéns, ministro.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • QUEDA NAS VENDAS
    As vendas de automóveis e comerciais leves em novembro somaram 296,97 mil unidades, quedas de 9,2% sobre outubro e de 2,7% sobre o mesmo período de 2011.
  • ELETROBRÁS
    A superintendência de relações com empresas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) vai apurar a conduta dos conselheiros de administração da Eletrobrás pelo fato de eles não terem se manifestado sobre se a companhia deveria ou não aprovar a renovação das concessões.
  • APARELHAMENTO
    A recente divulgação de mais um escândalo de corrupção e tráfico de influência, desvendado pela Polícia Federal, não deixa qualquer dúvida. A presidente Dilma recebeu uma herança maldita de seu antecessor: o loteamento político e o aparelhamento das agências reguladoras. Pergunta-se: com esse tipo de gestão, como pode o governo federal pretender que empresários privados sérios venham a investir em setores de infraestrutura sujeitos à regulação estatal?
  • UP TIME
    A UP Time Comunicação, às vésperas de completar 20 anos de mercado, teve reconhecimento em premiações na área da comunicação, registrou crescimento de 30% com novos projetos e abriu uma unidade no Rio de Janeiro para atender a conta do Grupo EBX.

FRASE DO DIA

NADA É TÃO RUIM QUE NÃO POSSA PIORAR.