Artigos Anteriores

O BALDE DE ÁGUA FRIA

ANO XIV - Nº 007/14 -

AMEAÇAS

O governo do RS, assim outros governos estaduais estão reclamando e fazendo algumas ameaças ao governo federal, sobre a falta de repasses (Lei Kandir) para compensar o que é deixado de arrecadar com as empresas que vendem para o exterior. E por não deixar claro as ameaças que estão fazendo, e o que pode ou deve acontecer caso União se recuse a fazer as compensações, é natural que cobras e lagartos comecem a desfilar dentro das cabeças de quem produz.

TEMOR

Este procedimento irritante já está promovendo um certo temor e uma desconfiança de que em não havendo os repasses, os exportadores vão precisar pagar a conta. Ora, seria um absurdo e um abmudo. Só falta isso mesmo para o país fechar as portas definitivamente. O Brasil já não gosta muito de importar. E também não querendo exportar, o negócio é despejar uma boa dose de gás sarin sobre a população. Ao menos vamos parar de sofrer.

VULNERÁVEIS

Gente, aí é que se entende o porque de estar havendo a campanha pelo desarmamento. Eles estão nos ameaçando todos os dias e nós estamos cada vez mais vulneráveis. É bandido por todos os lados, gente.

NÚMEROS DE 2004

Nunca se sabe quanto tempo vai durar esta onda de boas notícias sobre a nossa economia. Até porque, num país tão recheado de problemas e rombos, as soluções e os bons resultados tem sempre vida curta. Exatamente por isso é preciso comemorar rápido, para evitar que alguma reviravolta provoque novamente aquele clima de velório que possa apagar, no meio desta festa, este nosso entusiasmo. Entretanto, para os que vivem no RS, é preciso festejar os seguintes momentos de 2004:

BOAS NOTÍCIAS DO ANO

1- Na Política, e em primeiríssimo lugar, o fato positivo do ano de 2004 foi a eleição municipal de Porto Alegre, onde o PT - Partido Totalitário -, felizmente, não emplacou; 2 -na Infra-estrutura, o anúncio da liberação para construção da BR 101 (Palhoça-Osório); 3- na Segurança, a fuga do bandido Melara, que pelo tamanho da violência existente no estado não muda nada, mas, ao menos deixamos de pagar a alimentação para gente que não merece sequer um prato de comida; 4- no lazer, a vinda de Norah Jones; 5- na economia, o crescimento industrial, do PIB e a alta da Bolsa; e, 6- no esporte... bem aí fica por conta de cada tipo.

O ESTADO É A FOLHA

O plenário da AL/RS aprovou, ontem, 30/11, por 32 votosfavoráveis e oito contrários, um índice de 10,38% de reposição salarial para os seus servidores, com vigência em 01/11. Foi aprovado também o pagamento da diferença de 1,23% nos salários sobre a conversão da URV em real, que será implementada a partir de 1º de dezembro. Quanto ao pagamento dos atrasados, já que a diferença da conversão da URV se refere ao ano de 1994, a Mesa decidiu que será objeto de negociação com as entidades dos servidores, a exemplo do que já vem ocorrendo no âmbito do Poder Judiciário e no do Ministério Público. Estão vendo? É assim que se legisla aqui: mesmo sem recursos, o Estado só aumenta a folha dos servidores. Pode?

TOMANDO CONSCIÊNCIA

Felizmente, de um tempo para cá, a sociedade começou a tomar um maior conhecimento, e passou a reclamar com mais firmeza, sobre o tamanho e o estrago que produz a nossa carga tributária. E passou a se conscientizar daquilo que representa o paquidérmico tamanho da informalidade e da sonegação no Brasil. Embora seja um avanço, ainda não o suficiente para provocar uma ação definitiva na cabeça dos nossos representantes. É preciso continuar gritando e fazendo manifestações e dar mais esclarecimentos. Quem sabe os ucranianos podem nos ajudar nesta empreitada?

CONCERTOS ZAFFARI

Depois de Caxias do Sul, Gramado é o próximo palco a receber a Série Concertos Comunitários Zaffari (Ano 17) para as comemorações de Natal. Com participação do Coral e da Orquestra da PUCRS, o espetáculo, que tem o apoio da Prefeitura de Gramado, faz parte das atrações do ?Natal Luz? e acontece na Rua Coberta, dia 04/12, às 21h, no centro da cidade. Além de clássicos da música popular e erudita nacional e internacional, o concerto irá trazer um repertório de canções natalinas.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

TODAS AS COISAS JÁ FORAM DITAS, MAS COMO NINGUÉM ESCUTA É PRECISO SEMPRE RECOMEÇAR.

André Gide