Artigos Anteriores

MEDIDAS INADIÁVEIS

ANO XIV - Nº 007/14 -

RECEITUÁRIO

O receituário que o PMDB apresentou nesta semana, que tem como propósito tirar o país da crise, ainda que não contenha medidas suficientes para resolver os graves problemas –crônicos- que a economia brasileira enfrenta, desde o ano de 1500, deveria ter aprovação imediata, com apoio de todos os brasileiros.
 

NOVA MATRIZ DE DESENVOLVIMENTO

O que mais chama a atenção é que o (tardio) conjunto de medidas, ou NOVA MATRIZ DE DESENVOLVIMENTO, que resultaram de uma encomenda feita pelo PMDB a economistas, cientistas políticos, e empresários, o PT não só não digere como tem verdadeiro pavor. Principalmente porque fere, em todos os sentidos, o que manda a cartilha do Foro de São Paulo.
 

APOIAR

Mesmo que muitos leitores já estejam minimamente informados sobre o conteúdo do documento, o que me preocupa é o tempo que o PMDB levou para se dar conta de tantas obviedades. Entretanto, independente deste monumental atraso, é importante apoiar e exigir o que lá está escrito. Eis: 

MEDIDAS...

1- o Orçamento Geral da União, depois de aprovado pelo Congresso, deve ser CUMPRIDO pelo Executivo. Ou seja, passa a ser IMPOSITIVO e não AUTORIZATIVO.

2- As DESPESAS constitucionais OBRIGATÓRIAS com saúde e educação ACABARIAM. Todo ano seriam estabelecidos no orçamento os valores para cada área.

3- O FIM DE TODAS AS INDEXAÇÕES, inclusive para salários e previdência. A cada ano, Congresso e executivo definiriam os reajustes que serão concedidos.
 

MEDIDAS...

4- Que seja criada uma idade mínima de aposentadoria do INSS: não inferior a 65 anos para homens e 60 para as mulheres.

5- O fim da indexação de benefícios ao salário mínimo.

6- Mudar a política externa brasileira negociando acordos comerciais com Estados Unidos, Europa e
Ásia com ou sem a participação do Mercosul.
 

MEDIDAS...

7- Voltar ao regime de concessões na área de petróleo, em vez do de partilha, dando à Petrobras o direito de preferência.

8- Privatização do que for necessário para reduzir o tamanho do estado.

9- Simplificar e reduzir o número de impostos, unificando a legislação do ICMS.

 

MEDIDAS

10- Garantir segurança jurídica para investimentos e criação de empresas, aprimorando a concessão de licenciamentos ambientais.

11- Nas negociações entre patrões e empregados, os acordos coletivos prevaleceriam sobre as normas legais, resguardados os direitos básicos.
 

SUGESTÃO

A título de sugestão, um dos pontos que proponho para ser modificado é o que trata da PREVIDÊNCIA. Partindo apenas da simples constatação ATUARIAL, de que as mulheres vivem, em média, cinco anos mais do que os homens, por questão de justiça e honestidade de princípios a idade mínima, tanto para homens quanto para mulheres, deveria ser a mesma. Esta realidade, incontestável, o PMDB ainda não conseguiu entender.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • UBER

    Quanto ao editorial de ontem, no qual dei as boas-vindas ao UBER X em Porto Alegre, recebi uma enxurrada de mensagens apoiando e saudando a chegada do serviço. Pois, pelo que todos notaram, os dois únicos que se manifestaram contra foram o Sindicato dos Taxistas e o diretor da EPTC.

    Ou seja, num momento de crise, onde todos deveriam estimular todas as atividades, principalmente as autoridades, a reação foi impressionante: ao invés de dar as boas-vindas, o diretor a EPTC preferiu dizer, publicamente, que vai MULTAR quem resolver TRABALHAR. Pode? 

  • RS AFUNDANDO

    Em 2013, o PIB do Paraná (R$ 332,84 bilhões) ultrapassou o do Rio Grande do Sul (R$ 331,10 bilhões) pela primeira vez na série histórica iniciada em 1995, tornando-se a quarta economia nacional, ficando o Rio Grande do Sul com a quinta posição.

    No mesmo ano, o maior PIB foi o de São Paulo (R$ 1,71 trilhão), seguido por Rio de Janeiro (R$ 626,32 bilhões) e Minas Gerais (R$ 486,96 bilhões). Os menores valores ficaram com três estados da região Norte: Roraima (R$ 9,03 bilhões), Acre (R$ 11,44 bilhões) e Amapá (R$ 12,76 bilhões).

  • CLIMA DE NATAL

    A rede Boulevard já está no clima de Natal. Inspirada pelo universo lúdico infantil, a decoração propõe cenários que se integram com o paisagismo e a arquitetura dos empreendimentos. No Boulevard Laçador, a decoração remete às lembranças mais doces da infância, com árvores decoradas com guloseimas e diferentes enfeites natalinos. Soldadinhos de Natal e pacotes de presentes também marcam o cenário. Já no Boulevard Assis Brasil, ursos em topiaria, flores natalinas e árvores de Natal dão as boas-vindas aos frequentadores. Um trenó com renas, no mall do empreendimento, e cascatas iluminadas na praça de alimentação completam a decoração do shopping.

    O Boulevard Laçador está localizado na Av. dos Estados, nº 111, e o Boulevard Assis Brasil na Av. Assis Brasil, nº 4.320.

FRASE DO DIA

Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos.

Pitágoras