Artigos Anteriores

MATÉRIA PRIMA DE MÁ QUALIDADE

ANO XIV - Nº 007/14 -

MENSAGEIRO

Antes que alguns (poucos) leitores/assinantes, que morrem de paixão pelas ideias e/ou decisões neocomunistas que são tomadas à granel por este governo resolvam atirar pedras na minha direção deixo claro que o meu papel neste assunto não passa de um simples mensageiro.

ENDEREÇO PARA CONTESTAÇÃO

Portanto, se alguém tiver algo a contestar sobre o péssimo resultado revelado pelas provas do ENEM, o endereço certo para reclamações é o Palácio do Planalto, em Brasília, onde são emanadas as decisões tomadas pela presidente Dilma Neocomunista Rousseff, com forte colaboração de seu Ministério de Educação(???) e Cultura(???). 

ENEM

Pois, nos últimos doze anos de PT no comando do Brasil, pelo que dizem as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014, no qual 6.193.565 estudantes fizeram as provas, a formação da nossa mão de obra é considerada como horripilante.
 

NOTA ZERO

Deste total, como foi amplamente divulgado ontem, mais de 529 mil estudantes tiraram nota ZERO em redação. Repito: nota ZERO em redação.

Mais: só 250 (0,004%) tiraram nota máxima. Isto levando em conta que a prova exigiu muito pouco conhecimento dos inscritos.

MÉDIAS

Segundo o MEC -Ministério da Educação (???), as médias em matemática e redação dos alunos concluintes do ensino médio caíram 7,3% e 9,7%, respectivamente, em relação ao Enem. Pode?


 

FUTURO DE ACORDO

Como desenvolvimento depende do desempenho de seu povo, com uma matéria prima (mão de obra) cada dia mais desqualificada, não é difícil projetar o futuro do nosso pobre país. Como os ditadores não gostam de gente com discernimento, justamente para não ser contestado, Dilma deve estar feliz da vida com o resultado do ENEM, cujos estudantes, naturalmente, serão beneficiados com o BOLSA FAMÍLIA. 

EDUCAÇÃO DOUTRINÁRIA

Como lema -Brasil, Pátria Educadora- e com o Ministério nas mãos de Cid Gomes, não é difícil projetar o que vai acontecer nos próximos quatro anos de Dilma no Poder. Como o governo está preocupado como Doutrinar e não em Educar, no próximo ENEM as provas serão voltadas para a ideologia e não para o conhecimento. Viva!

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • BANCO MUNDIAL

    O Banco Mundial fez reduções significativas nas estimativas de crescimento da economia brasileira, apontando uma "desaceleração desordenada" de Brasil, Argentina ou Venezuela como um dos principais riscos para a América Latina.

    Em seu cenário principal, porém, a instituição aposta que a nova equipe econômica vai reconquistar a confiança privada, levando a uma melhora gradual do investimento.

     

  • RELATÓRIO

    No relatório, divulgado ontem, o banco diz ainda que a recuperação da economia global segue frágil e exposta a vários riscos, puxada por um único motor, os EUA. Zona do euro e Japão continuam sem fôlego, e a China administra "cuidadosamente" sua desaceleração, embora cresça a bom ritmo.

    A instituição cortou a projeção para o avanço do PIB brasileiro de 1,5% para 0,1% em 2014, e de 2,7% para 1% em 2015. Em 2016, haveria um avanço mais forte, de 2,5%.

  • DEFESA DO CONSUMIDOR

    Para melhor orientar os lojistas da Capital, o Sindilojas Porto Alegre divulga os prazos para lojas e consumidores no que se refere a reclamações em relação a compras de bens duráveis e não duráveis. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) orienta que, no caso de defeitos aparentes ou de fácil constatação nos produtos duráveis (eletrodomésticos, carros, por exemplo), o prazo para o cliente reclamar é de 90 dias. Já para os produtos não duráveis, como alimentos, este período é de 30 dias. Estes prazos começam a valer a partir da entrega efetiva do produto.

    As trocas de produtos não defeituosos não são obrigatórias, no entanto, se o lojista ofertou esta possibilidade no momento da venda, deverá honrar com a política de troca informada. Para itens adquiridos com defeitos, o lojista tem 30 dias para consertar o produto. Este prazo conta a partir da data de reclamação do cliente. Não sendo feita a reparação do defeito dentro deste prazo, o cliente pode solicitar abatimento do preço, devolução do valor pago ou a entrega de novo produto.

    Em relação ao e-commerce, os prazos são os mesmos, porém nas compras online há o direito de arrependimento, em que o consumidor tem o prazo de 7 dias corridos, a contar da data de recebimento do produto, para desistência.
     

  • SUPERMERCADOS

    Segundo a AGAS, os itens de papelaria vão alavancar um faturamento de aproximadamente R$ 65 milhões para os supermercados gaúchos entre os meses de janeiro e fevereiro. Trata-se de uma projeção de crescimento nominal de até 15% nas vendas de volta às aulas, para o setor, na comparação com o mesmo período do ano passado. 

FRASE DO DIA

Educação gera conhecimento. Conhecimento gera sabedoria. Só um povo sábio pode mudar seu destino.