Artigos Anteriores

LONGE DE UMA DEMOCRACIA

ANO XIV - Nº 007/14 -

ORIGEM

A Democracia, que teve início como sistema de governo em Atenas, na Grécia Antiga, foi criada com algumas restrições. As mulheres, estrangeiros, escravos e crianças, por exemplo, não podiam participar das decisões políticas da cidade. Hoje, a maioria dos países pratica a democracia como sistema de governo praticamente sem aquelas limitações. E a mais consagrada é a indireta, aquela em que através do voto o povo elege os representantes, para que tomem decisões em seu nome.

FORMALIDADES BÁSICAS

Para que o sistema democrático funcione bem, e o voto se traduza em real melhoria da qualidade de vida e dos anseios da sociedade, antes de receber o título de eleitor o cidadão deveria cumprir duas formalidades básicas: Maturidade e Discernimento. Ambas pressupõem alguma escolaridade. Quanto maior o estudo, mais qualificado será o voto.

PRESSUPOSTOS

MATURIDADE é definida, em tese, pela idade do eleitor. Sabe-se que muita gente leva muito tempo para atingir a maturidade, mas a idade ainda é a maneira consagrada pela lei.DISCERNIMENTO, por sua vez, em tese é a capacidade que cada cidadão tem para entender e propor aquilo que precisa ser criado, ou mudado, para que a União, o Estado e o Município melhore de situação.

TECIDO SOCIAL

Infelizmente, o tecido social do nosso país é formado por uma fantástica maioria de cidadãos incapazes, ou seja, além de imaturos (independente da idade), não tem o mínimo discernimento. Esta triste realidade faz com que a qualidade dos representantes eleitos, pelo voto, seja muito ruim.

CHAVE DA PORTA DO PARAÍSO

Ora, se o povo brasileiro tivesse uma razoável formação educacional já teria se dado conta de que só o direito (aqui é dever) de votar não garante o sucesso do sistema democrático. Já estaria consciente de que o voto nada mais é do que a chave da porta que dá acesso ao paraíso dos privilégios, cujo acesso só é permitido aos representantes eleitos e às corporações públicas que passam a integrar.

ANALFABETOS

Infelizmente, a maior parte dos eleitores, por falta de uma escolaridade decente, não têm maturidade nem discernimento. A maioria só conseguiu o título de eleitor por idade, e não por capacidade de interpretação dos acontecimentos. Por pura safadeza dos políticos, o povo brasileiro é formado por analfabetos (que não sabem ler nem escrever), analfabetos funcionais (que não conseguem interpretar o que acabaram de ler), e analfabetos auditivos e visuais (que não entendem o que acabaram de ver e ouvir). Além de tudo, pacíficos.

CASO RECENTE

Assim, como se vê, fica muito fácil a ação dos representantes eleitos. Espertos, indecentes, safados e com outros adjetivos mais, tratam de se beneficiar das leis que eles mesmo (Legislativo) aprovam. E, em seguida, para os julgadores decidirem com mais presteza tudo aquilo que vai em beneficio próprio, ou de seus amigos que os indicaram para o cargo (Judiciário).

LICENÇA PARA O CHOPP

O caso mais recente, entre tantos, foi divulgado ontem, no Estadão. A notícia mostra a safadeza do ministro do STF, Joaquim Barbosa, que está de licença por recomendação médica, alegando que tem um problema crônico na coluna.

VOTO INCONSCIENTE

A tal dificuldade, como mostram as fotos do jornal, só existe para despachar e estar presente aos julgamentos no plenário do STF. Para marcar presença em festas de amigos ou se encontrar com eles em um conhecido restaurante-bar de Brasília, a coluna não conspira. Esta é a democracia do Brasil, gente. A democracia do voto inconsciente.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FEBRATEX
    Blumenau vai sediar mais uma vez, entre os próximos dias 10 e 13, a Febratex, um das maiores feiras da área têxtil. O evento promete movimentar pequenas, médias e grandes empresas, tanto do país quanto do exterior. O grupo FCEM, organizador da mostra que acontece no Parque Vila Germânica/PROEB, em Blumenau/SC conta com 1,9 mil marcas expositoras em que mais de 50 países confirmaram presença. Para ingressar na feira será solicitada a doação de dois quilos de alimentos não-perecíveis. O que for arrecadado será posteriormente entregue para entidades sociais do Vale do Itajaí credenciadas.
  • INFRAESTRUTURA
    A qualidade da infraestrutura brasileira é das piores no mundo, mesmo com a arrancada dos investimentos nos últimos quatro anos. Comparado a outros 20 países, com os quais concorre no mercado global, o Brasil ficou na 17ª colocação no quesito qualidade geral da infraestrutura, empatado com a Colômbia. Numa escala de 1 a 7, o país teve nota 3,4 ? abaixo da média mundial, de 4,1.As informações são de um estudo inédito da LCA Consultores, cuja fonte foi o relatório de competitividade 2009/2010 do Fórum Econômico Mundial, em Genebra, na Suíça. A avaliação é feita por empresários e especialistas de cada nação. No Brasil, 181 questionários foram respondidos. A má qualidade de estradas, portos, ferrovias e aeroportos brasileiros não chega a ser novidade. Mas faltava uma comparação internacional que desse uma noção mais clara de como o país está atrasado. Que tal?
  • ART AT FLORENSE
    No dia 18 (próxima semana) acontecerá o lançamento do novo showroom da Florense Belém, PA, além da inauguração do evento Art at Florense na loja. O endereço: Rua Conselheiro Furtado, 2879, em Belém.
  • AGENDA 2020
    Hoje, 09, às 15 horas, é a vez da candidata Yeda Crusius receber o documento de integrantes do Fórum de Gestão, Grupo de Técnicos e da Secretaria Executiva da Agenda 2020.

FRASE DO DIA

A esperança é um urubu pintado de verde.

Mário Quintana