Artigos Anteriores

INSTRUMENTO CONDENADO

ANO XIV - Nº 007/14 -

CPIs

Os amantes das CPIs, incluindo aí vários jornalistas gaúchos, principalmente, estão se manifestando favoráveis à abertura de mais uma delas, no RS, para investigar o escândalo não provado do Caixa 2 da campanha eleitoral da governadora Yeda Crusius.

APAIXONADOS

Todos os brasileiros sabem, perfeitamente, que nenhuma CPI até hoje instalada em qualquer ponto do território nacional conseguiu resultados sérios e convincentes. Sempre houve manobras. Pois, mesmo assim, os tipos continuam apaixonados pelo instrumento que depois só sabem criticar e condenar.

VISÃO DO PÚBLICO

O jornalismo, na visão dos leitores, ouvintes e telespectadores, é uma forma de publicar a informação, investigação e opinião. Portanto, quanto maior a liberdade de expressão, maior o interesse da mídia em apresentar todos os lados da notícia.

OPINIÃO

Os leitores/assinantes já perceberam que o PONTO CRITICO tem por objetivo opinar sobre aquilo que mais chama a atenção no nosso dia a dia. Algumas notícias relevantes publicadas diariamente na - web-opinion - ficam no Market Place, um espaço reservado para tanto, ao final da página.

FALTA PROVA

Matérias investigativas, portanto, nunca fizeram parte do perfil do Ponto Crítico. Por falta de competência não saio à procura de provas de escândalos. Porém, quando existentes, sempre me proponho a opinar, se o caso for interessante. Nas questões que envolvem as denúncias contra a governadora Yeda Crusius falta exatamente o principal: a prova.

DESTRUIR A IMAGEM

Por enquanto, o que me proponho a opinar é que, sem um trabalho investigativo correto, com resultados reais e palpáveis, qualquer comentário é falso, duvidoso e comprometedor. A falta de provas só tem um propósito: destruir a imagem do atingido.

CRIME

Do jeito que a mídia está tratando do tema, caso as provas não apareçam ou sejam insuficientes para anular a denúncia precipitada, o estrago na imagem da governadora já está feito e não conseguirá ser consertado. Isto, gente, é crime. O mais curioso é que o jornalismo investigativo gaúcho nunca obteve sucesso naquilo que a Veja diz ter obtido, embora não tenha apresentado uma prova sequer.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • BALANÇOS
    O lucro líquido da Marcopolo somou, entre janeiro e março deste ano, R$ 20,3 milhões, o que configura uma queda de 29,9% frente ao primeiro trimestre de 2008, quando a empresa registrou um lucro de R$ 28,9 milhões.O lucro líquido da BM&F Bovespa no primeiro trimestre deste ano teve uma queda de 1,4% na comparação com o mesmo período do ano passado, ficando em R$ 227 milhões.
  • POUPANÇA
    As aplicações na caderneta de poupança acima de R$ 50 mil serão tributadas com IR a partir de 2010. Será tributado apenas o que exceder tal valor, informou o ministro Guido Mantega. Assim, uma aplicação de R$ 70 mil pagará imposto sobre R$ 20 mil. Melhor seria se as demais aplicações que competem com a Poupança tivessem o IR reduzido.
  • SITUAÇÃO CURIOSA
    Quando há críticas sobre as decisões ditatoriais de Hugo Chávez e Fidel Castro, o governo brasileiro diz que Venezuela e Cuba são países soberanos. Enquanto isso, a Itália, que também é soberana e condenou o malfeitor Battisti, o governo brasileiro alega que o Brasil é soberano. Pode?
  • LIVRO
    Será nesta quinta-feira (14) o lançamento do livro: Navegação ? a História do Transporte Hidroviário Interior no Rio Grande do Sul, de autoria de Manoel Ramalho Campelo e Paulo Antonio Dutra Duhá. O evento acontece no auditório da Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH), na Av. Mauá, 1050 ? 1° andar, em Porto Alegre.

FRASE DO DIA

PODEMOS RECUPERAR O ESPAÇO, MAS NÃO O TEMPO.

N. Bonaparte