Artigos Anteriores

HISTÓRIA DA CAROCHINHA

ANO XIV - Nº 007/14 -

CORTE

Depois de já ter informado que o Orçamento da União sofreria um corte de R$ 50 bilhões, a equipe econômica do governo Dilma veio a publico, ontem, para manifestar onde e de que forma o dinheiro público será economizado.

O ILUSIONISTA

Usando de uma sinceridade pouco confiável, o ministro Mantega tratou de fazer o que mais sabe: iludir os menos esclarecidos dizendo que a economia brasileira vai bem e que as contas públicas estão em ordem e saudáveis.

DÉFICIT CRÔNICO

Ora, nenhum governo retira R$ 50 bilhões do Orçamento sem uma boa razão, não é mesmo? Pois, no caso do Brasil, diante da herança deixada pelo governo Lula, com altíssimo nível de gastos públicos, o corte atual não conseguirá fazer cócegas no déficit governamental crônico.

CARGA TRIBUTÁRIA

A prova inequívoca de que a sociedade brasileira é muito despreparada está nos lamentos diários quanto a nossa elevada carga tributária do país. Ora, se o governo não reduz satisfatoriamente seus gastos, como a carga tributária pode ser menor?

REFORMAS

Mesmo fazendo este corte de R$ 50 bilhões (valor miserável), a carga tributária precisa se manter alta. Simplesmente porque as despesas engessadas pela Constituição estão acima do insuportável. Coisas que só podem ser consertadas com várias reformas, que o governo evita de todas as formas.

ROMBOS E ROUBOS

Isto tudo sem falar na péssima administração do dinheiro público, onde os rombos e roubos já se tornaram corriqueiros e normais. Aliás, quando um é estampado na mídia o prazo de repercussão não excede a três ou quatro dias. Até porque um novo rombo ou roubo já toma conta do noticiário.

ESTADO GASTADOR

Volto a informar aquilo que faço à exaustão desde que o Ponto Crítico foi criado: só a Previdência Social do País, que envolve duas classes (?) de aposentados e pensionistas (Regime Geral da Previdência Social, ou INSS, e Regime Próprio da Previdência Social, dos Servidores Públicos) o rombo, anual, já atinge R$ 110 bilhões, aproximadamente.Pergunto: alguém acredita no ministro Mantega, quando o mesmo diz que o país vai bem e que a economia brasileira é auto-sustentável?Acreditem: sem competitividade não há como ir bem. E com governo extremamente gastador, mau gastador, menos ainda.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IMÓVEIS
    As ações da maioria das empresas do Setor Imobiliário passaram a operar em forte baixa em resposta à decisão do Governo de Bloquear 40 % verbas do programa Minha Casa Minha Vida. Taí, gente. A dose de crédito foi exagerada. A bolha, entretanto, vai estourar mais adiante quando a inadimplência chegar com mais força.
  • VITÓRIA 11
    Será no dia 20 de março, às 20h, a re-inauguração da Florense Vitória, Espírito Santo. A bela loja está situada na Enseada do Sua à rua Humberto Martins de Paula,140.
  • ÁREA AZUL
    A partir de amanhã, 2 de março, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) assume a gestão da Área Azul em Porto Alegre. A data marca o fim do contrato com a empresa Estapar, que gerenciou o projeto por 10 anos.
  • FEIRA DE MODA
    Porto Alegre vai sediar uma feira de moda com descontos de até 70% em produtos de marca. A primeira edição da Feira da Moda em Oferta acontece de 25 de março a 03 de abril, das 13h às 21hs, no Centro de Eventos da FIERGS. Serão mais de 100 expositores que oferecerão calçados, vestuário, bolsas e acessórios. O evento terá como destaques marcas como Arezzo, Forum, Datelli, Gloos, Drima Calçados, Salto Perfeito, Tramontina, Sonho Meu, Pipoca Lingerie, Oxxy Mulher, Drica Mix, Equilíbrio do Corpo e Malhas Carlomano,entre outras tantas, além de uma praça de alimentação, ambiente climatizado, toda estrutura de segurança e serviços, amplo estacionamento.

FRASE DO DIA

Você só é você quando ninguém está olhando.

Ann Landers