Artigos Anteriores

FRUSTRAÇÃO E REVOLTA

ANO XIV - Nº 007/14 -

SENTIMENTO DO POVO


Passadas as primeiras horas, desde o momento em que governo anunciou (última sexta-feira, 23) o insuficiente -corte de gastos-, que além de atingir mais os investimentos do que as despesas ainda por cima impõe aumento da já excessiva carga tributária, percebe-se, claramente que pela reação demonstrada, a  sociedade brasileira se divide entre FUSTRADOS e REVOLTADOS.  
 

FRUSTRADOS

Os -frustrados-, por serem portadores de discernimento, sabem muito bem que a economia do nosso país não tem como melhorar com essas tímidas medidas anunciadas. Qualquer possibilidade e/ou probabilidade de sucesso passa, inevitavelmente, pela realização de REFORMAS (política, previdenciária, fiscal, tributária e trabalhista) e de uma urgente substituição da atual Matriz de Desenvolvimento, impregnada de ideologia do atraso.  

 

 

REVOLTADOS

Já os -revoltados-, por serem portadores de atrofia cerebral e/ou detentores de enorme esperteza, simplesmente ignoram a grave situação que a economia do nosso pobre país vive, que chegou a esse estado lamentável pelas mãos e pés sujos de inúmeros petistas liderados por Lula e Dilma.

 

COISA DO DEMÔNIO

Os mais -revoltados-, portanto, só se manifestam assim porque não aceitam, em hipótese alguma, a redução  dos  -privilégios- e não -direitos- que foram conquistados através da política populista e assistencialista petista. Daí a razão pela qual a palavra -austeridade- soa nos seus ouvidos como -coisa do demônio-.

 

RECADO

Pois, mesmo diante de um quadro reconhecidamente ruim, nem as propostas consideradas muito tímidas e/ou insuficientes para animar a economia, o governo conseguiu -vender- aos deputados e senadores de seu próprio partido para conseguir aprovação.

Assim, tanto o PT quanto os demais que formam a base aliada, ao negarem aprovação às propostas deram um sonoro recado aos brasileiros e estrangeiros: o Brasil precisa piorar.
 

AUMENTO DO ROMBO

Pegando, por exemplo, só as contas da Previdência Social do RGPS, ou INSS, sobre a qual venho me referindo bastante devido aos incessantes ROMBOS anuais, vejam de que forma os senadores deixaram a situação: em 2015 haverá um acréscimo de R$ 15 bilhões sobre o déficit que estava projetado. Ou seja, o ROMBO deve ultrapassar os R$ 55 bilhões. Que tal?

ESPECULAÇÃO

Se os pessimistas enxergavam a situação muito ruim e carregada de dificuldades para uma reversão de expectativas, agora vê-se que até os otimistas já estão cheios de preocupação.

Ah, antes que especulem por quanto tempo Levy vai permanecer como ministro, a pergunta que faço é a seguinte: você, no lugar dele, bastante desmoralizado, o que faria?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IPC-S

    A segunda-feira traz como destaque no mercado doméstico a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S), que acelerou para 0,68% na terceira quadrissemana de maio. O resultado ficou 0,03 p.p acima do registrado na segunda leitura do mês, quando o indicador apresentou alta de 0,65%. 

  • BOLETIM FOCUS

    Segundo informa o Boletim Focus de hoje, a projeção para o IPCA em 2015 avançou de 8,31% para 8,37%, enquanto para 2016 a estimativa segue em 5,50%.

    Em relação ao PIB, a estimativa para este ano é de retração de 1,24% ante 1,20% na semana anterior. Já em 2016, a economia deve crescer 1,00%.

    Por fim, as projeções para a taxa Selic passaram de 13,50% para 13,75% neste ano, enquanto para 2016 subiram de 11,75% para 12%. 

  • TRIP-ADVISOR

    O Sheraton Porto Alegre recebeu, pelo terceiro ano consecutivo, o Certificado de Excelência do TripAdvisor, maior site de viagens do mundo. A certificação é resultado da avaliação de viajantes cadastrados no site e entregue aos estabelecimentos que recebem pontuação geral mínima de quatro a cinco círculos no TripAdvisor, e que possuam também um ranking de popularidade.
     

  • DIA DOS NAMORADOS

    Pesquisa para o Dia dos Namorados, encomendada pelo Sindilojas Porto Alegre e pela CDL Porto Alegre, revelou que o ticket médio na data será de R$ 217,83. Em relação ao ano anterior, foi registrado um crescimento de cerca de 8%, mas descontando a inflação acumulada, também em torno de 8%, o valor se mantém em R$ 168,41. A expectativa é introduzir R$ 77,81 milhões no comércio de Porto Alegre pela data comemorativa. 

FRASE DO DIA

Os imbecis deixam suas impressões digitais no que dizem.

Sofocleto