Artigos Anteriores

FIM DESTA CRISE

ANO XIV - Nº 007/14 -

ATÉ A PRÓXIMA

O governo Lula acaba de decretar o fim da crise. Agora, infelizmente, todos aqueles que lutam por prosperidade em seus negócios vão relaxar. Assim, os problemas que afetam o nosso desempenho continuado serão simplesmente esquecidos. Até que uma nova crise se instale por aqui.

INDIFERENÇA

Quando passamos a ter alguma satisfação econômico-financeira mais consistente, os aplausos, ou indiferença, à mendicância governamental voltam a imperar. Pois é a partir daí, lamentavelmente, que muita gente sempre acaba dando as costas para que o país tenha um futuro mais promissor.

SILÊNCIO DOS SATISFEITOS

Sabendo disso com muita precisão, os governantes se aproveitam do silêncio dos satisfeitos para aumentar ainda mais o índice de popularidade e aprovação. Para tanto usam grande parte do dinheiro público para capturar votos dos beneficiados com a ajuda social.

CRÉDITO

Vamos deixar bem claro o seguinte, gente: por trás desta comentada solidez da nossa economia estão os acertos que foram promovidos no ambiente macro. E o ganho que estamos experimentando neste momento está alicerçado, exclusivamente, na expansão do crédito. O mercado de veículos e o imobiliário, por exemplo, que o digam.

BEM DE CONSUMO

Aliás, só para aproveitar a deixa, quanto mais automóveis novos forem vendidos, menor será o valor dos usados. Se o automóvel já foi, para os brasileiros, um importante bem patrimonial, hoje já não passa de mero bem de consumo.

NEM O CASCO

Ou seja, quem compra um carro, novo ou usado, deve estar consciente de que o produto parece, cada vez mais, com uma garrafa de vinho ou uísque. Depois de consumido, o valor é zero. Até o valor do casco é desprezível.

EU AVISEI

Antes de vir a ser acusado de omissão, mais adiante, por não deixar de avisar que o Brasil vai, inevitavelmente, enfrentar uma nova crise, vou deixando tudo bem claro já: o Brasil será vitimado pelo do excesso de gastos públicos. Anotem aí. Estou chamando atenção para não receber o mesmo tratamento que foi dado às agências de avaliação de risco, que continuam sendo massacradas por não terem alertado sobre os riscos que o crédito excessivo provocou mundo afora.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • RECORDES DE PRODUÇÃO
    A Unidade Barra do Riacho (ES) da Aracruz acaba de registrar três recordes. A produção diária total das fábricas A, B e C alcançou, em 22/7, 7.560 toneladas de celulose, 40 toneladas acima do marco alcançado em 2/7. Também foi recorde a produção diária da fábrica A, com 1.920 toneladas - superando a marca de 1.912 toneladas de 30/12/2004. Já a fábrica C registrou recorde de produção diária de 3.240 toneladas, ultrapassando as 3.160 toneladas do dia 9 deste mês.
  • 50 ANOS DE ARTE
    Dando continuidade ao projeto Paulo Porcella: Meio Século de Arte, o Novotel Porto Alegre promove, no dia 01 de agosto, feijoada e leilão de obra assinada pelo artista plástico gaúcho. Destinado a convidados e público em geral, o evento ocorre no restaurante Cótê Jardin e vai contar com a presença de Porcella. Na ocasião, o visitante também pode adquirir o livro homônimo, contendo 234 imagens de suas obras, distribuídas em 192 páginas.
  • APIMEC-SUL
    ?Os benefícios do planejamento sucessório em empresas familiares?,tema do Happy Hour organizado pela Associação dos Profissionais de Mercado de Capitais (ApimecSul), hoje, 30, às 18h, terá como palestrante o advogado e diretor jurídico adjunto da entidade Maurício Bianchi. O evento também é aberto a demais interessados, mediante inscrição e comparecimento com 1Kg de alimento não perecível. Contato pelo e-mail apimecsul@apimecsul.com.br.
  • VOCÊ SABIA...
    ... que o Centro de Reintrodução de Animais Selvagens (Cereias), parceria da Aracruz com o Ibama-ES, abrigou, em 2008, 2.692 animais provenientes de apreensão em cativeiro e tráfico, entrega voluntária e nascimento no próprio centro? Desse total, 65% (1.765 aves, répteis e mamíferos) foram devolvidos a seu habitat natural após receberem tratamento veterinário e recuperarem o comportamento selvagem.

FRASE DO DIA

AI DAQUELES QUE ENXERGAM. SERÃO CULPADOS POR TEREM VISTO TÃO POUCO.

Platão