Artigos Anteriores

FESTA DOS SUJOS

ANO XIV - Nº 007/14 -

WOODSTOCK

O FSM nada mais é do que um Woodstock brasileiro. Uma festa dos sujos, desocupados e rebeldes sem causa. Que se juntam para protestar sem apresentar soluções viáveis ou inteligentes. Só isso. A maioria só quer música e consumir maconha e êxtase, como já aconteceu em anos anteriores e se confirmou ontem, como foi noticiado. Uma chinelada braba que até para o banho tem grandes restrições.

CHÔ DAQUI, FSM

Afinal, digam com toda a sinceridade, qual proposta decente e digna foi apresentada ou entendida pelos participantes? Até para reduzir a pobreza não entendem e não pregam pela existência de mais atividades econômicas e mais educação. Só querem e exigem a distribuição daquilo que os outros produzem. Além disso, dificultam, com passeatas ridículas, o ganha pão daqueles que trabalham. É dose. Chô daqui, FSM.

A LIMPEZA CONTINUA

Além do PT, que já saiu da Prefeitura de Porto Alegre, e do FSM, que já declarou que vai se retirar daqui, felizmente, ontem foi a vez do bandido Melara. Este também já foi. Foi detonado, não se sabe por quem. Como entendo que bandido que liquida bandido não precisa ser banido, estou muito satisfeito com o mês de janeiro. Que os meses seguintes sigam assim.

IMPRENSA SÉRIA?

A imprensa gaúcha, principalmente o jornal ZH, dedicou mais de dez páginas ao FSM e só um quarto página para o WEF. Bem dentro do espírito mais comunista gaúcho. E quando escolhem alguma coisa que acontece em Davos, que no entender da redação possa merecer algum registro, é recheado de ironias. Isto é uma imprensa séria?

MUITO CHATEADO

O jogador Ronaldo Nazário mostrou que não tem nada contra seqüestros ou regimes ditatoriais. Ou melhor, desde que não sejam brasileiros os reféns de seqüestros feitos fora do Brasil. Aí ele fica muito chateado. De novo, só com os casos que acontecem com brasileiros e fora do país. Os seqüestros que acontecem dentro do Brasil não lhe comovem, pelo visto. Maravilha. Se ele pedir para acabar com a guerra no Iraque, certamente será atendido. Alguém concorda?

MAIS ISOLADOS

Não bastasse as intenções e as reais atitudes do governo do RS para nos isolar do resto do mundo, e do próprio Brasil, temos ainda a queda da ponte na rodovia Régis Bittencourt, no Paraná. É dose. O convite para que saiamos daqui vem sendo feito todos os dias, pelos entraves e impostos exagerados. O mesmo vale para impedir que outros queiram vir para cá. Agora, até para fugir daqui está ficando também mais difícil por terra. Resta, é verdade, a via aérea e a hidroviária. Por enquanto. Aqui é assim: o raio cai várias vezes no mesmo lugar. E todos com grande capacidade destrutiva. Chô, azarão.

MP 232

As entidades do centro do país estão em pé de guerra contra a MP 232. O Conselho da OAB, principalmente, precisa ser parabenizado pela forma de atuação contra o ímpeto arrecadatório do governo. Uma pena que as entidades gaúchas, certamente ainda muito cambaleantes pelas pancadas que receberam de tanta carga tributária que levaram na cabeça nos últimos dias, pelo governo do Estado, não estão acompanhando como deveriam a luta contra a aprovação da MP 232. Precisamos nos manifestar, pelo amor de Deus.

BEST SOURCING

Na palestra de Tom Peters, realizada na ExpoManagement 2004, entre outras coisas ele recomenda: Re-imagine a organização: Não é difícil imaginar uma empresa de uma só pessoa gerando receitas de US$ 1 bilhão, sendo totalmente terceirizada. A palavra-chave agora não é -outsourcing- e sim -best sourcing-, ou seja, terceirizar inteligentemente.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

A IMPORTÂNCIA LEVA MAIS GENTE AO CEMITÉRIO DO QUE A IMPOTÊNCIA.

Millor