Artigos Anteriores

FATOS E OPINIÕES

ANO XIV - Nº 007/14 -

CREDIBILIDADE

Quem se propõe a emitir opinião, para que possa gozar de alguma credibilidade junto ao seu público interessado precisa embasar sempre as suas críticas com um mínimo de discernimento e um máximo de bom senso. Isto é fundamental até para o leitor que não simpatiza com a linha de pensamento do crítico.

GUARDA DE DOCUMENTOS

Mais: para poder dirimir eventuais dúvidas de uma sempre possível falha de comunicação sobre aquilo que foi alvo de críticas, opiniões e expectativas, é recomendável a guarda das gravações/ou textos para respaldar as manifestações.

DOCUMENTO GUARDADO

Pois, falando em guardar documentos, vejam, por exemplo, o que disse o ministro Mantega no final de 2013, ao comentar o resultado das Contas Nacionais divulgado pelo IBGE: - O crescimento do PIB de 2,3% em 2013 indica que A ECONOMIA BRASILEIRA ESTÁ NUMA TRAJETÓRIA DE ACELERAÇÃO GRADUAL.

COMPARAÇÃO

Comparando o que o ministro Mantega disse poucos meses atrás com o que disse ontem, quando admitiu publicamente que o PIB do país não deve crescer os 2,5% que havia projetado para 2014 que a economia brasileira, chega-se à conclusão simples de que Mantega é um péssimo ministro, como, aliás, sempre deixei claro em vários comentários que fiz.

LEIGO

O pior é que Mantega, ao mostrar o quanto é leigo em economia insiste com números absurdos. Mesmo admitindo que não há a possibilidade do PIB crescer 2,5%, Mantega demonstra que não lê o Boletim Focus, do BC, que na última 2ª feira estampou que a expectativa atual de crescimento de PIB para 2014 não vai além de 1,65%. Pode?

OS NÚMEROS CONTESTAM

Exemplos de declarações infundadas deste governo, de coisas prometidas que jamais vão acontecer no país enquanto o PT estiver no governo, tomariam o espaço ao longo de vinte anos de editoriais do Ponto Crítico. Se em várias oportunidades repetir uma mentira várias vezes consegue fazer com que o povo entenda que é uma verdade, em economia é mais difícil porque os números contestam.

LULA DITADOR E TRAIDOR

Aproveito este último bloco para comentar a maravilhosa entrevista concedida por Lula ao canal de televisão RTP, de Portugal, que aconteceu no dia seguinte em que recebeu o titulo de -Doutor Honoris Causa-, na Universidade de Salamanca. O bastante para receber o título de -Honoris Causa Perdida- quando traiu seus amigos petistas do peito, perante os telespectadores portugueses e ainda desconsiderou totalmente o Poder Judiciário brasileiro. Este é o Lula ditador, que muita gente ama e quer que volte à presidência do país.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • INCONSEQUENTES
    Querem uma mostra do quanto os deputados do RS não estão nem aí para os graves problemas do Estado? Então vejam esta: em sessão plenária de hoje da Assembleia Legislativa será votado o projeto de lei de autoria do deputado Paulo Borges, que institui o Dia do Torcedor Colorado, no calendário oficial do RS. Pode? A data escolhida é 17 de dezembro, em referência ao dia em que o Sport Club Internacional conquistou o título de Campeão Mundial FIFA, em Yokohama, no Japão, no ano de 2006.
  • PIB BRITÂNICO
    Enquanto o PIB brasileiro não anda, o PIB britânico mostrou crescimento econômico de 3,1% no 1º trimestre deste ano, em relação a igual período do ano passado. Trata-se da maior expansão, em base anual, desde o quarto trimestre de 2007.
  • CONFIANÇA
    A confiança do setor de serviços no Brasil caiu 3,1% em abril e registrou sua queda mais intensa desde julho do ano passado.
  • DILMA DESPENCANDO
    A avaliação negativa do governo Dilma entre o eleitorado é de 30,6% e apresenta tendência de crescimento. Em fevereiro, 24,8% dos respondentes não aprovavam o governo Dilma e, em novembro, o percentual era de 22,7%.A tendência de queda analisada pela pesquisa CNT/MDA está em sintonia com a pesquisa do Instituto Ibope contratada pela Confederação Nacional da Indústria. A última sondagem mostrou uma queda de aprovação do governo Dilma de 43% para 36%.
  • FLORENSE
    5.000 árvores plantadas! Este é o gratificante número que a Florense atingirá nos próximos dias como resultado de seu engajamento pioneiro no programa Carbon Free, em mais uma afirmação do compromisso assumido pela empresa gaúcha com o meio ambiente e a qualidade de vida. Como o Carbon Free funciona:Todos os gases gerados na produção e distribuição da revista Florense são inventariados pela The Green Initiative (Iniciativa Verde), utilizando metodologia do World Resources Institute. Os cálculos são científicos e têm como base as pesquisas do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), órgão formado por 2.500 cientistas de mais de 130 países que dá embasamento às decisões da ONU relativas às mudanças climáticas.A partir desses dados, promove-se a compensação das emissões de gases através do plantio de árvores em Áreas de Preservação Permanente (APPs), em número quantificado cientificamente. O plantio é monitorado por meio de satélite, sob controle do IBAMA e do Departamento Estadual de Proteção dos Recursos Naturais (DEPRN).Mais do que fixar carbono e contribuir para desacelerar o aquecimento global, essa atitude promove a restauração das matas ciliares, preservação dos recursos hídricos, do solo e da biodiversidade.

FRASE DO DIA

As ações são muito mais sinceras do que as palavras.

Madeleine Scudéryý