Artigos Anteriores

FALTA O DISCERNIMENTO

ANO XIV - Nº 007/14 -

CONHECIMENTO E DISCERNIMENTO

Em países mais adiantados, nos quais os pessoas são portadoras de um maior grau de conhecimento e discernimento, os governantes enfrentam mais dificuldades para mentir e enganar. Além disso, em condições normais a -ficha- cai bem antes da chegada das catástrofes. 

CATÁSTROFE INSTALADA

Como o nosso pobre país é habitado por uma maioria expressiva de pessoas dotadas de baixíssimo grau de conhecimento e discernimento, por consequência faz com que a -ficha- leve muito tempo para cair. Isto significa que a catástrofe precisa estar plenamente instalada para que seja levada à sério. 

PASSES DE MÁGICA

Pois, mesmo assim, demonstrando o quanto é movida por muita fé e crenças absurdas, muita gente se declara -ESPERANÇOSA- e/ou convencida de que melhores dias virão. Como se as soluções dos problemas dependessem de -passes de mágicas-. Pode?

ESPERA

Ora, por definição, ESPERANÇA nada mais é do que a uma ESPERA baseada na possibilidade de que venha a acontecer aquilo que as pessoas gostam e querem. Ou seja, trata-se praticamente de um sentimento de fé e/ou crença.
 

HORA DE AGIR, NÃO ESPERAR

Como os dotados de razoável inteligência sabem, a situação econômica, social e política do Brasil não permite mais qualquer tipo de ESPERA. É preciso, mesmo que com atraso enorme, que haja muita, e acertada, AÇÃO. É necessário abandonar a fé e encarar os problemas, de acordo com a força de seus estragos e perigos.

CAMINHO DA TENTAÇÃO

Pelo que estamos percebendo, a crise econômica, pelo seu tamanho e presença, ao menos já fez com que muitos brasileiros conseguissem abrir os olhos. Mas, atenção, isto é insuficiente. Para poder desviar do caminho da tentação é imprescindível que todos tenham capacidade de discernimento. Sem ela o populismo e assistencialismo jamais serão contidos.

AGRADECIMENTO

EM TEMPO: Lamentável a atitude do Procurador Geral, Rodrigo Janot. Agradecido por ter sido indicado pela presidente Dilma para continuar no cargo, Janot determinou o arquivamento do pedido do ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Gilmar Mendes para a Procuradoria Geral da República investigar suspeitas de irregularidades na campanha eleitoral do ano passado. Mesmo diante de provas irrefutáveis, Janot entendeu que não há indícios de irregularidades na contratação de uma gráfica – a VTPB Serviços Gráficos – pela campanha da petista. Pode?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FOCUS

    Eis o que informa a pesquisa Focus de hoje: 

    1- para o IPCA ao final de 2015 apresentou pequena redução, ao passar de 9,29% para 9,28%, enquanto a projeção para o final de 2016 avançou para 5,51% (de 5,50% na semana anterior).

    2- a estimativa para a taxa de câmbio manteve-se em R$ 3,50/US$ ao final de 2015 e em R$ 3,60/US$ ao final de 2016.

    3- a projeção para o crescimento do PIB em 2015 caiu para -2,26% (de -2,06%), enquanto para 2016 foi reduzida para -0,40% (de -0,24%).

    4- a estimativa para a taxa Selic manteve-se em 14,25% ao final de 2015 e em 12,00% ao final de 2016.

  • CONFIANÇA NO CHÃO

    1- O índice de confiança de serviços, elaborado pela FGV, recuou 4,7% entre julho e agosto, marcando a sexta queda seguida, com o índice atingindo nova mínima histórica (série iniciada em junho de 2008).

    2- O índice de confiança do comércio da FGV recuou 4,1% entre julho e agosto, quarta queda consecutiva, com o índice atingindo nova mínima histórica (a série teve inicio em março de 2010). Na abertura, a redução foi determinada pela piora da percepção dos empresários em relação ao momento atual (-12,1%), enquanto o índice de expectativas até apresentou pequeno avanço na margem, de 0,4%. 

  • FECHAMAENTO DE LOJAS

    O número de fechamento de lojas do comércio varejista da Capital, representadas pelo Sindilojas Porto Alegre, vem aumentando em um ritmo acelerado. Dados da Junta Comercial do RS mostram que, só no primeiro semestre deste ano, foram extintos 2.257 estabelecimentos varejistas em Porto Alegre. O número equivale a 43% do total das 5.227 empresas do setor que foram abertas no mesmo período.


     

  • NÃO DÁ MAIS PARA ACEITAR

    A propósito da campanha - DROGAS. NÃO DÁ MAIS PARA ACEITAR-, deflagrada pelo governo de Santa Catarina, o título cabe, na medida, para os governos Lula/Dilma, não? 

  • A TOMADA DO BRASIL

    O novo livro escrito pelo pensador Percival Puggina já pode ser adquirido. A obra, que leva o título -A tomada do Brasil pelos maus brasileiros- reflete muito bem a expressão a angústia dos que clamam - "Quero meu país de volta!". Aí vai o link da editora: (https://goo.gl/haaUEB ). Boa leitura!

FRASE DO DIA

Não é que a gente desiste fácil, é que chega uma hora que a gente cansa.