Artigos Anteriores

FALTA DE ALINHAMENTO?

ANO XIV - Nº 007/14 -

DECISÃO DE ESCOLHA

Os leitores/assinantes do Ponto Crítico, espalhados por todos os cantos do país e fora dele sabem muito bem que qualquer empresário, depois de se decidir pelo Brasil tem pela frente a escolha do Estado e/ou o município que melhor atende os requisitos impostos pelo seu investimento.

LOCAL

Se a operação tem abrangência local o que mais importa é o tamanho do mercado a ser explorado. Mas, se o interesse do negócio é nacional e até internacional, a decisão do local para instalação do empreendimento dependerá de muitas respostas.

CHECK LIST

Qualquer assessoria econômica que for contratada para auxiliar no processo, de imediato apresentará um -check list- das vantagens e desvantagens de cada região do país quanto aos negócios da empresa interessada em investir.

INCENTIVOS

Os primeiros estudos tratam, obviamente, do aspecto logístico, fator determinante para o fluxo das matérias primas e escoamento de produtos acabados para os mais diversos destinos. Além disso é preciso saber se os governos, estadual e/ou municipal, têm interesse no investimento e quais incentivos estão dispostos a conceder.

COMPORTAMENTO HISTÓRICO

Quando chega a vez de analisar o Estado do RS, o chek list mostra que as desvantagens vem se mostrando muito maiores do que as vantagens. Além de estar situado no ponto mais longínquo ao sul do país, o que dificulta consideravelmente o aspecto logístico, sob a ótica do comportamento histórico do governo petista tudo fica ainda mais azedo.

FORD

O episódio da expulsão da Ford, por exemplo, somado a outros projetos que foram defenestrados por questões ideológicas, continua pesando de forma decisiva no RS. Mesmo que o atual governador insista que isto é coisa do passado, governantes de outros Estado se aproveitam desses episódios na tentativa de atrair os investimentos.O caso Ford é, certamente, emblemático, mas os obstáculos que fazem os investidores desistirem do RS são fartos. Este espaço é insuficiente para descrever tantos absurdos.

ALINHAMENTO?

Nesta semana, para quem se interessa pelo RS, o governo do RS, com Tarso Genro à frente, declarou guerra ao governo Dilma. O curioso é que ambos são do mesmo partido, o PT. Que tal? A reclamação é que o tal alinhamento entre governo Dilma e o governo gaúcho, no tocante a investimentos simplesmente não existe. Ora, aqui entre nós: que tipo de alinhamento pode haver com gente que ganhou notoriedade e especialização em destruição e demolição? Sai dessa.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IPC-S
    O IPC-S de 15 de outubro de 2012 registrou variação de 0,62%, 0,02 ponto percentual abaixo da taxa divulgada na última apuração. Cinco das sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação.
  • SEMINÁRIO
    O VII Seminário de Telecomunicações ? Serviços e Acessos debaterá as principais questões do setor e apresentará soluções inovadoras que se tornarão tendências do mercado. O evento, realizado pelo Conselho de Infraestrutura da FIERGS, ocorre amanhã (18), das 13h30min às 18h, Na sede da entidade (Av. Assis Brasil, 8787 ? Porto Alegre). A sétima edição do seminário reunirá os protagonistas das mudanças e promoverá a integração dos participantes proporcionando novas oportunidades de negócios. As inscrições são gratuitas e limitadas. Elas podem ser feitas pelo telefone (51) 3347.8716 ou pelo e-mail coinfra@fiergs.org.br.
  • IGP-10
    O IGP-10 registrou alta de 0,42% em outubro, abaixo da nossa projeção (+0,55%) e no piso das expectativas de mercado (de +0,42% a +0,83%, com mediana em +0,63%). Com esse resultado, o acumulado em doze meses do índice geral recuou de 7,95% para 7,71%. No ano o IGP-10 acumula alta de 7,05%.
  • BOLSA
    Está havendo um movimento de bancos de investimentos, grandes escritórios de advocacia, auditorias e entidades de mercado, a busca e o apoio junto ao governo para desobstruir o acesso de pequenas e médias empresas ao mercado de capitais. Estão negociando dois pontos básicos: crédito tributário quando da emissão de ações e a criação de fundos de investimento que irão comprar esses papéis e terão isenção de IR sobre ganhos de capital.

FRASE DO DIA

NÃO EXISTE PECADO SEM COLABORAÇÃO.

Stephen Crane