Artigos Anteriores

ESTUPIDEZ SEM LIMITES

ANO XIV - Nº 007/14 -

COSTUME SEPARATISTA

Tem coisas que, lamentavelmente, só acontecem no RS. Face ao dominante espírito separatista, sobre o qual tenho feito comentários, ultimamente, é preciso que todos saibam o quanto a estupidez é ilimitada no Estado gaúcho. Depois de ler este editorial digam se tenho ou não razão nas minhas críticas. Ah, antes que alguém duvide informo que as provas, documentais, são irrefutáveis.

COSTELA COM OSSO

Enquanto boa parte da mídia do RS se preocupa com o que a FGF (entidade privada) faz ou deixa de fazer com seu próprio dinheiro, o governo do Estado mostra o seu lado PROTECIONISTA do atraso sem ser criticado.Desta vez a estupidez atinge em cheio a carne preferida para o churrasco do gaúcho: a COSTELA BOVINA COM OSSO. Vestindo o velho e surrado terno de INTERVENTOR, a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do RS, através da Portaria 047, parágrafo 1º, de 23 de março deste ano, decidiu o seguinte (incrível):

PORTARIA 047

A CARNE BOVINA E BUBALINA COM OSSO, provenientes dos Estados tidos como livres de febre aftosa, só pode entrar no RS desde que o estabelecimento industrial esteja registrado no Serviço de Inspeção Federal (SIF), ou na Coordenadoria de Inspeção Sanitária de Produtos de Origem Animal (CISPOA). Ainda assim precisa requerer autorização prévia à aquisição, ao CENTRO DE CONTROLE do Departamento de Defesa Agropecuária. Pode?

MAIS BUROCRACIA

Você pensa que o absurdo burocrático acaba aí? Nada disso: Caso seja concedida a autorização, a mesma deve acompanhar a carga do Estado de origem até o seu destino no RS, devidamente embalada e identificada. Se a carga for em peças (dianteiro, traseiro e costela) é preciso constar o número do lacre da carga, que deverá ser do tipo exportação, no documento fiscal e no certificado sanitário. Que tal? Pois é. Mas ainda tem mais:

LACRE

Ao chegar ao destino no RS, o Médico Veterinário responsável pela inspeção sanitária do estabelecimento deverá ser informado para que o mesmo faça o rompimento do lacre de segurança e assim a conferência dos documentos e produtos transportados. Só isso? Não, obviamente.Estando a carga e a documentação de acordo com autorização, o Médico Veterinário responsável pela inspeção sanitária deverá assinar e carimbar a autorização no espaço destinado na mesma para esse fim, devendo informar o nº do lacre, dia e hora da conferência. Que tal? Calma, gente, pois ainda não acabou:

INFERNO

Após a conferência, a autorização deverá ser remetida com os dados acima ao Centro de Controle do DPA, pela empresa requisitante, no prazo máximo de 10 dias após a data do envio da autorização.Caso não seja confirmado o recebimento da carne, conforme descrito acima, os novos pedidos de autorização ficarão suspensos até que seja regularizada a situação. Gostaram? Maravilha esta burocracia, não?

ESTIMULANDO O BOICOTE

A pergunta lógica para tanta bovinice é a seguinte: Por que o governo do RS faz isto com os distribuidores de carne e com os consumidores? Por que submete a CADEIA DA CARNE a este verdadeiro Corredor (Sanitário) tipo polonês, além de dificultar enormemente a aquisição de carnes de outros Estados? Pois, antes que os supermercados sejam taxados de vilões, a AGAS - Associação Gaucha dos Supermercados -, que já entrou na Justiça contra a Portaria, faz um alerta: o preço da carne vai subir. Pelo efeito demanda vai faltar o produto. Quem sai prejudicado? O consumidor, certamente.Fico só imaginando como os demais Estados da Federação estão enxergando estas nossas pobres atitudes protecionistas. Creio que acabarão boicotando os produtos produzidos no RS. Aí os gaúchos vão subir nas tamancas e sair às ruas reclamando da discriminação e que a saída é mesmo o SEPARATISMO. Que tal?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • PRÊMIO
    Hoje a Florense receberá o prêmio Top of Mind da Revista Casa & Mercado, onde foi premiada em três categorias: Loja de Armários Planejados, Dormitórios Planejados e Móveis Planejados para Escritórios. A mesma pesquisa também apontou a Florense como Empresa Cidadã, em função de seu envolvimento em ações sociais e na preservação do meio ambiente. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Datafolha, através de perguntas com resposta espontânea a arquitetos, decoradores e designers de interiores de todo o Brasil. Parabéns!
  • FLANELINHA FARDADO
    Agora tem mais essa em Porto Alegre, Capital do RS: Flanelinha virou profissão. Ora, isto é coisa de lugar sério? É duro, não?
  • 190 GUARDADORES
    Os 190 guardadores de automóveis vinculados ao Sindicado dos Guardadores de Automóveis de Porto Alegre e suas respectivas associações e cooperativa agora usam uniformes padronizados e fornecerão um ticket como recibo aos motoristas. A oficialização do início das atividades dos guardadores legalizados foi anunciada nesta quarta-feira, 9, às 14h, na sede do Comando de Policiamento da Capital, na Rua Voluntários da Pátria.
  • CONFIANÇA
    O Índice de Confiança do Empresário do Comércio do RS (ICEC-RS) apresentou elevação de 3,3% em outubro (130,2 pontos) frente ao mês de setembro (126,0 pontos). A melhora foi resultado de comportamento generalizado em todos os quesitos de avaliação, porte e segmentos de empresas.
  • IPC-S
    O IPC-S de 07 de novembro de 2011 registrou variação de 0,34%, 0,08 ponto percentual (p.p.) acima da taxa divulgada na última apuração. Das sete capitais pesquisadas, seis registraram acréscimo em suas taxas de variação.

FRASE DO DIA

Não há escravidão pior que a dos vícios e paixões.

Marquês de Maricá