Artigos Anteriores

ESTRATÉGIA SUICIDA-CONSCIENTE

ANO XIV - Nº 007/14 -

NÃO SE MEXE

Em matéria de economia, o governo Dilma-Petista adotou uma péssima estratégia: EM TIME QUE ESTÁ PERDENDO NÃO SE MEXE. Esta prática suicida está sendo proposta, infelizmente, tanto no que diz respeito à formação do time, ou equipe econômica, quanto na forma como se dispõe a jogar.

CONVICÇÃO

Esta tática, ou programa de governo foi decidido por opção, convicção. As iniciativas, ou a falta delas melhor dizendo, demonstradas pela não realização das reformas, mostra o quanto a equipe econômica, devidamente respaldada pela presidente Dilma, se recusa a enfrentar o ataque de adversários fortes, como é o caso da perigosa INFLAÇÃO, das fantásticas DESPESAS PÚBLICAS, e da CORRUPÇÃO, por exemplo.

INTERVENÇÕES

Considerando que o governo resolveu intervir em vários setores, mormente na arbitragem cuja indispensável independência já havia sido entregue ao Banco Central no governo anterior, aí a reduzida possibilidade de êxito na constante luta que precisa travar contra os grandes adversários ficou praticamente impossível.

RANKINGS DIVERSOS

Se for levado em conta as posições ocupadas pelo Brasil nos rankings dos mais diversos estudos e levantamentos feitos por institutos internacionais, como mostram, por exemplo:1- o Índice de Liberdade Econômica;2- o Índice de Desenvolvimento Humano - IDH; 3- o Crescimento Econômico; 4- os Índices que medem a Educação, Segurança, Saúde e, principalmente, o5- o Índice da Carga Tributaria; aí já temos uma ideia clara do quanto o Brasil luta, com todas as suas forças, para permanecer nos últimos lugares.

LIGA ESPECIAL

Tais classificações indicam que o governo tem interesse em montar uma LIGA ESPECIAL, formada por países de quarto e quinto mundo, tipo Argentina, Venezuela, Bolívia, Equador, Chipre, Grécia e outros mais, para disputar o campeonato dos menos desenvolvidos e/ou menos competitivos.

RESPONSÁVEL PELOS NOSSOS PROBLEMAS

Olhando a economia brasileira pelo índice da Bovespa, melhor régua que mede o desempenho das principais empresa brasileiras, podemos ver o quanto o presente e o futuro do país não animam em hipótese alguma. O pior de tudo é que o governo sempre identifica um responsável pelos nossos problemas. Ontem, por exemplo, foi a China. Que tal?

PERU

Enquanto isso, a economia do Peru, país que por sinal também pertence ao planeta Terra, continua crescendo. A taxa anualizada do mês de fevereiro, divulgada ontem, foi de 5%. Mais: os analistas acreditam que o PIB vai continuar crescendo ao longo dos próximos meses, liderada pelo investimento. Em 2014, o crescimento deve se manter em ritmo forte, com alta de 6,2%. Que tal?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • MADURO
    Para alegria de Lula, Dilma, Cristina K, e todos os membros do Foro de São Paulo, o ex-motorista Nicolás Maduro foi eleito presidente da Venezuela. Com isso, o Chavismo está mantido, garantido e deve progredir na América Latina.
  • INADIMPLÊNCIA
    A inadimplência do consumidor teve alta de 10,5% no 1º trimestre na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo pesquisa da Serasa Experian divulgada ontem. A chapa está esquentando, não?
  • PIORES
    Os analistas do mercado de ações brasileiro estão provando que são os piores STOCK PICKERS do mundo, ao não prever como a intervenção do governo na economia iria reduzir o crescimento e os lucros corporativos. Os papéis do Ibovespa estão sendo negociados 45% abaixo dos níveis de preços que os analistas projetaram um ano atrás, a maior disparidade entre os 45 mercados que fazem parte índice MSCI All-Country World, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.
  • METRÔ
    A implantação do Metrô de Porto Alegre terá nova Proposta de Manifestação de Interesse (PMI). O anúncio foi feito ontem pelo prefeito José Fortunati, depois da conclusão do trabalho técnico desenvolvido a partir da primeira PMI solicitada. Dois estudos foram entregues no dia 7 de fevereiro de 2013. Um deles, da empresa Brusten P.M., foi descartado por não apresentar os itens mínimos previstos no edital. Em outras palavras: no RS, as coisas só amadurecem depois de 30 ou 40 anos. Exemplos não faltam.
  • FRIO
    As baixas temperaturas do RS no último final de semana animou os lojistas de todo o Estado. Conforme o presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Vilson Noer, lojas de vestuário e calçados deverão ter um maior movimento de consumidores, assim como cidades onde o frio atrai turistas, como a Serra gaúcha. Este movimento deverá recuperar o desempenho de vendas projetado para o mês de abril, transformando o resultado de forma positiva.

FRASE DO DIA

DE ONDE MENOS SE ESPERA É QUE NÃO SAI NADA MESMO.

Barão de Itararé