Artigos Anteriores

EDUCAÇÃO, ZERO

ANO XIV - Nº 007/14 -

UM DOS PIORES

Se a economia brasileira conseguiu se recuperar em 2009, a educação, infelizmente, fecha o ano como um dos piores da história. Se não bastassem as costumeiras greves, e a consagrada má qualidade do ensino, para deixar os alunos mais despreparados, o ano ainda foi marcado pela Gripe A, que encurtou em muito o fraco ano escolar.

COMPETIÇÃO

Se o problema atingiu o Brasil como um todo, a situação no RS foi muito pior. Aliás, entra ano e sai ano e os professores do ensino público gaúcho, liderados pelo CPERS (sindicato da categoria), se comportam como se estivessem numa competição onde sai vencedor aquele que menos educa seus alunos.

EM BRANCO

Considerando que o conhecimento adquirido pelos alunos da rede pública de ensino é praticamente nulo no seu conteúdo, mas consistente na ideologia manifestada pelos ditos professores, este ano letivo, especificamente, não existiu. Ficou totalmente em branco.

NEM AÍ

Com um detalhe: o incrível CPERS, que não esteve nem aí para a atividade escolar em 2009, está promovendo mais uma greve, a partir de hoje, 15/12. Pode? A razão? Pasmem: tudo porque o governo do RS resolveu conceder um aumento de salários aos professores. É isto mesmo, gente. E não é um aumento qualquer, não. Trata-se de um fantástico aumento de R$ 862,00 para R$ 1.500,00. Que tal?

OS IDEOLÓGICOS

Ora, em matéria de formação ideológica eu imaginava ter visto quase tudo. Jamais imaginei que uma absurda proposta de aumento de quase 100% dos salários fosse motivo para greve. Confesso que essa me pegou. Isto comprova a fantástica capacidade que os ideológicos têm para nos surpreender.

MERA CONSEQUÊNCIA

A situação nada invejável pela qual passa o Estado do RS, como se vê, é uma mera consequência da educação recebida pelo povo. E não poderia ser diferente. Com má educação, ou a inexistência dela, as decisões só podem ser lamentáveis. Daí a razão para que os servidores da Brigada Militar não entendam que contribuição para a previdência significa uma poupança a ser gozada na aposentadoria.

ESTE É O RS

Dotados de pouco conhecimento e excesso de esperteza, os brigadianos não aceitam contribuir com percentuais que a matemática atuarial aponta como necessários para o plano de previdência do Estado. A negação significa que a conta deverá ser paga pelos contribuintes de impostos. Cômodo, não? Este é o Rio Grande do Sul, gente. O Estado que nomeia deputados com ficha muito suspeita para integrar o TCE. Pode?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • JOIO E TRIGO
    Ontem, durante seu discurso na abertura da 1ª Conferência Nacional de Comunicação, o presidente Lula, como de praxe, fez críticas ao que chama de excessos da imprensa, denunciando haver atitudes parciais. Arrematou dizendo que havendo liberdade de imprensa a verdade acaba prevalecendo porque os leitores são capazes de separar o joio do trigo.Concordo. Afinal, Lula e o PT, para os leitores, depois da descoberta do mensalão, representam o joio. Se imagina ser trigo, com certeza não é um trigo limpo.
  • GRUPO PENSAR ECONÔMICO
    Amanhã, 16, os membros do Grupo Pensar Econômico se reúnem em café da manhã para discutir a agenda de 2010. A reunião contará com economista Paulo Rabello de Castro, também membro do Grupo Pensar.
  • PETROSUL
    A Cosan, maior empresa do setor sucroalcooleiro do Brasil, comprou a rede de postos de combustíveis da Petrosul no Estado de SP.
  • FECHADOS
    A reunião de cúpula dos países pertencentes à Alba -Aliança Bolivariana para as Américas-, encerrada ontem, em Havana, rejeitou as advertências da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, sobre vínculos de alguns países com o Irã. Os comunistas estão fechadíssimos em torno do terrorismo iraniano.

FRASE DO DIA

Não tem porque ser pessimista. Não vai funcionar mesmo.

De um otimista gaúcho