Artigos Anteriores

DESONERAÇÃO: A PALAVRA MÁGICA DO GOVERNO

ANO XIV - Nº 007/14 -

ABRACADABRA

Muitos mágicos do mundo todo ainda usam a palavra ?ABRACADABRA- para encantar seus espectadores quando praticam os mais diversos atos de ilusionismo. Mais moderna, a presidente Dilma Rousseff prefere usar a palavra ?DESONERAÇÃO- para, através dela iludir e arrancar aplausos da grande maioria do povo brasileiro.

DESINFORMADOS

Considerando que a característica principal do povo brasileiro, e da maioria daqueles que atuam nos meios de comunicação, é a falta de discernimento, esse imenso contingente de mal informados simplesmente não sabe o que está por detrás das tais DESONERAÇÕES.

DÉFICIT PÚBLICO

Pois, se um produto ou serviço é desonerado de tributos (no todo ou em parte), basta não haver um corte, na mesma proporção, nas despesas do governo, para que o resultado econômico/financeiro para o povo brasileiro seja NULO. Ou seja, o tributo que o consumidor está deixando de pagar através da DESONERAÇÃO (ao comprar um produto ou serviço), o mesmo será cobrado através de uma outra fatura denominada DÉFICIT PÚBLICO, que o governo vai lhe entregar mais adiante.

DELÍRIO

Como o governo está repleto de alquimistas, e o povo adora atos de ilusionismo, cada vez que esses mágicos pronunciam a palavra ?DESONERAÇÃO-, a massa vai ao delírio. E, em decorrência dessa incontida alegria, os índices de popularidade da presidente Dilma sobem sem parar. Maravilha, não?

ROMBO

O fato, gostem ou não, é que da mesma forma como os mágicos tradicionais não fazem os objetos utilizados nos atos de ilusionismo desaparecer, o governo também não tem poderes para fazer desaparecer o ROMBO promovido pelas DESONERAÇÕES. Ambos, como se sabe, só mudam as peças de lugar.

TESOURO NACIONAL

Assim, tudo que o governo deixa de tributar, ou resolve diminuir o valor do tributo para baratear o custo das mercadorias vendidas, esta diferença acaba sendo debitada na conta do TESOURO NACIONAL. Que, por sua vez, nada mais é do que o bolso do contribuinte. Que tal?De novo: como o povo é desprovido de discernimento, por óbvio não percebe o quanto está enganado. Juntando a euforia com o excesso de ignorância, a mistura provoca uma explosão cerebral. O fato do governo não fazer as REFORMAS que promovam cortes efetivos e equivalente das despesas públicas, torna a festa das DESONERAÇÕES uma grande fraude.

REFORMAS

Se no primeiro momento o CUSTO EMPRESA/SERVIÇO fica menor, sem as devidas e necessárias REFORMAS o CUSTO BRASIL se mantém alto. E o país permanece, infelizmente, sem a necessária capacidade competitiva. Pode? As últimas DESONERAÇÕES (INSS E ENERGIA), como já é do conhecimento da sociedade, vão provocar um ROMBO de mais de 20 bilhões/ano ao Tesouro Nacional. Pelo visto, da mesma maneira com que entraram em ação no apagar das luzes de 2012, no final de 2013 os alquimistas terão trabalho dobrado para esconder o brutal DÉFICIT PÚBLICO produzido ao longo do período.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FLORENSE EM MIAMI
    Amanhã, 30, a Florense estará com um seleto grupo de arquitetos brasileiros em Miami, para o VIP Preview da nova franquia da marca na cidade. Em um evento exclusivo para profissionais, será apresentado o seu novo showroom instalado no exclusivo shopping de alta decoração Design Center of America ? DCOTA.Paralelamente ao preview, será realizado o Winter Festival do DCOTA. Evento tradicional no shopping, centenas de profissionais são esperados para seminários, workshops, palestras e apresentações relacionadas a tendências, design e arquitetura. Durante o festival, serão premiados os principais profissionais do ano na Flórida com os prêmios -Stars of Design- e -Stars on the Rise-.A loja de Miami terá um showroom de 400 m² e será inaugurada oficialmente no dia 28 de fevereiro, mas já mostra a que se propõe: encantar o consumidor norte-americano com produtos e serviços de primeiríssima qualidade.
  • PÁSCOA
    A expectativa da CDL Porto Alegre para a Páscoa deste ano é que a procura por presentes não-alimentícios represente 30% das vendas do período. Em 2011, este percentual foi de 25%. Segundo o presidente da entidade, Gustavo Schifino, além da tradicional busca por chocolates, artigos como roupas e brinquedos devem estar entre os itens mais procurados, com um ticket médio de R$50. A data vem ganhando espaço no calendário anual do varejo e promete contribuir para um aumento significativo no movimento e no incremento do comércio na última semana do mês de março em relação a 2012, ano em que a Páscoa foi dia 8 de abril.
  • VALE
    A diretoria da Vale deverá propor, na próxima assembleia, a distribuição de dividendos de US$ 4 bilhões (US$ 0,76619/ação ON ou PNA) para o exercício de 2013. O pagamento continua em duas parcelas, 30 de abril e 31 de outubro.
  • MISSA
    Com a finalidade de amparar às famílias de Santa Maria que encontram-se em Porto Alegre com parentes hospitalizados e também de rezar pelas vítimas da tragédia, a CDL Porto Alegre e a AGV, organizaram uma missa, que será realizada amanhã, 30, às 18h30, na Catedral Metropolitana.

FRASE DO DIA

NÃO QUERO DESCONTO NA CONTA DE LUZ. QUERO LUZ TODOS OS DIAS.