Artigos Anteriores

DAY AFTER, OU RESUMO DA ÓPERA

ANO XIV - Nº 007/14 -

PRÊMIO CONSOLAÇÃO

Ontem, no início da tarde, mais precisamente às 13h, chegou ao fim da longa novela -Impeachment- da mentirosa Dilma Neocomunista Rousseff. A festa só não foi total e completa porque alguns senadores, junto com o presidente do STF, inventaram uma segunda votação (???) que nada mais é do que um legítimo GOLPE NA CONSTITUIÇÃO.

PRÊMIO CONSOLAÇÃO

Tudo leva a crer que o tal GOLPE foi urdido na madrugada de ontem e desfechado na hora da votação do Impeachment. A decisão espúria e criminosa, que deu à defenestrada Dilma o direito de ocupar cargos públicos, nada mais foi do que um perigoso PRÊMIO CONSOLAÇÃO.  

 

SABOR DA VITÓRIA

Ainda que a péssima e ilegal atitude dos maus senadores e do presidente do STF tenha representado um legítimo GOLPE CONSTITUCIONAL, o fato é que Dilma e o PT já não governam o nosso desmantelado país. Isto precisa ser muito festejado, mesmo sabendo do árduo trabalho que temos pela frente, na recuperação dos salvados do terremoto produzido pelo PT de Lula e Dilma ao longo dos últimos 13 anos.


 

PROTAGONISTAS

Se não conseguimos LAVAR A ALMA de forma completa, como manda a Constituição, o fato é que ao longo dos últimos nove meses nos portamos como verdadeiros e decentes protagonistas. Certamente, os nossos gritos serviram para a formação do placar de 61 votos SIM digitados pelos senadores, que culminou com o afastamento definitivo da criminosa Dilma e seus apoiadores-cúmplices aliados.

 

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Aproveitem, portanto, caros leitores, este final de semana que se aproxima. Festejem bastante a bela conquista, ainda que tenha sido parcial, pois a partir da próxima segunda-feira vamos precisar concentrar nossos esforços nas ELEIÇÕES MUNICIPAIS. Não esqueçam que o prazo, por ser muito curto ( menos de um mês), precisa ser bem aproveitado. Quanto mais candidatos de bom nível forem eleitos, melhor para as cidades e para os eleitores-cidadãos.   

CANDIDATOS-PENSADORES

De antemão informo que a partir de segunda-feira devo iniciar um série de editoriais com o propósito de apresentar os CANDIDATOS-PENSADORES (integrantes do Pensar+), que se colocaram à disposição para concorrer, tanto  para prefeito quanto para vereador de Porto Alegre. Tenho certeza de que os eleitores terão motivos de sobra para jamais esquecer de suas escolhas. 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • PRECEDENTE

    O senador Lasier Martins (PDT-RS), assim como vários senadores decentes, se disse surpreso com a manutenção dos direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff, na votação de ontem. "O jeitinho brasileiro, que a gente pensou que tinha ficado para trás, voltou.” Para ele, abriu-se um precedente "muito sério": "O Eduardo Cunha, daqui a alguns dias, vai pedir a mesma coisa", disse, referindo-se ao ex-presidente da Câmara dos Deputados, que enfrenta a possibilidade de perda do mandato e dos direitos políticos.

  • RESISTÊNCIA DEMOCRÁTICA

    Eis o texto de Augusto Franco, que me parece pra lá de oportuno, com o título -A RESISTÊNCIA DEMOCRÁTICA CONTINUA-:

    Sei que muitos gostariam de seguir adiante e esquecer o passado, agora que Dilma não é mais presidente. Alguns (os legalistas conservadores) pensaram em pendurar as chuteiras e terceirizar tudo para "as instituições". Outros (os liberais de manual) até imaginaram deixar de lado os protestos de rua e abraçar candidaturas para lutar "por dentro do sistema".

    Mas a impunidade de Dilma, conquistada pelo golpe Renan-Lewandowski e o seu discurso de despedida, prometendo confronto, mostram que nossos problemas não estão resolvidos.

    Se Temer começar a realizar, para valer, as tarefas da transição democrática, teremos pela frente uma guerra civil fria de longa duração (que ele não poderá enfrentar sem a ajuda da cidadania).

    Se Temer abrir mão de realizar tais tarefas, ficando refém de Renan e da ala mais fisiológica do seu próprio partido que negocia por baixo do pano com Lula e sua máfia (que continua organizada), teremos um governo medíocre, inepto e desmoralizado, abrindo caminho para a volta do PT em 2018.

    Não, a resistência democrática não é coisa do passado. Ou as ruas reagem, ou tudo que foi feito em 15 de março, 12 de abril, 16 de agosto de 2015 e 13 de março de 2016 terá sido em vão.

    Para que tudo não tenha sido em vão é necessário retomar os três pontos principais da pauta original desses grandes protestos de 2015-2016: Fora Dilma, Prisão de Lula e Fim do PT. Sem isso, a sociedade que se mobilizou contra o velho sistema político que apodreceu ficará na defensiva e o PT voltará. 

  • COPOM

    Ontem, após o fechamento do mercado, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou a manutenção da Selic em 14,25% ao ano. Foi a nona decisão consecutiva pela estabilidade dos juros básicos.

FRASE DO DIA

GOLPISTA É VOCÊ, QUE ESTÁ CONTRA A CONSTITUIÇÃO.

Michel Temer