Artigos Anteriores

COMPARAÇÃO OPORTUNA

ANO XIV - Nº 007/14 -

PREVIDÊNCIA

Enquanto a REFORMA DA PREVIDÊNCIA estiver no horizonte das possibilidades de se tornar uma realidade, mesmo esta peça tímida que o governo vem se esforçando muito para aprovar,  não tenho como descansar. Afinal, tudo que digo e escrevo constantemente sobre este tema é fruto de um convencimento absolutamente inquestionável. 

DÉCIMA TERCEIRA EMENDA

E quando vejo boa parte do pessoal da mídia, que infelizmente prefere não enxergar a realidade dos números, dizendo que o governo, para garantir a aprovação da REFORMA DA PREVIDÊNCIA resolveu abrir um balcão de negócios para comprar deputados indecisos, lembro do que aconteceu, em 1865, nos EUA, quando o presidente Abraham Lincoln fez o que pode para conseguir a aprovação da DÉCIMA TERCEIRA EMENDA à Constituição americana, que aboliu oficialmente a ESCRAVATURA no território americano.

 

VANTAGENS

O presidente Lincoln, ao perceber que faltavam alguns votos para a aprovação da importante emenda, partiu para o tudo ou nada junto a alguns deputados democratas, tanto  os-indecisos- quanto aqueles que não haviam sido reeleitos. Para obter os votos necessários Lincoln se viu obrigado a oferecer vantagens, como a história registra.

CUSTO DA COMPRA

Pois, enquanto a mídia ideológica prefere tratar deste assunto dizendo que aquela -compra- de deputados americanos foi o primeiro mensalão conhecido da história, sinto-me no direito e dever de informar o que aconteceu no momento seguinte, quando o Lincoln, ao encontrar um dos deputados -comprados- o mesmo quis saber o quanto custou para o povo americano a aprovação da DÉCIMA TERCEIRA EMENDA. 

O POVO GANHOU

Abraham Lincoln, sem pestanejar, afirmou: - A aprovação da DÉCIMA TERCEIRA EMENDA, meu caro, não tem preço. Ela é tão significativa e importante para os Estados Unidos, que pouco importa o preço que o senhor e outros decidiram aceitar para que ela fosse aprovada. O povo ganhou muito. Muito mais! 

COMPARAÇÃO OPORTUNA

Pois,  no meu entender, guardada as devidas proporções, é oportuna a comparação entre o que representou a DÉCIMA TERCEIRA EMENDA para os EUA e a necessária aprovação da REFORMA DA PREVIDÊNCIA no Brasil. Pouco importa o quanto ela possa custar para a obtenção de votos necessários para a aprovação. O que realmente importa é o quanto o Brasil vai ganhar em termos de JUSTIÇA SOCIAL. 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • PERMUTA

    O governo do Estado do RS assinou hoje, com o Grupo Zaffari, um contrato de permuta de área para construção de novo presídio em Porto Alegre. Em troca do terreno onde está o prédio da Fundação de Desenvolvimento e Recursos Humanos (FDRH), na Avenida Praia de Belas, a Companhia Zaffari vai construir uma penitenciária com 416 vagas, em área de 5.101,75 metros quadrados, junto à Cadeia Pública de Porto Alegre. O investimento será de R$ 28 milhões e as obras deverão ser concluídas em oito meses.
    A permuta com a rede de supermercados foi aprovada pela Assembleia Legislativa em setembro de 2016.

  • CAIS MAUÁ

    Enfim, ontem o projeto de revitalização do Cais Mauá deu um passo decisivo. Em ato realizado no pórtico central do Cais, a Prefeitura de Porto Alegre entregou ao empreendedor Cais Mauá do Brasil S.A. a Licença de Instalação (LI), que permite o início das obras no local. Com a emissão da licença, após três décadas de debates e tratativas por diferentes governos, a renovação do espaço começa a tornar-se concreta. Ufa!

  • NÃO AO INDULTO DE NATAL

    Oportuna a nota do economista e pré-candidato do NOVO ao governo do RS, Mateus Bandeira, ao pedir ao presidente Temer que, neste Natal, não presenteie a criminalidade.  NÃO CONCEDA INDULTO DE NATAL! Veja aí (https://www.facebook.com/MateusBandeiraRS/posts/421974068205529).

FRASE DO DIA

A pior ambição do ser humano é tentar colher os frutos daquilo que nunca plantou.