Artigos Anteriores

CASTIGO AINDA MAIOR

ANO XIV - Nº 007/14 -

SUPERAÇÃO

Dizer que o Brasil é um país -sui-generis- em muitas coisas significa, como se sabe, algo como chover no molhado. Ontem, no entanto, a maioria dos representantes do povo brasileiro que ocupam a Câmara dos Deputados e o Senado, fez questão de mostrar o quanto são capazes de se superar.
 

CASTIGO MAIOR

Pasmem: ao invés de procurarem atender um dos principais (poucos) pedidos emanados pelo povo que foi às ruas para se manifestar, qual seja o de propor uma urgente -redução da pesada carga tributária-, os deputados federais resolveram ir totalmente contra o desejo de 100% dos brasileiros, ao aprovarem a Medida Provisória 668, que impõe o aumento do PIS/Confins sobre produtos importados. Um castigo e tanto, não?
 

VINGANÇA AINDA MAIOR

Pois, no mesmo dia, talvez para mostrar que possui um poder de vingança ainda maior, a maioria dos senadores (50) entrou em cena e aprovou o nome do declarado petista, Luiz Edson Fachin, como o mais novo ministro do STF, indicado pela constantemente vaiada presidente Dilma Neocomunista Rousseff. Pode?

OUTRO TIPO DE MANIFESTAÇÃO?

Isto prova, de forma absolutamente clara e indiscutível, que ir às ruas e se manifestar contra qualquer coisa legítima e necessária, que não implique em ideologia, é: 1-perda de tempo, ou, 2- motivo para aumentar a revolta.

Pela decisão tomada ontem, pelos representantes do Legislativo, que por sua vez representa a pura vontade do Executivo, os nossos governantes deixaram bem claro que estão querendo um -outro tipo- de manifestação popular.

 

ATO DE DEBOCHE

Pelo que se viu ontem, o Legislativo, o Executivo e a Corte Suprema (que é petista de corpo e alma na sua maioria), os nossos representantes/governantes proporcionaram um legítimo -Ato de Deboche-. Só com essas duas decisões (que não são novas) mostraram que não querem saber que a vontade do povo é para ser cumprida e não para ser debochada. 

FALTA DE DISCERNIMENTO

O que mais lamento é que a reduzida capacidade de discernimento do povo, causada tanto pela péssima escolaridade quanto pela influência da mídia, que reproduz mentiras ditas pelos governantes em forma de publicidade, faz com que muita gente que se manifesta contrária aos (tímidos) cortes de -privilégios- se mantenha silenciosa quando é taxada com impostos exorbitantes. Pode?

MANDOU UM RECADO

Ora, se a situação política, econômica e social já estava pra lá de complicada, muito antes das decisões tomadas ontem, já se antevê que o propósito de piorar a vida dos brasileiros tem tudo para dar certo. Ontem, mais uma vez, o governo deu um recado: - O Brasil não quer uma RECESSÃO. Quer, isto sim, e rapidamente, uma forte DEPRESSÃO.  Pode?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • CHINA

    Ontem, o governo e os empresários do setor pecuário, principalmente, festejaram a decisão do governo chinês, que se mostra interessado em comprar carne produzida no nosso país.

    Pois, por mais que a abertura desse importante mercado deva ser festejado, é preciso entender que, por se tratar de um país populoso como é a China, que precisa de volumes expressivos, a notícia vai levar um aumento de preços dos produtos. Ainda mais nesta hora em que falta gado para o -engorde-, que foi provocada pelo baixo número de vacas que foram abatidas. 

  • ANA AMÉLIA

    Esta para os amantes e pobres eleitores de Ana Amélia (PP-RS) (a mesma que adora a Manoela Comunista):  a senadora não só votou pela aprovação do novo ministro do STF, Luiz Edson Fachin- Petista, como afirmou, alto e bom som, que votará contra as medidas provisórias (MPs) 664 e 665, que fazem parte do ajuste fiscal promovido pelo governo, e pelo fim do fator previdenciário, já aprovado pela Câmara e que será analisado em breve no Senado. Ou seja, pra melhorar, nada; mas para piorar, tudo.  

  • MP 668

    A câmara dos deputados aprovou o texto base da Medida Provisória 668 (MP 668), que eleva a tributação sobre produtos importados. Para as importações em geral, as alíquotas de PIS subiram de 1,65% para 2,1% e de Cofins de 7,6% para 9,65%. Agora a MP 668 segue para aprovação no Senado.
     

  • FENIN

    O Sindilojas Porto Alegre levará um grupo de lojistas da Capital e de Alvorada para o maior evento profissional de vestuário da América Latina, a Fenin - Feira Nacional da Indústria Fashion. Neste ano o encontro será realizado de 21 a 23 de junho, no São Paulo Expo, em São Paulo, e de 28 e 30 de julho, no Riocentro, no Rio de Janeiro. Para cada uma das duas edições, o Sindicato levará uma comitiva com 30 pessoas.

    A participação é exclusiva para lojistas associados à Entidade do segmento de vestuário e confecção. O pacote, limitado a 1 pessoa por CNPJ associado, contempla duas diárias de hotel, translado do aeroporto para o hotel, entrada na Feira e 50% da passagem aérea. Já o empresário arcará somente com o complemento da passagem aérea e as despesas com alimentação.

    As vagas são limitadas e os valores do pacote estão sujeitos à alteração de acordo com a data de aquisição. Interessados devem entrar em contato pelo e-mail relacionamento.beneficios@sindilojaspoa.com.br  ou pelo telefone (51) 3025.8300. Mais informações no site www.sindilojaspoa.com.br .
     

FRASE DO DIA

Eu nunca desisto dos meus sonhos, apenas acordo de alguns.