Artigos Anteriores

CASO ENCERRADO

ANO XIV - Nº 007/14 -

SEM REFORMAS

Se, na cabeça de algum brasileiro, ainda existe a esperança de que ao menos uma das reformas que o Brasil pede e necessita, depois de tantos seminários, reuniões e discussões uma coisa já está decidida: caso o país esteja se afogando por falta de competitividade a ordem é deixar que morra, ao invés de admitir que uma bóia seja lançada como última tentativa de salvá-lo.

CARTAZ PENDURADO

Ora, como isto já está decidido, de forma pétrea, qualquer discussão a respeito tem o mesmo efeito do que falar com as paredes. Insistir no tema, ou nas reformas, está fazendo com que os mais insistentes sejam conhecidos como gente desmiolada, louca e insensata. Não demora deverão ser obrigados a carregar cartazes pendurados ao pescoço com dizeres: NÃO LEVE A SÉRIO O QUE DIGO. SOU DOENTE MENTAL. Podem crer.

REFORMA TRIBUTÁRIA

Entre as reformas mais urgentes (não todas as necessárias) estão a da Previdência, a Fiscal, a Tributária e a Trabalhista. Destas, a única que ainda poderia ter algum avanço (sem garantia de sucesso) seria a reforma Tributária. Graças, ainda assim, ao envolvimento de várias entidades empresariais interessadas no assunto.

SOCIEDADE PERDIDA

Como tudo esbarra no risco de uma perda de receita, os governantes não aceitam coisa alguma. Mais: fazem de tudo para abortar as ideias e propostas emanadas pela sociedade mais organizada. Que, por sinal, anda muito tímida e perdida nas suas reivindicações.Isto prova de forma clara e indiscutível que a carga tributária do país jamais sera reduzida. Digo isto sem qualquer exagero, gente.

RACIOCÍNIO

Aliás, caso alguém duvide, peço que acompanhe este simples raciocínio: se o orçamento, de qualquer esfera pública, viesse a apresentar alguma folga (coisa impossível) a vantagem fiscal obtida jamais promoveria a diminuição de um tributo. Os recursos economizados, como se sabe, seriam alocados, imediatamente para outras despesas, principalmente de pessoal.

SIMPLIFICAÇÃO TRIBUTÁRIA

A única possibilidade que ainda existe é a simplificação tributária. Ainda assim, para que as propostas venham a produzir algum êxito seria necessário assegurar aos governantes de que não haveria perda de arrecadação. Ótimo. Comecemos por aí. Já seria algum tipo de vitória, não é mesmo?

PROPOSTA FINAL

Mas, se a sociedade for um pouco arguta poderia impor, da mesma forma, o seguinte: caso a arrecadação venha a aumentar, fruto da simplificação tributária, que os recursos sejam devolvidos via redução de alíquotas. Assim a sociedade perderia menos. Que tal?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • WORKSHOP
    A consultoria internacional, BSD Consulting realiza, em parceria com o Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade (PGQP) e a PUCRS, o 1º Workshop Certificado GRI, voltado para gestores de organizações que buscam capacitação para elaborar relatórios de sustentabilidade, seguindo padrões do Global Reporting Iniciative (GRI), reconhecido internacionalmente como referência no tema. O Workshop será realizado nos dias 18 e 19 de maio, das 9h às 18h, na Faculdade de Administração, Economia e Contábeis da PUCRS, em Porto Alegre/RS. As vagas para o curso são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail gri@bsd-net.com. Mais informações também podem ser obtidas no site do PGQP www.portalqualidade.com/pgqp.
  • BALANÇO
    A Fibria teve lucro líquido de R$ 389 milhões no primeiro trimestre deste ano, 140% acima do trimestre anterior, de acordo com o balanço divulgado. O aumento se deveu, em grande parte, ao resultado da venda do Consórcio Paulista de Papel e Celulose (Conpacel) e da distribuidora de produtos gráficos KSR, concluídas em 31/1 e 28/2, respectivamente. A dívida líquida da empresa diminuiu 19% na comparação com o trimestre anterior, totalizando R$ 7,959 bilhões ao final de março. A relação entre a dívida e o Ebitda caiu para 2,9 vezes, nível mais baixo desde a criação da Fibria, em setembro de 2009.
  • COPA
    A partir de 15 de junho, a companhia aérea Copa Airlines terá voos diretos entre a Capital Gaúcha e a cidade do Panamá. O diretor comercial da empresa, Adolfo Sen, e os gerentes-gerais para o Mercosul, Gustavo Esusy, e para o Brasil, Marcos Calixto, oficializaram o roteiro ontem, 5, com o prefeito José Fortunati e o secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes.

FRASE DO DIA

Em apenas dois dias, o amanhã será ontem.

Katherine Blasse