Artigos Anteriores

BRAZIL CONFERENCE 2019

ANO XIV - Nº 007/14 -

BRAZIL CONFERENCE AT HARVARD & MIT

Ao longo do final de semana, dias 5, 6 e 7, com o lema #JUNTOS SOMOS+, a comunidade brasileira de estudantes em Boston, EUA, promoveu a edição 2019 da BRAZIL CONFERENCE AT HARVARD & MIT, com o propósito de debater ideias sobre o passado, o presente e, principalmente, o futuro de um Brasil.

SEM SURPREENDER

Entre tantos convidados para palestrar no evento, quatro deles -Geraldo Alckmin, Ciro Gomes, Luciano Huck e Hamilton Mourão, por muito daquilo que disseram, sem surpreender em momento algum, me chamaram a atenção.

GERALDO ALCKMIN E CIRO GOMES

O ex-governador paulista, Geraldo Alckmin, de forma educada, afirmou que Jair Bolsonaro comanda um governo IMPROVISADO E HETEROGÊNEO, com PAUTA EQUIVOCADA. Por sua vez, o sempre muito MAL-EDUCADO ex-governador cearense, Ciro Gomes, disse que o presidente Bolsonaro é um IMBECIL.  Que tal?

LUCIANO HUCK

Já o apresentador da TV Globo, Luciano Huck, um dos apoiadores do Grupo RenovaBR, depois de tecer críticas ao governo Bolsonaro, disse que a proposta do RenovaBR é fazer com que o Brasil seja um país mais JUSTO E AFETIVO.

CRÍTICAS

Em nenhum momento Huck fez qualquer referência ao nojento papel da imprensa brasileira, que sonega e/ou distorce os acertos do governo e enaltece, sempre de forma exagerada, os equívocos cometidos. Em nenhum momento citou as barbaridades jornalísticas promovidas pela TV Globo, emissora na qual trabalha.

AS REFORMAS PARA ESTABELECER JUSTIÇA

Mais: Luciano Huck, por tudo que falou durante a sua apresentação, deixou claro que ainda não entendeu que o Brasil, para ser JUSTO E AFETIVO, precisa passar por várias REFORMAS. Mal sabe ele que grande parte delas já foram anunciadas, sendo que a primeira, pelo tamanho da INJUSTIÇA que impõe aos brasileiros em geral, é a da PREVIDÊNCIA.  Acorda, Huck.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • POBRE CRESCIMENTO DO PIB

    O relatório Focus de hoje aponta queda, pela sexta vez seguida, da estimativa para o crescimento da economia brasileira em 2019. Agora, a perspectiva, que iniciou 2019 em 3%, já está em de 1,98%, com tendência de recuo ainda maior.

    Motivo? a nossa ridícula e insuficiente TAXA DE INVESTIMENTO. Observem que as TAXAS DE JURO caíram ao longo de 2018 e mesmo assim não impulsionou o PIB, que fechou 2018 em 1,1%. 

    Mais: quem pode levar a um poderoso aumento da TAXA DE INVESTIMENTO é a REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Esqueçam o resto.

  • PETROBRÁS

    A Caixa Econômica Federal definiu, no sábado, o sindicato de bancos que coordenará a oferta subsequente (“follow-on”) de ações detidas na Petrobrás. Os coordenadores serão Caixa, Morgan Stanley, UBS, XP Investimentos e Bank of America (BofA), segundo uma fonte. O líder do sindicato será o BofA.
    Além das ações da Petrobrás, a Caixa pretende vender participações detidas direta e indiretamente no Banco do Brasil e na Alupar. Ao todo, as ofertas podem movimentar quase R$ 13 bilhões.

  • FÓRUM DA LIBERDADE

    Começa hoje o Fórum Da Liberdade 2019. O evento acontrece hoje e amanhã, no Centro de Eventos da PUCRS. A 32ª edição do Fórum da Liberdade propõe-se a debater sobre as possíveis reformas que o Brasil estaria aberto nos próximos anos.

FRASE DO DIA

O que os governos latino-americanos desejam é um capitalismo sem lucros, um socialismo sem disciplina e investimento sem investidores estrangeiros.

Roberto Campos