Artigos Anteriores

BRASIL: UM PAÍS SUI GENERIS

ANO XIV - Nº 007/14 -

PRISÕES

Hoje cedo, a Polícia Federal, em operação autorizada pelo ministro Luiz Roberto Barroso, do STF, prendeu o advogado José Yunes, amigo e ex-assessor do presidente Michel Temer; o empresário Antônio Celso Greco, dono da empresa Rodrimar, que opera no porto de Santos; o ex-coronel da Polícia Militar de SP, João Batista Lima; o ex-ministro da Agricultura do governo Lula, Wagner Rossi e seu auxiliar,  Milton Ortolan. 

 

CURIOSO

O que mais chama a atenção é que nenhum dos presos acima informados é réu e muito menos condenado, ao contrário do safado ex-presidente Lula, que mesmo depois de ter sido condenado em 1ª e 2ª Instâncias, com pena definida em 12 anos e 1 mês de reclusão, continua livre, leve e solto. Pode?

PRENDE E SOLTA

Pois, enquanto o ministro Barroso toma a decisão de mandar prender, o seu colega do STF, ministro Dias Toffoli, decide soltar, como aconteceu ontem quando resolveu mandar para casa dois deputados presos: Paulo Maluf e Jorge Picciani, ex-presidente da Alerj. Que tal?  

CONDESCENDÊNCIA

Para demonstrar o quanto estava tomado por um forte sentimento de condescendência com condenados, Toffoli foi mais além: achou por bem, por liminar, afastar a inelegibilidade do ex-senador Demóstenes Torres e abrir caminho para que ele concorra nas próximas eleições.  Incrível, não?

NO MESMO MOMENTO

Isto tudo, gente, poucos dias após a estúpida, nojenta e inexplicável decisão tomada pelo pleno do STF, ao conceder um SALVO-CONDUTO ao maior bandido do país, ou mesmo do planeta. Decisão esta, aliás, que deixou a grande maioria dos brasileiros revoltada e indignada.  

SUI GENERIS

Ora, diante de tanta desfaçatez e/ou decisões conflitantes, o nosso Brasil passa a ser visto, no mundo todo, como um país realmente SUI GENERIS, onde o mesmo STF que impede que um condenado seja preso é o mesmo que manda prender quem não é réu nem condenado. Pode?

Só por aí o povo tem motivos de sobra para SAIR ÀS RUAS no dia 3 de abril. É chegada a hora de mostrar o quanto reprova as atitudes da Corte Suprema. 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • TAXA DE DESOCUPAÇÃO

    A taxa de desocupação da população brasileira subiu a 12,6% no trimestre móvel até fevereiro, na segunda alta
    desde o período entre janeiro e março de 2017, informou hoje o IBGE. O resultado ficou acima da previsão de
    12,50%, conforme a mediana projetada pelo Termômetro CMA.

  • ESPAÇO PENSAR+

    Eis o artigo do pensador Percival Puggina, com o título -MARCO AURÉLIO, AGORA, CULPA CARMEN LÚCIA PELO DESGASTE DO STF-:

    Está no noticiário desta terça-feira a informação de que Marco Aurélio Mello - aquele do talão de embarque, que não mora em Jaçanã, mas não podia ficar “nem mais um minuto com vocês” – decidiu, como rabugento lapão, sair da reta e colocar a culpa na presidente do STF, ministra Carmen Lúcia. Ela teria cometido o erro de antecipar o julgamento do habeas corpus de Lula quando o correto, segundo ele, teria sido julgar antes as duas ADCs sobre prisão em segunda instância que aguardam julgamento. “O desgaste para o tribunal está terrível. Isso demonstra que a estratégia da presidente foi falha”, afirma Marco Aurélio. “Foi muito ruim julgarmos só o caso do ex-presidente. Agora estamos pagando um preço incrível”.

    Dadas todas as vênias, é muito caradurismo. Se o ministro não queria votar o habeas corpus, por que aprovou sua admissibilidade quando a consulta feita por Fachin deu ao plenário a oportunidade de rejeitá-lo? Bastava-lhe dizer não para que não se concretizasse o vexame que ele tenta atribuir ao ato da presidente. No entanto, disse sim e copatrocinou o desgaste do STF.

    Carmen Lúcia colocou em votação o HC de Lula exatamente para destapar a estratégia dos seis ministros a serviço da impunidade, que queriam votar, às pressas, as Ações Declaratórias de Constitucionalidade e beneficiar Lula. Toda aquela urgência tinha nome – Luiz Inácio Lula da Silva. Ora, se o objetivo era derrubar a prisão após condenação em segunda instância e proteger Lula, que o fizessem na pessoa física e não por interposta pessoa. E eles fizeram. Acabaram com a Lava Jato, desmoralizaram o STF, deixaram a nação prostrada, semearam o desalento, expuseram a própria malícia e vão liberar geral, soltando milhares de presos - de pedófilos e estupradores a corruptos e corruptores.

    Tudo em nome da “liberdade”, querendo significar lisa, total e eterna impunidade. Não pretenda agora o ministro, com o escândalo na rua, com o véu do templo rasgado, sair em defesa de uma dignidade que não mais defesa tem.

  • FÓRUM DA LIBERDADE

    O evento está chegando! Já fez a sua inscrição?
    Inscreva-se com nosso cupom de desconto “pontocritico”, pelo link: www.forumdaliberdade.com.br .

FRASE DO DIA

Toda indulgência pelos culpados anuncia uma conivência.

N.Bonaparte