Artigos Anteriores

BRASIL SOLIDÁRIO COM CALOTE

ANO XIV - Nº 007/14 -

CALOTE ARGENTINO

As páginas de economia da maioria dos jornais brasileiros estão, quase todas, praticamente ocupadas por notícias e/ou abobrinhas sobre a Copa do Mundo. Ainda assim, a atitude -intencional- do governo da Argentina, chefiado pela bolivariana Cristina K, de colocar o vizinho país à beira de um calote internacional, não deixou de ser comentada.

DEPÓSITO

Ontem, como que querendo surpreender o mercado financeiro internacional, o ministro da economia da Argentina, Axel Kicillof, anunciou ao mundo todo que estava depositando U$ 832 milhões para pagar uma parte da dívida estruturada que vence na segunda-feira, 30.

DECISÃO DA SUPREMA CORTE

Entretanto, a decisão -considerada arriscada- tomada pelo governo Cristina K, não foi aceita pela Suprema Corte dos Estados Unidos, que obriga o país a quitar dívidas com fundos de hedge (especulativos). Com isso, a situação da Argentina, que já não era nada boa, ficou ainda pior com o anunciado calote.

SOLIDARIEDADE BRASILEIRA

Se até aí tudo mal, pior ainda ficou depois que o governo brasileiro (leia-se governo Dilma Petista-Bolivariana), através do embaixador do Brasil nas Nações Unidas, Antônio Patriota, afirmou que o País -apoia completamente- a Argentina em sua luta com os legítimos credores americanos. Pode? Que tal?

CARTILHA

Tal atitude, a rigor, não é de se estranhar. O que o governo petista-brasileiro, fez foi agir como manda o regulamento e/ou cartilha do Foro de São Paulo, do qual é membro fundador. Como tal resolveu apoiar o governo argentino, também membro do FSP, condenando a atitude da Suprema Corte dos EUA.

FALAM POR SI

Este filme, que trata da -solidariedade dos governos socialistas e/ou neocomunistas- já é bem conhecido. As atitudes ridículas tomadas pelos governos Lula/Dilma, nos episódios que envolveram os ex-presidentes, Manoel Zelaya, de Honduras, e Fernando Lugo, do Paraguai, por exemplo, falam por si.

DL 8243

O curioso, para não dizer lamentável é que os partidos aliados do governo Dilma-Boliviano, como é o caso do PMDB, PP e PSD, por exemplo, não se manifestaram. Da mesma maneira como continuam calados com relação ao DL 8243, que implanta, definitivamente, o bolivarianismo no Brasil.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • CONFIANÇA
    Com piora nas expectativas dos empresários, o Índice de Confiança do Comércio (Icom) recuou pela quarta vez consecutiva, informou a Fundação Getúlio Vargas. A queda, de 6,4% apurada no trimestre findo em junho, em relação ao mesmo período do ano anterior, foi a maior desde dezembro de 2011, quando o indicador cedeu 6,8%.(Valor)
  • ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS
    A arrecadação de impostos e contribuições federais despencou em maio e somou R$ 87,897 bilhões, segundo dados divulgados hoje pela Receita Federal. Foi o pior resultado para meses de maio desde 2011.Houve uma queda real (com correção da inflação pelo IPCA) de 5,95% ante maio do ano passado. Em relação a abril deste ano, a arrecadação apresentou uma queda real de 17,37%.
  • IGP-M
    A semana se encerra com a divulgação do IGP-M, que registrou deflação de 0,74% em junho, após queda de 0,13% em maio. O declínio foi maior do que o esperado, na queda mais forte do indicador desde março de 2009.
  • VENDAS A ARGENTINOS
    A vinda de milhares de vizinhos argentinos, apesar de ter sido um dos momentos mais esperados da Copa em Porto Alegre e de ter superado a expectativa em quantidade de visitantes, não atingiu o volume de vendas estimado para o varejo. Conforme a CDL Porto Alegre, o resultado alcançou R$ 22 milhões, menos do que os R$ 24 milhões inicialmente projetados. (Exame)

FRASE DO DIA

O QUE CARACTERIZA A DEMÊNCIA É A DESPROPORÇÃO ENTRE AS IDEIAS E OS MEIOS.

N.Bonaparte