Artigos Anteriores

BRASIL: PAÍS DOS ROMBOS E ROUBOS

ANO XIV - Nº 007/14 -

BALANÇA COMERCIAL

O déficit da balança comercial brasileira, que fechou 2014 em U$ 3,930 bilhões, foi simplesmente sensacional. Coisa que, além de já ser algo muito comum nos governos petistas, ainda é considerado o pior resultado alcançado desde 1998. Só para lembrar: quando o PT ainda não havia chegado ao governo. Fantástico, não?

 

 

PARCERIA

Isto tem explicação? Certamente. Através da versão neocomunista, o problema está na desvalorização do preço das commodities que o Brasil produz. Já pela ótica das pessoas de mediana capacidade de discernimento, o problema maior está na parceria: os principais países-parceiros comerciais deste governo neocomunista-petista fazem parte  da turma da Unasul, como Cuba, Venezuela e Argentina, principalmente. Que tal?

PARTICIPAÇÃO QUASE NULA

Ah, não esquecendo que nos anos em que o preço das commodities nos favoreciam, o -sucesso- se devia ao bom governo Lula/Dilma. Agora, que as commodities estão em queda livre, a culpa é debitada ao mercado. Que tal?

É sempre importante registrar, no entanto, que a participação do nosso pobre país no comércio internacional, é simplesmente ridícula: apenas 1,2%. Ou seja, se o Brasil deixar de exportar qualquer coisa, o impacto no mundo dos negócios internacionais será nulo. 

SEM IMPLICÂNCIA

Antes que algum leitor/assinante seja traído pela falsa ideia de que sou implicante com este governo neocomunista-petista, faço questão de prestar um esclarecimento: os meus comentários são feitos à luz dos números oficiais. Portanto, não tem essa de versões douradas de acordo com interesses, coisa que os governos do PT adoram.

COLEÇÃO ENORME

Voltando ao assunto -ROMBOS-, o fato é que nesses últimos 12 anos de governo petista (Lula e Dilma), a coleção é enorme. E, pelo visto, é algo que só cresce. Mais: pela felicidade que transborda na mente de seus seguidores, nos deixa com a sensação de que o fracasso não pode ter fim.

 

CONTAS PÚBLICAS

Vejam, por exemplo, as CONTAS PÚBLICAS: o déficit (ROMBO) nominal do setor público quase triplicou durante o primeiro mandato da presidente Dilma: passou de 2,6% do PIB para 6,1%, ao fim de 2014, segundo projeções do mercado financeiro. A situação é tão alarmante que, segundo cálculos do FMI, o Brasil é o segundo emergente com maior rombo nas contas públicas. Fica atrás apenas da Índia, cujo déficit nominal alcança 7,2% do PIB.

ROUBOS

Eu poderia ficar o dia todo escrevendo sobre os mais diversos ROMBOS promovidos ao longo desses 12 anos de governo petista. Mas, como preciso finalizar este editorial não posso deixar de mencionar o ROMBO da Petrobrás, ou mais corretamente, o ROUBO NA PETROBRÁS. 

Pois é, meus caros leitores, quando não estamos diante de ROMBOS estamos diante de ROUBOS. No caso da Petrobrás, que ainda não sabemos o montante, até os magníficos ROMBOS parecem insignificantes. Pode?
 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • NOVO MINISTRO DA FAZENDA

    Ontem tomou posse o novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na sede do Banco Central do Brasil, em Brasília. Cabe ao -mão de tesoura- promover uma diminuição da gastança que o PT adora. Vamos ver no que vai dar...

  • E AGORA, SARTORI?

    Se no Brasil o quadro é complicado, no RS a situação ainda é pior. Como bem informa o economista e pensador Darcy Francisco do Santos, o governo que saiu (leia-se Tarso) colocou a curva da despesa muito acima da curva da receita. A primeira com comportamento crescente (reajustes até 2018) e a segunda, com uma queda brusca decorrente do esgotamento dos meios de financiamento, os depósitos judiciais e empréstimos. Para esses últimos ele esgotou a margem no curto prazo. E agora,  Sartori?

  • PRÓTESES

    Não bastasse os escândalos nas empresas públicas, o governo petista ainda está diante de uma escabroso caso das PRÓTESES, que o Brasil tomou conhecimento no domingo, através do programa Fantástico, da TV  Globo.  Como já se imaginava, o governo não sabia de nada. Pode? 

  • SINDILOJAS

    O calendário do Sindilojas Porto Alegre de 2015 mais uma vez homenageia a Capital com registros fotográficos. Os principais pontos turísticos são apresentados, mês a mês, em um espetáculo de imagens que destacam as belezas da cidade. O Sindicato vem buscando, a cada ano, valorizar a Capital dos gaúchos e, para isso, já apresentou praças, ruas e esculturas de prédios antigos, como o calendário de 2014, que teve como tema as "Caras de Pedra".
     

  • PARABÉNS

    O Ponto Critico homenageia nosso parceiro Grupo Zaffari/Bourbon pelos seus 80 anos. Parabéns e sucesso!!

FRASE DO DIA

Promessas são palavras que se perdem no ar.