Artigos Anteriores

BENFEITOR OU PREDADOR?

ANO XIV - Nº 007/14 -

ROBERTO CAMPOS

Em 1999, o economista Roberto Campos escreveu um artigo extremamente esclarecedor a respeito da ação do Estado e seus efeitos construtivos e predatórios. Sob o título: - Benfeitor ou Predador? -, Campos faz referência à ILUSÃO SOCIALISTA, à EXPLORAÇÃO CAPITALISTA e à INCOMPETÊNCIA GOVERNAMENTAL.

CONVENCIMENTOS

Os liberais entendem que o Estado é apenas um MAL NECESSÁRIO. Precisa, portanto, ser freado por CHECKS & BALANCES para não se tornar um predador.Os anarquistas, por sua vez, chegam ao ponto de dizer, como Nietzsche, que o Estado É O MAIS FRIO DOS MONSTROS. Já os contaminados pela ILUSÃO SOCIALISTA, nos mais variados graus, que vão desde o radicalismo marxista até o trabalhismo paternalista, estão convencidos de que o Estado é um benfeitor.

ABSTRAÇÃO

A rigor, escreve Campos, o Estado nada mais é do que uma simples, mas conveniente, abstração. O que existe de fato são funcionários concretos, em carne e osso, à busca de poder e constantes promoções. Se alguma filosofia existe no Estado brasileiro, é a do brocardo mineiro: Para os amigos, tudo. Para os inimigos, nada. Para os indiferentes, a lei.

CARÊNCIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

Sob uma análise comportamental, o Estado brasileiro está mais para PREDADOR do que para BENFEITOR. Vejam que depois de 15 anos que Roberto Campos escreveu o artigo, no quesito - distribuição de renda-, por exemplo, continuamos ocupando os últimos lugares do mundo. Só que, na raiz dessa desigualdade, o principal fator continua o mesmo: a carência de educação básica, cuja responsabilidade é do Estado.

INCOMPETÊNCIA DIRIGISTA

Se a elevada carga tributária já impõe uma severa e expressiva diminuição importante da renda, a falta de educação encurta o horizonte de oportunidades. Isto basta para constatar que não somos vítimas da exploração capitalista e sim da incompetência dirigista.

TELEBRÁS

Outro exemplo: a monopolização virtual, a partir de 1972 (confirmada pela Constituição de 1988), do sistema de telecomunicações, teve como uma de suas justificativas a necessidade de assegurar a universalização dos serviços. A Telebrás exerceria uma FUNÇÃO SOCIAL, contrariamente às empresas privadas que buscam o lucro. (Há aqui um equívoco, pois as empresas privadas, para ter lucros, precisam angariar mercados e satisfazer os consumidores).

ESTELIONATÁRIA

Qual o resultado? A Telebrás, além de estelionatária (pois arrecadava dinheiro sem cumprir prazo de entrega, obrigando os usuários a recorrerem ao mercado negro), tornou-se uma organização profundamente elitista. 83% dos terminais pertenciam às classes A e B. A massificação do acesso ao telefone só começou após a privatização. Hoje, artesãos, pequenos comerciantes e até camelôs dispõem de acesso ao celular. Como a presidente Dilma, nesta semana, criticou FHC por ter promovido privatizações, penso que ela é adepta do estelionato. Principalmente, depois do que aconteceu nesta semana com o setor elétrico.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • BRUNCH DO VAREJO
    Na próxima terça, dia 18, a CDL Porto Alegre realizará o Brunch do Varejo. Em sua 4ª edição, o evento que acontece das 12h às 14h no Teatro do Bourbon Country, traz a palestrante Beth Furtado, para falar sobre ?O Varejo Sexy?. As inscrições podem ser feitas por telefone, no 3017.8138 ou no site www.cdlpoa.com.br .
  • IEE
    Na próxima segunda, dia 17, o jantar-debate do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), abordará o tema ?As Origens da República Norte-Americana?. O palestrante convidado será Wagner Lenhart. O encontro, fechado para associados da entidade, ocorre às 19h30, no Novotel Três Figueiras.
  • CERCAMENTO
    O Ato de Entrega do Cercamento Eletrônico da Praça da Alfândega acontece às 14h30m do dia 18, na área central da Praça da Alfândega - Centro Histórico.
  • FEIRA DO EMPREENDEDOR
    A Feira do Empreendedor, marcada para ocorrer de 27 a 30 de setembro, em Porto Alegre, terá reforço em um dos espaços mais procurados pelos visitantes: o Atendimento. Este ano, o Sebrae/RS dará uma assistência especializada e o público encontrará informações sobre temas como Inovação, Sustentabilidade, Vendas, Mercado, Liderança, Exportação e Ideias de Negócios. A entidade também dará orientação empresarial, que será realizada pela sua equipe de técnicos. A expectativa é realizar 800 atendimentos nos quatro dias

FRASE DO DIA

Não corrigir as próprias falhas é cometer a pior delas.

Confúcio