Artigos Anteriores

BANDEIRA BRANCA

ANO XIV - Nº 007/14 -

OPOSIÇÕES IRADAS

O momento escolhido pelo governo Lula, para apresentação ao Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, do documento com 24 metas a serem alcançadas pelo governo nos próximos 16 anos, não foi nada bom para as oposições.

NO MEIO DA DISPUTA

Até porque apresentar propostas bem no meio de uma disputa eleitoral provoca muita confusão e pouca adesão. Acaba virando uma grande fria. Mesmo assim vale a pena conferir o que diz o documento: uma delas, por exemplo, é o crescimento mínimo de 6% ao ano, até 2022, com inflação anual em torno de 3% e redução acelerada das desigualdades de renda e regionais.

PAPAI NOEL

O que mais me admira é que os membros do CDES ainda se dispõem a participar de uma reunião como esta para acreditar que alguma coisa pode resultar das propostas. Gente, isto é o mesmo que acreditar em Papai Noel. Confesso que até fiquei com pena dos conselheiros que estiveram no encontro. Mas, se os mesmos ainda saíram convencidos com alguma possibilidade de realização das metas, aí nem pena eles merecem.

SACADA ESPERTA

A sacada de Lula e seus assessores foi, logicamente, muito esperta e oportuna. Ninguém jamais poderá acusá-lo de não ter tentado um acordo mais do que necessário para o país. Vejam: as tentativas utilizadas no início do governo, no varejo, para tentar algo parecido foram muito desastrosas pela utilização do mensalão. Agora, bem mais experiente, o governo tenta de novo, porém no atacado, sem o pagamento de propinas. Usa o convencimento e a cooptação dos empresários.

POUCA BASE

Como Lula está praticamente eleito, mas já imagina que desta vez terá pouca base no Legislativo para aprovar suas propostas, está tratando de ganhar o apoio da sociedade mais organizada, como o CDES e a CNI. Como são bases fortes têm peso de decisão e de convencimento das bancadas de deputados. E estes, quanto mais convencidos ou comprometidos, melhor.

CORPORATIVISMO

Só que as oposições não querem e não vão querer assinar qualquer acordo. Nem bons nem maus. Querem que tudo vá pelos ares antes de pensar em ajudar o PT. Assim, não há como acreditar em qualquer coisa que possa melhorar as nossas vidas. Só a deles. E aí não há oposição. Há corporativismo.

PRÊMIO SPRINGER

Os deputados Fernando Záchia (PMDB), Cézar Busatto (PPS) e Ruy Pauletti (PSDB) foram os escolhidos para ganhar o Prêmio Springer Carrier para um Rio Grande Maior, edição 2006. Záchia foi eleito para o Prêmio Destaque Especial pelo conjunto de suas ações frente ao parlamento gaúcho e por ter idealizado e conduzido o Pacto pelo Rio Grande.

LIVRO

O economista Gustavo Franco desembarca dia 29/08 na capital gaúcha, para palestrar do Seminário Idéias e Conseqüências, do Instituto Liberdade do RS, que acontece no átrio do Santander Cultural. Na ocasião, o ex-presidente do Banco Central fará o lançamento do livro ?Crônicas da Convergência - Ensaios sobre temas já não tão polêmicos?, da editora Topbooks e BM&F. A sessão de autógrafos está marcada para às 18 horas.

EXPOINTER 2006

A Expointer 2006 será aberta pelo governador Germano Rigotto, na manhã deste sábado, 26, em frente às esferas instaladas no portão principal do Parque AssisBrasil, em Esteio. O início da solenidade está marcado para às 9h.

100 ANOS

O Bourbon Shopping Country está sediando a exposição 100 Anos de Aviação. Na mostra é possível conhecer uma réplica gigante do 14 Bis e acompanhar a história de Santos Dumont na exposição de painéis fotográficos, que contam os principais fatos da vida do grande inventor através de imagens e textos. A exposição está no 2º piso do shopping e fica aberta para visitação até o dia 3 de setembro, das 10h às 22h.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

QUANDO A IMPRENSA NÃO FALA, O POVO É QUE NÃO FALA. NÃO SE CALA A IMPRENSA, CALA-SE O POVO.

William Blake