Artigos Anteriores

ATITUDE PRECIPITADA

ANO XIV - Nº 007/14 -

SUCO DE LARANJA

A notícia de que o governo dos EUA, através do importante FDA (U.S. Food & Drug Administration), órgão que cuida da segurança alimentar dos cidadãos americanos, decidiu suspender as importações de suco de laranja do Brasil, alegando a presença de um fungicida que é proibido naquele país, é muito preocupante.

O PRECIPITADO MINISTRO

O governo brasileiro, como de costume, manifestou surpresa com a notícia. Entretanto, a mais interessante, independente do quanto a suspensão é prejudicial ao setor e à nossa economia, foi a reação, pobre e precipitada, do nosso ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho: antes de verificar a existência do fungicida saiu dizendo que a situação do suco exportado é regular.

MAL ACOSTUMADO

Fazendo questão de mostrar que de agricultura conhece quase nada, Ribeiro foi indelicado e incompetente. Provavelmente, já acostumado com o alto grau de corrupção que grassa nos nossos ministérios, e engajado no espírito nacionalista do atraso, ressuscitado pelo governo Dilma, o ministro simplificou: - Os Estados Unidos estão fazendo com a nossa laranja o mesmo que os russos fazem com a nossa carne. Pode?

NO MESMO NÍVEL

Com esta atitude desastrada, Ribeiro simplesmente pretendeu colocar o FDA no mesmo nível dos nossos ministérios, que esbanjam corrupção. Pois, enquanto o ministro não pensa, o FDA planeja destruir ou proibir a comercialização do produto que já foi importado. Isto, caso os testes apontem a existência de qualquer nível do fungicida ? carbendazim-, muito utilizado em pomares brasileiros e europeus, mas proibido nos EUA.

MAIOR PRODUTOR MUNDIAL

Só para lembrar: o Brasil é o maior produtor de suco de laranja do mundo. Só o mercado americano adquire 15% da nossa produção, pagando algo como US$ 300 milhões dos US$ 2 bilhões que o Brasil exporta por ano. Com um detalhe: se o fungicida for detectado, outros países, obviamente, também vão suspender as compras.

INDÚSTRIA

Chamo a atenção que o governo brasileiro não tem argumentos para defender as nossas exportações. Até porque, ao invés de colaborar para que os nossos produtos fiquem mais competitivos no mercado internacional, toma decisões equivocadas no sentido de tornar o produto importado mais caro. Certo?

PIOR TRAGÉDIA

Considerando que tudo isto que me refiro aí acima é fato indiscutível, pergunto: entre as enchentes, que atingem várias cidades de Minas Gerais e do Rio de Janeiro; a seca, que arrasa o solo do RS e SC; a ALTA CARGA TRIBUTÁRIA e a FALTA DE INFRAESTRUTURA, que atinge o Brasil todo, junto com total FALTA DE RESPEITO com os nossos cidadãos, onde a tragédia é maior? Creio que todos já sabem quem dá mais prejuízo, não?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • SUBSÍDIO
    O BNDES vai oferecer crédito de R$ 4 bi na tentativa de baratear o etanol. Pois é, ao invés de melhorar a competição na indústria, diminuindo o CUSTO-BRASIL, o governo adota o equivocado caminho do subsídio. Pode?
  • SELIC EUROPEIA
    Hoje, o Banco Central Europeu (BCE) se decidiu pela manutenção da taxa básica de juros do bloco em 1% ao ano, interrompendo a sequência de dois cortes de 0,25 ponto percentual cada nas reuniões de novembro e dezembro.
  • SELIC INGLESA
    Já o Banco da Inglaterra, mantendo inalterada a condução da política monetária, se decidiu pela taxa de juro básica em 0,5% ao ano. Em fevereiro poderá haver um novo conjunto de estímulos para a economia.
  • REGRA
    Para não fugir à regra de que Ministério, no Brasil, é sinônimo de CORRUPÇÃO, o Ministério da Cultura informa que não sabe onde foram parar R$ 11.793.664,22 captados por produtores culturais por meio da Lei Rouanet. Tudo em casa...

FRASE DO DIA

Todas as flores do futuro estão nas sementes de hoje.

Provérbio chinês