Artigos Anteriores

AS BANCADAS E AS CAMBADAS

ANO XIV - Nº 007/14 -

REPRESENTANTES DE GRUPOS

Infelizmente, o povo brasileiro, de forma geral, nunca conseguiu ter seus representantes no governo, principalmente no Legislativo, embora o mesmo aconteça nos demais poderes. Os eleitos nada mais são do que representantes de grupos, classes, organizações e corporações. Isto fica claro quando se vê a formação das bancadas definidas por segmentos, como por exemplo, a bancada ruralista, que cuida dos interesses dos agricultores e pecuaristas.

BANCADAS

Da mesma forma, para atender as demandas de grupos e organizações da sociedade mais organizada, o parlamento se divide em bancadas dos religiosos, dos sindicalistas, dos servidores, dos aposentados, e assim por diante.

CAMBADAS

Nos últimos anos, uma bancada, melhor dizendo, uma cambada, muito antiga e cada vez mais numerosa, embora pouco percebida com clareza pela sociedade, acabou se tornando a mais conhecida, a mais forte e a mais atuante: é a chamada bancada/cambada do crime, da safadeza, da corrupção, da imoralidade.

INFILTRADOS

O fantástico desta cambada, onde as denúncias e as investigações levaram a uma maior transparência daqueles que se definiram como safados e imorais, é que ela nunca reinou sozinha ou isolada das demais. Os bandidos eleitos, para não se tornarem conhecidos como tais, sempre se infiltraram nas diversas bancadas buscando obter vantagens próprias e minar o ambiente obtendo privilégios. Inteligentes, sedutores, influentes e capazes, eles se infiltram e contaminam os meios onde atuam cooptando os inocentes, comprando os fracos e convencendo os mais resistentes.

MENSALÃO

As grandes atuações da bancada, ou cambada, dos safados e imorais passaram a ficar bem mais conhecidas depois das descobertas dos crimes do tipo mensalão. Pressionando ou fazendo parte das Comissões de Ética de ambas as casas, e com forte penetração nos Plenários, conseguem livrar os envolvidos nos crimes através de anistias, arquivamentos de processos e votando por inocências incríveis.

GRANDE DEMAIS

Esta bancada/cambada forte, grande e generalista já não pode ser eliminada. Ficou grande demais, se enraizou de maneira impressionante e corresponde hoje a uma parcela economicamente bem aquinhoada e densa de uma sociedade cujo tecido já está muito corrompido. Caso todos os representantes desta classe no parlamento fossem liquidados, uma simples e nova eleição já seria suficiente para que novos facínoras, no mesmo nível, porém sempre em maior número, venha a ocupar os lugares vagos. Para contaminar mais ainda o ambiente podre.

ESPÉCIES

São várias as espécies que formam este grande e terrível grupo. Os mais perigosos, se há como separá-los, se dividem entre aqueles cuja índole já é ruim mesmo (questão de DNA), e aqueles que, uma vez financiados por criminosos mais organizados, acabam se tornando reféns de suas demandas. A atuação dos facínoras, entretanto, é grande e todos agem da mesma forma em todos os poderes.

NA FORCA

Aproveitando a data de amanhã, não esqueçam que Tiradentes se revoltou contra muita safadeza e acabou enforcado. De lá para cá quase nada mudou, embora não estejamos mais sob o controle de Portugal. Creio que, pela indignação manifestada, também serei enforcado.

PROVÍNCIA GAÚCHA

O comércio e Porto Alegre deixará de contabilizar um volume estimado em R$ 40 milhões em seus cofres no próximo sábado. Isto porque os comerciários rejeitaram uma proposta dos lojistas para que as lojas funcionassem no sábado, dia 21 de abril, feriado de Tiradentes. Conforme números da CDL de Porto Alegre, esta é uma estimativa de faturamento para um sábado, considerado o melhor dia de vendas da semana para a maioria dos segmentos. ?É lamentável que não tenhamos isonomia com outros setores da sociedade que podem vender sozinhos durante os feriados, não só alimentos, mas também produtos da linha dura e vestuário?, reage o presidente da entidade Vilson Noer.

LUCRO BANRISUL

O Banrisul obteve lucro líquido de R$ 638,5 milhões no primeiro trimestre de 2007, um crescimento de 575,66% em relação ao mesmo período do ano passado. O patrimônio líquido alcançou o patamar de 1 bilhão e 850 milhões de reais com acréscimo de 54,51% em comparação ao mês de março de 2006. O volume total de ativos do Banrisul - constituído, principalmente, de aplicações em títulos e operações de crédito - atingiu o montante de R$ 16,3 bilhões, um incremento de 17,83% em relação a março do ano passado.

COLETIVA

A governadora Yeda Crusius concede entrevista coletiva nesta sexta-feira (20), às 11h30min, onde anuncia o compartilhamento da redução da despesa dos poderes e divulga a reprogramação orçamentária de 2007.

DEBATES

A Federasul inicia na terça-feira (24/04), um ciclo de debates mensal para traçar um raio-x e apontar soluções aos problemas de infra-estrutura do Estado. Quatro modais estarão em pauta: rodovias, portos, ferrovias e aeroportos. A decisão da Federasul é ampliar as discussões, ouvindo os setores envolvidos em busca de propostas factíveis para desobstruir os gargalos que limitam o crescimento. ?A modernização da infra-estrutura do RS - propostas e sugestões técnicas para as rodovias?, é o tema do primeiro encontro que inicia às 8h30min num debate que vai envolver, além do governo, agência reguladora, consumidores, políticos e jornalistas. A Federasul selecionou estradas para iniciar seu ciclo de debates em função do peso que o setor representa no escoamento da produção e dos problemas sérios de conservação.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

As pessoas hoje conhecem o preço de tudo e o valor de nada.

Oscar Wilde