Artigos Anteriores

AOS POUCOS O BRASIL VAI MUDANDO...

ANO XIV - Nº 007/14 -

POVO IMPACIENTE

Ainda que o sofrido povo brasileiro esteja muito impaciente com a morosidade do Congresso Nacional quanto à necessária aprovação das medidas que propõem o enfrentamento das múltiplas doenças, que ao longo de mais de 30 anos produziram danos econômicos e sociais extraordinários, o fato é que nos últimos dias, para o bem do nosso empobrecido  Brasil, algumas coisas boas foram aprovadas. 

EM DEZ DIAS

Como bem lembra o pensador Fernando Schuller, num espaço de dez dias o Congresso aprovou:

1- a MP das CIAS AÉREAS, que permite 100% de capital estrangeiro nas empresas deste setor;

2- a nova lei geral das AGÊNCIAS REGULADORAS, que proíbe indicações políticas nas agências reguladoras e cria mecanismos para evitar a influência de empresas privadas nas agências que as regulam;

3- a MP do pente-fino no INSS, que cria regras para combate a fraudes no INSS.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Este notável interesse, nunca antes mostrado com tamanho afinco e preocupação pelos nossos congressistas, já nos leva a crer, ainda com todo o cuidado que a tradição impõe, que a REFORMA DA PREVIDÊNCIA deverá, enfim, ser votada em plenário bem antes prazo previsto pelos deputados. 

BASE SÓLIDA

Isto tudo, arremata Schuller, a despeito das manifestações dos teóricos do caos (leia-se notadamente os principais veículos de comunicação, tipo Globo, Folha e Estadão), que seguem bradando que nada funcionará sem que o governo tenha uma -base sólida- no Congresso. 

DISPOSIÇÃO

Mais: se os deputados federais, principalmente aqueles que formam o CENTRÃO já demonstram alguma disposição no sentido de aprovar as medidas que podem levar o Brasil a viver uma nova era, com boas e reais perspectivas de crescimento (muito provavelmente porque ouviu o povo nas ruas), os senadores não deixam dúvidas do quanto estão querendo colaborar. Basta ver o que fizeram ontem, 2ª FEIRA, ao aprovar a MP do -pente-fino- do INSS.

QUEM PERDE OU GANHA É A SOCIEDADE

De novo: as decisões tomadas no ambiente do LEGISLATIVO, diferentemente do que dizem, constantemente, os equivocados noticiários, não são vitórias ou derrotas do governo. Quem perde ou ganha é tão somente a SOCIEDADE. Afinal, como já referi em artigo anterior, GOVERNO é um composto que reúne EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO. 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • PRODUÇÃO INDUSTRIAL

    A produção industrial brasileira subiu 0,3% em abril em relação a março, eliminando, assim, parte da queda de 1,4% (dado revisado) observado no mês anterior, em base mensal, segundo dados divulgados pelo IBGE. 

  • INSEGURANÇA JURÍDICA

    A LyondellBasell abandonou as conversas para comprar a Braskem. Duas fontes próximas à situação disseram ao Brazil Journal que o motivo maior da desistência é  a INSEGURANÇA JURÍDICA,  ainda considerada como o grande fantasma que assusta os investidores internacionais. 

  • NOVAS LOJAS

    A rede de cosméticos Belshop inaugura duas lojas nos shoppings da AIRAZ Administradora até a primeira quinzena de junho. Passam a contar com unidades da marca os shoppings Bourbon Wallig, que recebe uma operação com 130m², e o Porto Alegre CenterLar, cuja loja terá 114m².

FRASE DO DIA

Eu temo explicações que explicam coisas já explicadas.

A. Lincoln