Artigos Anteriores

ANTES DO RETORNO AO BRASIL

ANO XIV - Nº 007/14 -

EUROPA CENTRAL

Aproveitando o final de semana fui conhecer de perto o que está acontecendo na agora chamada Europa Central. Antes, por força do comunismo que golpeou vários países eram considerados pertencentes ao Leste Europeu. A primeira sensação que se tem é fantástica, principalmente em Berlin e em Praga. Berlin é hoje uma outra cidade, embora sua construção, que não para nunca, esteja sendo financiada pelo governo alemão. Já Praga, com a entrada da Rep. Tcheca, Polônia e Hungria , na União Européia, está mostrando que quer recuperar todo o atraso de tempo e o atraso que o comunismo representou para todos.

SHOW DE CAPITALISMO

Embora pertencente a União Européia, coisa muito recente, a Republica Tcheca não está na Zona do Euro. A Coroa Tcheca ainda continua sendo a moeda do país e os preços praticados ainda são bem mais vantajosos do que aqueles que já estão usando a moeda comum. Os restaurantes, por exemplo, praticam preços muito semelhantes ao que pagamos no Brasil. Os hotéis, no entanto, pela enorme procura por milhares de turistas, são mais caros.

CAMPEÃ DE TURISMO

Praga, capital da Rep. Tcheca, é simplesmente fantástica. Os milhares de turistas do mundo todo lotam as ruas, pontes, praças, lojas, restaurantes, hotéis e cafés. A disputa por um lugar é grande, mas a capital mostra estar preparada. Impressiona a grande receptividade por parte dos Tchecos, sempre risonhos e atenciosos. O clima tem ajudado bastante, o que leva muita gente a permanecer até tarde da noite nos terraces dos restaurantes e cafés. Com temperaturas mais baixas, alguns estabelecimentos disponibilizam mantas para serem colocadas no colo dos clientes, quando não há disponibilidade nas mesas com aquecedores. Isto agrada em cheio os turistas e moradores.

DE DRESDEN A BERLIN

Saindo de Praga, lugar onde a gente se despede jurando que volta o mais rápido possível, em viagem de curta duração se chega a Dresden, cuja distância é de pouco mais de 100 km. Embora seja uma belíssima cidade que está cheia de obras, a parte velha é de um charme incrível. O sábado parece o melhor dia para desfrutar das ruas e praças, onde feiras de alimentação estão instaladas com várias barracas de bradwurst. Um show. E o comércio fica aberto até as 20 hs com lojas sempre lotadas.

BERLIN

De Dresden a Berlin, são mais 200 km numa estrada magnífica, cuja velocidade permitida é de 130km/hora, embora quem use a faixa da esquerda acelere até perto de 200km/hora. Quem ainda não esteve em Berlin, não pode deixar de visitá-la. A cidade está moderna e não deve coisa alguma para Nova York, Londres ou Paris. As atrações são muitas e o comércio tem mais de mil lojas por bairro, com todos os tipos de grifes locais e internacionais. Tudo com acesso rápido por metrô, ônibus ou táxi. Uma das lojas de Internet, onde escrevi os artigos de hoje, fica na rua mais famosa de Berlin, a Tauentzienstrasse. Para que tenham uma idéia da loja, que pertence a Dunkin Donuts, são 250 computadores á disposição dos usuários ao preço de Eu$ 1,20/hora. Loucura.

RECONSTRUÇÃO

Tudo o que o comunismo destruiu e jamais construiu, o meio-capitalismo alemão do ocidente voltou a construir. Quem visitou Berlim há poucos anos atrás, e volta agora, tem a noção clara e certa daquilo que está sendo gasto para transformar a capital da Alemanha novamente numa cidade. Uma das marcas mais terríveis do comunismo, não a única, mas que propõe a falta total da liberdade, ficará para sempre materializada em vários pontos, por pedaços do estúpido muro construído para impedir a saída de quem quer que fosse. E tem gente que gosta disso e se esforça para que chegue logo ai no Brasil.

CLIMA

Amanhã já estou de volta à nossa realidade brasileira que acompanho diariamente pela Internet. Para finalizar, informo que na semana que estive por aqui o clima se mostrou um grande parceiro. A Alemanha e arredores vivem um belíssimo outono, com dias muito ensolarados em todas as regiões. Os dias amanhecem com temperatura por volta dos 7 a 10° C, chegando a 18 a 20° C, sem vento, o que é extremamente agradável. Isto explica o grande movimento nas ruas, restaurantes, bares e cafés. Até o Brasil.

NOVOS MERCADOS

Os quatro dias de exposição na Feira de Hong Kong foram suficientes para confirmar e até mesmo superar as expectativas dos empresários e políticos canoenses que integraram a missão. De acordo com o presidente do Simecan, Zenon Leite Neto, visitantes de todas as partes do mundo marcaram presença no evento e a quantidade de interessados é bastante superior à Feira de Hannover. Os produtos expostos pelas empresas canoenses em Hong Kong possuem capacidade de competir no mercado internacional, pois são diferenciados com relação ao que é fabricado na China.

V MERCOFRIO

Feira e Congresso de Ar Condicionado, Refrigeração, Aquecimento e Ventilação do Mercosul, realizada pela ASBRAV e pela Hannover Fairs Sulamerica que este ano acontecerá em Porto Alegre, será lançada nessa quinta-feira (20/10), às 8h30min, durante um café da manhã, na Fiergs.

BANQUETE BABILÔNICO

Na próxima sexta, 21, partir das 19h, o StudioClio e o Nacional Supermercados oferecem um passeio pela culinária mesopotâmica, com palestra de Kátia Maria Paim Pozzer seguida de refeição organizada pela chef Ana Paula Pesavento e pela equipe do instituto. É a primeira edição do projeto Clio à Mesa, que apresenta um banquete babilônico contando a história e a antropologia cultural da alimentação antiga aliada àgastronomia.

MARKETING POLÍTICO

A ADVB em parceria com a Coletiva EAC está oferecendo o curso de extensão em Marketing Político, no período de 5/11 a 10/12. Com uma carga horária de 60h/aula, sempre nos sábados das 8h às 18h, na sede da entidade. Informações e inscrições no site www.advb.com.br

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

JULGAR QUE UM INIMIGO FRACO NÃO POSSA PREJUDICAR-NOS É JULGAR QUE A FAÍSCA NÃO POSSA CAUSAR UM INCÊNDIO.

Sadi