Artigos Anteriores

ANO V, Nº 01, NOVA APRESENTAÇÃO

ANO XIV - Nº 007/14 -

NOVO FORMATO

Ao entrar, hoje, no seu Ano V, o

COMPROMISSO ASSUMIDO

Tem certos compromissos que assumimos e que precisam ser cumpridos pela palavra empenhada. No caso de divulgar algum texto de Roberto Campos, não se trata de algo que represente só um compromisso. É muito mais. É um grande prazer. Lendo e saboreando os escritos de Campos, todos nós sempre temos muito a ganhar. São textos que nunca saem de moda e representam os nossos anseios os mais justos. A homenagem que presto, pois, a Roberto Campos, inspirador deste meio de comunicação, é o mínimo que posso fazer por quem sempre teve os olhos e a mente muito abertos. Vamos a mais este:

EM DEFESA DOS BODES

É reconhecida a proficiência brasileira em três coisas: no futebol, no Carnaval e na busca de bodes expiatórios. Globalização e neoliberalismo são os bodes da moda. Aquele, inocente. Este, inexistente. Falar na ameaça do neoliberalismo em país de moeda inconversível, com 40% do PIB sugados por impostos e dívida do governo, só pode ser masturbação de socialistas nostálgicos. E a globalização não deve ser julgada pelo que não é. Ela não é uma invenção maldosa do capitalismo moderno. Houve episódios de fragmentação e ondas de globalização no decorrer da História.

CONTRAPESO

As globalizações mais importantes foram no Império Romano e da belle époque do liberalismo, entre 1860 e a I Guerra Mundial, quando, além do livre movimento de mercadorias e capitais, havia circulação de pessoas. A atual globalização não é uma conspiração americana para manter sua hegemonia. Os EUA são hegemônicos simplesmente porque ganharam a II Guerra Mundial, pelo colapso do socialismo e por liderar a nova revolução tecnológica. A globalização convive com movimentos de integração regional, com a União Européia, precisamente como contrapeso à dominação americana.

PERIGOS

Ela também não é responsável pelo desnível industrial nem pela pobreza da periferia. Ao contrário, foi a globalização comercial e tecnológica que permitiu o salto tecnológico dos Tigres Asiáticos e o alívio da pobreza na China, que quinze anos atrás exportava menos que o Brasil e hoje exporta quatro vezes mais. Ainda fala-se, no Brasil, dos perigos da desnacionalização em virtude da abertura comercial, mas as reais dificuldades de nossa industria são advindas das nossas dificuldades internas que nada tem a ver com a globalização ou liberalismo, como tributação asfixiante e juros escandalosos resultantes de déficits fiscais.

FALTA DE CARÁTER

A atitude sensata para o Brasil é administrar com competência a nossa inserção na economia globalizada. Isolarmo-nos da revolução tecnológica para proteger empregos é suicídio, porque a perda da competitividade geraria estagnação, destruindo empregos. Como diz o economista hindu J.K. Metha, da Universidade de Allahabad, que o subdesenvolvimento é, principalmente, falta de caráter, e não escassez de recursos ou de capital.

INOVAÇÕES

Este ano a Anuga apresenta o Taste-05, um concurso de inovações que obteve mais de 1000 participantes. Os critérios para a inscrição foram: originalidade, qualidade e embalagem. Dos inscritos se classificaram 52 produtos, estes considerados com enorme capacidade de inovação no setor mundial da alimentação.

CONCURSO

Quem é o profissional que faz as melhores morcilhas e salsichas? Uma associação destes profissionais de Colônia, na Alemanha, objetivando a valorização dos profissionais e incentivar a produção, apresentou na Anuga o concurso para premiar a qualidade, composição e sabor dos embutidos.

DiA DAS CRIANÇAS

Até amanhã, 12 de outubro, Dia da Criança, o Moinhos Shopping vai estar arrecadando, no 1º andar, brinquedos para o Instituto do Câncer Infantil. A programação para receber a garotada ocupa o 1º e 2º andar, onde terá um espaço ambientado com jogos de computadores e TV de plasma da Net para a turminha se divertir com desenhos animados, além de recreacionistas e brinquedos.

SOFTWARE LIVRE

De 21 a 25 de novembro acontecerá , no prédio 40 da PUCRS (Av. Ipiranga, 6681) a 1ª SEMANA DO SOFTWARE LIVRE DE PORTO ALEGRE. O evento vai apresentar alguns dos maiores nomes do Software Livre do Brasil, falando sobre as suas especialidades, as tendência do mercado, as alternativas técnicas e os projetos de sucesso.

LANÇAMENTO

No próximo dia 19 de outubro, às 18h30min, na Livraria Cultura, será lançado o livro \"Nos passos do Kadima - a dança israeli no Rio Grande do Sul\". Compilado e redigido pela jornalista Susana Sondermann Espíndola, o livro descreve a trajetória de 25 anos de sucesso do grupo de maior expressão da dança folclórica israeli em nosso meio.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

TODA BOA LEI DEVE SER CURTA. LONGA, VIRA REGULAMENTO.

N. Bonaparte