Artigos Anteriores

A TRISTE ECONOMIA BRASILEIRA

ANO XIV - Nº 007/14 -

VOLTANDO AO NORMAL

A partir de hoje, 01 de março, o Ponto Critico dá por encerrado o período - de verão-, durante o qual não houve publicações de editoriais às sextas-feiras. Lamento, no entanto, que justamente neste momento tenha que me manifestar quanto ao péssimo comportamento da economia brasileira, cujo PIB de 2012 (divulgado hoje pelo IBGE) fechou com elevação de apenas 0,9%. Um horror!

NÚMERO LAMENTÁVEL

Pelo que informa o IBGE, em valores correntes o PIB alcançou R$ 4,403 trilhões em 2012. É o pior desempenho anual da economia desde 2009, quando fechou com queda de 0,3%. O PIB per capita/ano ficou em R$ 22.402, ou seja, praticamente igual ao registrado em 2011. Duro, não?

MÁ VONTADE

Já sei que serei criticado por petistas e seus adoradores, por dizer com toda a transparência, aquilo que realmente está acontecendo no nosso pobre país. Essa turma, encabeçada pelo ex-presidente Lula, sempre entende que boa mídia tem muita má vontade para com os governos petistas. Pode?

MÉXICO, CHILE, COLÔMBIA E PERU

Pois, se o PIB brasileiro praticamente não cresceu em 2012, a inflação, para ficar tudo ainda pior, foi às nuvens: acima de 6%. Bem ao contrário do que aconteceu no mesmo período em quatro países da América Latina: México, Chile, Colômbia e Peru. Todos, só para lembrar, não fazem parte do Mercosul e, principalmente, não seguem o maquiavélico Programa Bolivariano.

OS CULPADOS

Olhando para fora da América Latina, notadamente para os países que compõem o BRICS, o Brasil ficou em último lugar. Vejam: a China cresceu 7,8%; Rússia, 3,4%; África do Sul, 2,7%; e Índia 5%. Que tal? Até os EUA, considerado por muitos como um país em crise, cresceu bem mais do que o Brasil: 2,2%. Isto prova que não é a crise mundial que afeta o nosso pobre país. A, portanto, culpa é, exclusivamente, da administração petista.

OS PESSIMISTAS

Vale lembrar que Dilma, Mantega & Cia quase perderam a voz de tanto gritar que a economia brasileira cresceria, folgadamente, 4,5% em 2012. E quem colocasse qualquer dúvida a respeito passava a ser considerado um pessimista e de mal com o país e com o governo.

OTIMISTA

Bem, os números estão aí para serem vistos e estudados. Só não posso encerrar este editorial sem dizer que, entre os poucos que não acreditaram nas mentiras, ditas constantemente pelos nossos maus governantes, as minhas previsões tiveram um grau de acerto de 99%. Eu imaginava que o PIB cresceria 0,93%. Errei. Fui demasiadamente otimista.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • BOMBA À VISTA
    Os investimentos que o empresário Eike Batista planeja fazer dependem cada vez mais de recursos oficiais, em especial do BNDES. O problema é que a instituição, que recentemente perdeu R$ 700 milhões relativos à operação da LBR Lácteos Brasil, pode registrar novos grandes prejuízos por conta do -império X- de Eike, cujas ações têm virado pó.De acordo com reportagem do Valor Econômico, de 2005 até agora o BNDES colocou R$ 10 bilhões nas empresas de Eike Batista. Os dados são da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
  • IPC-S
    O IPC-S de 28 de fevereiro de 2013 apresentou variação de 0,33%, 0,07 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação. Com este resultado, o indicador acumula alta de 6,04%, nos últimos 12 meses.
  • PETROBRÁS
    A produção doméstica de petróleo da Petrobras veio em 1.965 kbpd em janeiro, diminuindo 3,3% em relação a dezembro e 6,9% em termos anuais. Que tal?
  • ROADSHOW
    Com números tão ruins, e uma política econômica suicida, o governo Dilma está em Londres apresentando vantagens para investir no Brasil. Deve ter mentiras saindo pelos poros dos apresentadores, não?

FRASE DO DIA

Nossas esquerdas não gostam dos pobres. Gostam mesmo é dos funcionários públicos. São estes que, gozando de estabilidade, fazem greves, votam no Lula, pagam contribuição para a CUT. Os pobres não fazem nada disso. São uns chatos...

Roberto Campos