Artigos Anteriores

A TRANSIÇÃO JÁ ESTÁ NA LEI

ANO XIV - Nº 007/14 -

VONTADE EXPLÍCITA

Se alguém ainda relutava em acreditar que é real a vontade firme do PT de fazer a TRANSIÇÃO PARA O SOCIALISMO, no molde proposto por Antonio Gramsci, na sua obra - CADERNOS DO CÁRCERE-, escolhida pelos membros do Foro se São Paulo, basta ler a Mensagem do governador Tarso Genro que capeia a Proposta de Lei Orçamentária para 2014, enviada à Assembleia Legislativa do RS.

PÁGINA 17

Para que não paire qualquer dúvida sobre os reais objetivos do governo petista do RS, a leitura da Mensagem deve ser feita na íntegra. Ainda assim, prestem atenção no que está escrito na página 17 da Proposta Orçamentária enviada no dia 13/09/2013 (http://www.seplag.rs.gov.br/conteudo/3469/Proposta-Orcamentaria), onde consta, com total clareza, o seguinte:

TRANSIÇÃO PARA O SOCIALISMO

- O novo papel do Estado ou avançará no sentido de iniciar uma TRANSIÇÃO AO SOCIALISMO ou ficará restrito a uma reforma do capitalismo que fortaleça a autonomia de suas burguesias nacionais e promova sua ascensão à situação de competidoras no cenário mundial a partir da consolidação, com o apoio de seus governos, da condição de -campeões- empresariais regionais -.

RÉGUA DE MEDIÇÃO

Enquanto os leitores mais céticos permanecem resistentes, imaginando que este editor comete exageros, desde já insisto: pela minha régua de medição, as obras da TRANSIÇÃO PARA OS SOCIALISMO BOLIVARIANO no Brasil já atingiram 82,5%. As vias estão prontas faltando só o entorno.

COMPROMISSO ASSUMIDO

O compromisso assumido e devidamente assinado pelo governador Tarso Genro, não fixou uma data para que a TRANSIÇÃO seja completada. Mas, pela Lei Orçamentária, o caminho já está aberto, definido e só precisa ser trilhado. Com as eventuais correções de rumo, sempre que for necessário.

ASSEMBLEIA SILENCIOSA

Como podem notar, a Mensagem, assim como a Proposta de Lei Orçamentária para 2014, foi enviada no dia 13 de setembro de 2013. Entretanto, a presidência da Assembleia ficou calada diante da clara vontade do governador Tarso, de transformar o Estado do RS numa mostra comunista, que acabará servindo de modelo para ser seguida por outros Estados.

FONTE

Quem me fez o alerta, matando a cobra e mostrando o pau, foi Fábio Pesavento, Coordenador Núcleo de Economia Empresarial - ESPM-SUL. Faço questão de mencionar a fonte porque mostra o quanto alguns leitores se interessam em mostrar que estamos a caminho do fim. O fim da liberdade, que sempre foi muito precária no RS, infelizmente.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IGP-10
    O IGP-10 de março subiu 1,29% após alta de 0,30% em fevereiro, segundo dado fornecido pela FGV. O resultado ficou dentro do esperado. Já o IPC-S acelerou para 0,84% na segunda quadrissemana de março ? a leitura anterior foi de 0,71%.
  • FOCUS
    O boletim Focus de hoje que compila projeções macroeconômicas do mercado, mostrou que as estimativas para o IPCA, o índice oficial de inflação do país, subiram de 6,01% para 6,11% ao final do ano. Já a expansão do PIB acelerou de 1,68% para 1,7%, enquanto a expectativa para a Selic se manteve em 11%.
  • TÁ NA MESA
    O Tá na Mesa desta 4ª feira, 19, vai receber o governador Tarso Genro, que falará sobre Concertação Política e Desenvolvimento. Às 12h, no Palácio do Comércio, no Largo Visconde de Cairu, 17, no Centro de Porto Alegre.
  • ENERGIA
    A semana inicia com 28% de participação das termelétricas no total de energia gerada no Brasil. O governo autorizou um volume do tipo -nunca antes visto na história do país-: 17 872 megawatts médios para esta semana.Paulatinamente está aumentando cada vez mais a participação das termelétricas no parque gerador. A conta do acionamento das térmicas já está em 22 bilhões de reais. (Veja)

FRASE DO DIA

Somos o único caso de democracia no mundo em que condenados por corrupção legislam contra os juízes que os condenaram. Somos o único caso de democracia no mundo em que as decisões do Supremo podem ser mudadas por condenados. Somos o único caso de democracia no mundo em que deputados, após condenados, assumem cargos e afrontam o judiciário. Somos o único caso de democracia no mundo em que é possível que condenados façam seus habeas corpus ou legislem para mudar a lei e sejam libertos.

Ministro Joaquim Barbosa - STF