Artigos Anteriores

A PREVIDÊNCIA SOCIAL TEM SOLUÇÃO

ANO XIV - Nº 007/14 -

IMPREVIDÊNCIA SOCIAL

Os leitores do Ponto Critico são testemunhas da quantidade de editoriais que já dediquei para mostrar o quanto é deplorável e, principalmente, injusta a nossa Previdência Social.

Mais: pela forma absurda como entende, conduz e administra as aposentadorias públicas, tanto do RGPS (INSS) quanto dos Servidores Públicos da União, dos Estados e dos Municípios, o governo pratica a MAIOR INJUSTIÇA SOCIAL jamais vista na face da Terra. Trata-se, simplesmente, de um verdadeiro escândalo.

 

 

TÁBUA ATUARIAL

Independente da -tábua atuarial- que informa, com absoluta clareza que o brasileiro está vivendo por muito mais tempo, coisa que por si só já produz impacto enorme nas contas da Previdência, o fato é que as CONTRIBUIÇÕES que vem sendo feitas por empregados e empregadores são insuficientes para satisfazer os proventos dos aposentados.

 

SISTEMA ABSURDO

Ora, como as nossas -Previdências Públicas, ou Oficiais- se baseiam no sistema -absurdo-, de DISTRIBUIÇÃO, ao invés da CAPITALIZAÇÃO, e ainda por cima as contribuições feitas por quem está na ativa somada à dos empregadores não estabelece uma auto-sustentação, quem é chamado para completar o valor desse imenso -déficit- da folha previdenciária, em todos os níveis, são os PAGADORES DE IMPOSTOS. 

DILEMA

Como estamos assistindo, a presidente Dilma se encontra diante do seguinte dilema:

1- acaba com o Fator Previdenciário, e com isso sanciona a decisão do Congresso que aprovou o projeto 85/95 (que significa a soma dos anos de contribuição com idade -85 para mulheres e 95 para homens-) ;

2- mantém o Fator Previdenciário, e com isso veta a vontade do Congresso Nacional. 

O dilema de Dilma, portanto parece acabar por aí. Ou seja, mais uma vez, mesmo diante de uma crise sem precedentes, o governo, infelizmente, não admite a construção de uma necessária REFORMA DA PREVIDÊNCIA no nosso pobre país. Pode? 

FUNDO PREVIDENCIÁRIO

Como bem disse ontem, no programa -Roda Viva, da TV Cultura, o economista e pensador (pensar+) Paulo Rabello de Castro, o governo perde a oportunidade de propor a criação de um importante FUNDO PREVIDENCIÁRIO, que ao longo do tempo traria benefícios justos e adequados para a Previdência Social do país.

AÇÕES DAS ESTATAIS

Se levarmos em conta que falar em PRIVATIZAÇÃO é coisa do diabo e para afastar esta excelente ideia os partidos socialistas vivem gritando -alto e bom som- que as empresas estatais pertencem ao povo brasileiro, nada melhor do que o governo repassar as ações que estão em poder do Estado, como é o caso da Petrobras, Eletrobrás, Banco do Brasil, Caixa, BNDES, etc., por exemplo, para compor o Fundo Previdenciário.

GESTÃO

A partir desses ativos, que precisam gerar resultados para satisfazer a folha dos aposentados, o Tribunal de Contas da União (TCU) e os Conselhos Gestores seriam chamados imediatamente para controlar e/ou impedir o crescimento da corrupção, cada dia mais ativa nas estatais. Que tal?  Simples não? Vamos propor isso nas ruas?

  

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IGP-10

    O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) variou 0,57%, em junho. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,52%. Os três componentes do IGP-10 apresentaram as seguintes trajetórias, na passagem de maio para junho: IPA, de 0,53% para 0,34%, IPC, de 0,57% para 0,80%, e INCC, de 0,37% para 1,48%.

  • IPC-S

    O IPC-S de 15 de junho de 2015 apresentou variação de 0,86%, 0,01 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação. 

  • VENDAS DO COMÉRCIO

    As vendas do comércio varejista brasileiro caíram 0,4% em abril ante março. Na comparação com abril de 2014, as vendas no varejo tiveram queda de 3,5%, de acordo com o IBGE, a maior registrada desde agosto de 2003. 

  • DIA DOS NAMORADOS

    O Dia dos Namorados, terceira principal data para o varejo, atendeu a expectativa dos lojistas da Capital e fechou com um resultado de cerca de R$ 78 milhões. De acordo com levantamento realizado pelo Sindilojas Porto Alegre e pela CDL Porto Alegre as vendas registraram um crescimento de 7% na comparação com 2014. No entanto, descontada a inflação o desempenho da data se mantém na média do último ano.
     

  • JANTARES HARMONIZADOS

    Os tradicionais jantares harmonizados voltam ao cardápio do Porto Alegre Bistrô, no Sheraton Porto Alegre, de 18 a 20 de junho. O menu criado pelo chef Mauro Sousa será acompanhado de vinhos e espumantes da vinícola gaúcha Almaúnica, que aproveita o evento para lançar o seu novo rótulo, o Sauvignon Blanc. O jantar será em quatro tempos e tem início às 19h30min.

    A primeira entrada do menu da noite é voul au vent de funghi fresco com mini brotos harmonizado com o espumante Almaúnica Brut. A segunda entrada, um leve e refrescante gratinado de frango com abacaxi e palmito, foi a escolhida para ganhar a companhia do lançamento da casa, o Almaúnica Sauvignon Blanc. O prato principal, um entrecot com batatas recheadas ao creme de gorgonzola e bacon, será servido ao lado do Almaúnica Reserva Merlot. E para fechar a noite, a sobremesa, uma panacotta de frutas vermelhas, será harmonizada com o espumante Almaúnica Moscatel.

FRASE DO DIA

EU NÃO QUERO VIVER EM OUTRO PAÍS. EU QUERO VIVER EM OUTRO BRASIL!

Marcel Van Hatten - deputado do RS