Artigos Anteriores

A NATUREZA DA SEMENTE

ANO XIV - Nº 007/14 -

TUDO SOB CONTROLE

Desde o momento em que foi aberto o processo de impeachment de Dilma Petista, em maio de 2016, que felizmente se confirmou em agosto do mesmo ano, a frase que vem sendo mais pronunciada por muita boca bem falante e mal pensante, como escreveu, em 03/01/2016, o pensador Percival Puggina, é a seguinte: 

"Está tudo sob controle, a democracia consolidada e as instituições funcionando".

 

SIM, SIM, CLARO.

A propósito, Puggina completou com absoluta certeza dizendo: - Sim, sim, claro. E eu quero saber onde caiu a minha chupeta , pois está na hora de nanar.

RECEIO DAS INSTITUIÇÕES

Pois, passados mais de um ano a frase já está muito gasta de tanto que é usada. E justamente porque as INSTITUIÇÕES ESTÃO FUNCIONANDO é que fico cada vez mais preocupado. Sim, porque pouco ou quase nada do que as INSTITUIÇÕES estão promovendo me faz confiar e/ou acreditar no nosso empobrecido Brasil. 

PARA BOIS E BRASILEIROS DORMIR

Melhor dizendo: exatamente por -CONFIAR- que as nossas INSTITUIÇÕES PÚBLICAS não mostram mínimo interesse em atacar os graves problemas que o Brasil enfrenta, estou cada dia mais convencido de que o -ESTAR TUDO SOB CONTROLE- e que -A DEMOCRACIA ESTÁ CONSOLIDADA- não passa de conversa mole para bois e brasileiros dormir.

ATUALÍSSIMO

Observem que o artigo escrito por Puggina, em 01/2016, mesmo depois de passados quase 18 meses cabe como uma luva para os dias de hoje. E, pelo andar da carruagem, vai continuar atualíssimo para amanhã e para os próximos 1000 anos ou mais. 

TEXTO

Eis mais um trecho do texto do Puggina, que vale para TODAS AS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS:

Não somos crianças. Falem sério! Está tudo sob controle de quem? Como ousam chamar democracia o ambiente onde agem essas pessoas que se acumpliciaram para dirigir a República? A única ideia correta na citação acima é a que se refere às instituições. Elas estão funcionando, mesmo. O Brasil que temos, vemos e padecemos é produto legítimo e acabado do seu funcionamento. Acionadas, produzem isso aí. Sem tirar nem pôr.

Eis o motivo pelo qual os figurões do governo frequentemente sacam de sua sacola de argumentos a afirmação de que as coisas sempre foram assim. De fato, embora não no grau superlativo alcançado nos últimos 13 anos, o modelo institucional republicano tornou crônicos os mesmos males. Em palestras, refiro-me a isso mediante uma analogia. 

NATUREZA DA SEMENTE

Instituições, digo, são como sementes. Uma vez plantadas, germinam, ou seja, funcionam e produzem conforme determinado pela natureza da semente. É o nosso caso. À medida que a urbanização nos tornou sociedade de massa e o Estado empalmou o poder (vejam só!) de definir os valores, a verdade e o bem, decaiu o padrão cultural e moral médio, inclusive, claro, dos membros dos poderes de Estado. Eu assisti isso. Mas a sedução do modelo aos piores vícios, a destreza com que gera crises e a inaptidão para resolvê-las é exatamente a mesma ao longo do período republicano.

 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • 5º COLÓQUIO PENSAR+

    De hoje, 23 até domingo, 25, um grupo de 20 pensadores que integram o Grupo PENSAR+ estarão reunidos em Flores da Cunha, na Fábrica de Móveis Florense, participando do 5º Colóquio Pensar+. Vários temas que dizem respeito ao futuro do País e, notadamente, do RS serão abordados à exaustão. 

FRASE DO DIA

A GRANDE VANTAGEM DO PASSADO É QUE ELE JÁ FOI O FUTURO.

Delfim Netto