Artigos Anteriores

A MEIA-ENTRADA E ESTUPIDEZ INTEIRA

ANO XIV - Nº 007/14 -

MUSA?

Há quem afirme que a hoje deputada federal do PCdoB do RS, Manoela D?Ávila, só obtém boa votação nas suas eleições, porque boa parte da mídia a destacou como musa da política gaúcha. Como se isto fosse uma credencial para fazer um bom trabalho.

FALTA DE DISCERNIMENTO

Quem prova esta total falta de discernimento do eleitor do RS, considerado, de forma equivocada como politizado, é a complicada situação econômico/financeira do Estado, que a cada ano perde empresas além de valor na relação do PIB nacional.

POLITIZADO

Politizado, realmente, é o eleitor que examina e apóia as propostas apresentadas pelo seu candidato, tendo em vista uma efetiva melhora das condições de vida, tanto no município quanto no seu estado e país.

PAIXÃO PELO INTERVENCIONISMO

Pois, desde que se elegeu, pela primeira vez como vereadora de Porto Alegre, pelo PCdoB, Manoela D?Ávila mostrou que a sua grande marca como política é a apreciação pela injustiça.Além do discutível título de musa, o que prova um gosto muito limitado do eleitor e da própria mídia gaúcha, Manoela se destacou, verdadeiramente, pela paixão pelo intervencionismo.

MEIA-ENTRADA

Só para lembrar: em 2006, Manoela D\'Ávila, então vereadora de Porto Alegre, agradou em cheio seus jovens eleitores ao conseguir aprovar o projeto que assegurou a jovens e estudantes o pagamento de meia-entrada em atividades culturais e esportivas.

ATO DE JUSTIÇA

A felicidade com que os jovens retrataram a obtenção do privilégio se mostrou diretamente proporcional à falta de discernimento. Por falta de maturidade, os jovens imaginam, sem culpa, que espetáculos não têm custo e que a meia-entrada é um ato de justiça para quem vive de mesada.

CABEÇA DE COMUNISTA

O fato é, queiram ou não, que cada espetáculo é orçado em função do seu custo efetivo e da receita esperada com a venda de ingressos.Portanto, mal sabem os estudantes que, dependendo do perfil do público interessado no espetáculo, o preço do bilhete é fixado. Se a maioria é jovem, com a tal de meia-entrada os preços normalmente cobrados precisam ser aumentados. Com isso, quem não tem credencial de estudante é penalizado com um ingresso que custa bem mais do que o dobro. Injusto, não?Como Manoela D\'Ávila ocupa, atualmente, uma cadeira na Câmara Federal, ela quer mais: que o seu infeliz projeto valha para o Brasil todo. Com isso os estudantes imaginam que terão o benefício da meia-entrada. Na realidade, todos brasileiros serão brindados com uma inteira estupidez. Coisa de cabeça comunista, obviamente.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IPC
    O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) do mês de setembro apresentou variação de 0,55%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 4,30%, no ano e 7,45%, nos últimos 12 meses.
  • PRAÇA DO LIVRO
    Ontem, a Praça da Alfândega, no Centro Histórico de Porto Alegre, foi entregue simbolicamente para o início da instalação da Feira do Livro, que acontece em novembro. Segundo o prefeito Fortunati, até lá as obras da Praça estarão concluídas.
  • CARTÕES TRI
    Mais de oito milhões de usuários dos cartões TRI já se beneficiaram da segunda passagem gratuita nos ônibus da Capital, nos meses de julho, agosto e setembro. A integração sem custo é válida para quem utiliza os cartões TRI Vale-Transporte, Passe Antecipado e Escolar, com deslocamento realizado até 30 minutos após o tempo de viagem de cada linha.
  • MAIS DO QUE ESPERADO
    Os EUA criaram, em termos líquidos, 103 mil vagas de trabalho em setembro, um montante muito maior do que os 60 mil esperados. A taxa de desemprego, por sua vez, repetiu o nível de 9,1% registrado em agosto e julho, em linha com a estimativa de analistas.

FRASE DO DIA

Quando o infortúnio se generaliza, o egoísmo se universaliza.

Barão de Montesquieu