Artigos Anteriores

A ETERNA BATALHA DOS CONFIANTES X SECADORES

ANO XIV - Nº 007/14 -

BATALHA ENTRE CONFIANTES E SECADORES

Na batalha -sem fim- que a economia brasileira vive no seu dia a dia, no momento atual, como bem informa o placar dos indicadores que medem o desempenho das mais diversas atividades, o time dos CONFIANTES está levando a melhor sobre a sempre forte equipe dos SECADORES. 

DOIS PRINCIPAIS MOTIVOS

Se os números e/ou indicadores mostram que o desempenho econômico ainda é muito tímido, o que deixa muita gente desconfiada, é sempre bom lembrar os DOIS PRINCIPAIS MOTIVOS que dificultam a retomada mais rápida das atividades:

1- o tamanho do estrago que foi construído, de forma intencional e com requintes de enorme crueldade, nas últimas décadas, com agravamento exponencial durante os governos Lula e Dilma -Petistas-; e

2- as dificuldades impostas de forma criminosa pela nossa lamentável Constituição;

CULTURA DA LIBERDADE

Mais: a CULTURA DA LIBERDADE ECONÔMICA, coisa muito recente no nosso país, começou, enfim a ser colocada em prática a partir do momento em que o presidente Jair Bolsonaro colocou o economista Paulo Guedes no comando da economia brasileira. Foi a partir daí que o time dos CONFIANTES ganhou força e começou a levar vantagem sobre a equipe dos SECADORES, que se caracteriza por entender que o ESTADO é que deve mandar e desmandar no nosso empobrecido Brasil.

IBS-Br

Observem que se 90% das propostas apresentadas e defendidas pela equipe econômica  liderada por Paulo Guedes tivessem sido aprovadas ao longo deste primeiro ano do governo Bolsonaro, aí, sem a menor ponta de dúvida, o IBC-Br, indicador de atividade econômica do Banco Central, divulgado hoje, que mostrou  alta de  0,2% em novembro (acima da expectativa do mercado (-0,1%) seria três ou quatro vezes maior. 

RECUPERAÇÃO TÍMIDA

Mesmo que todos os indicadores econômicos, depois da longa e dramática recessão construída pelas mãos e mentes petistas, estejam mostrando desempenho positivo,  a recuperação ainda é muito tímida. Esta timidez, ainda que os principais  motivos que dificultam uma rápida recuperação já foram esclarecidos aí acima, o fato é que esta lentidão ajuda na manutenção do grupo dos SECADORES. 

COMBINAR COM OS RUSSOS

Uma coisa é certa: se as REFORMAS - TRIBUTÁRIA e ADMINISTRATIVA resultarem aprovadas como devem, aí os CONFIANTES vão começar a ganhar dos SECADORES por WO. Para chegar a tanto, é bom que se diga, é preciso combinar com os -russos-, que no nosso caso sãos os deputados e senadores federais. A conferir. 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IBC - Br

    O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central subiu 0,18% em novembro ante o mês anterior, para 139,74 pontos, de acordo com dados ajustados por fatores sazonais. O resultado ficou acima do estimado pelo mercado, que previa queda de 0,10%, conforme mediana calculada pelo Termômetro CMA.
      
    No acumulado do ano, o índice - que é considerado um indicador sobre o
    desempenho do PIB - acumulou alta de 0,95%. Em 12 meses, o avanço foi de 0,90%. Em ambos os casos a medição considera os dados sem ajuste sazonal.

  • LEI DOS FLANELINHAS

    A atividade de guardador autônomo de veículos está proibida nas ruas de Porto Alegre. Ontem, o  prefeito Nelson Marchezan Júnior sancionou a Lei dos Flanelinhas e apresentou um plano de reinserção social, que conta com apoio de entidades, instituições e empresas. A lei está publicada em edição extra do Diário Oficial de Porto Alegre.
    Com a nova legislação, a prefeitura busca acabar com a atuação irregular dos flanelinhas, que ocorre há anos principalmente em áreas de grande circulação de pessoas. A partir de agora, os serviços de estacionamento de veículos em vias e locais públicos, mediante cobrança de pagamento ou qualquer espécie de contribuição, poderão ser explorados somente pelo poder público ou por concessionários ou permissionários.   

FRASE DO DIA

Uma pessoa inteligente resolve um problema. Um sábio o previne.

Albert Einstein