Artigos Anteriores

A ESTAMPA DE CHE GUEVARA

ANO XIV - Nº 007/14 -

ABORDAGEM

Hoje pela manhã, em Jurerê, SC, onde passo o Carnaval, me deparei com um desses milhares de jovens que vivem e andam, por todos os cantos do nosso pobre país, vestindo, orgulhosamente, a camisa com a foto (única) de Che Guevara estampada na frente.  

 

DOUTRINADO

Querendo saber se o traje tinha relação direta com alguma fantasia burlesca perguntei se o rapaz sabia, de fato, quem foi Che Guevara. A resposta foi imediata, do tipo de alguém que já havia sido bem doutrinado: - Che é o meu herói revolucionário, que libertou, junto com Fidel Castro, o povo cubano. 

NETO DE CHE GUEVARA

Maravilha, não? Como pode um assassino, ditador sanguinário, ser chamado de herói? Pois é.

Como há um contingente enorme de viúvos e viúvas de Che vivendo no Brasil, sendo que muitos carregam orgulhosamente a estampa de seu rosto em camisas e bandeiras, perguntei se conheciam Canek Sanches, neto de Che Guevara, que nasceu em Cuba, mas vive na Europa. Diante da resposta negativa fui adiante: 

 

CANEK SANCHES

Expliquei que, na adolescência, Canek retornou a Cuba para sentir na pele o que representava ser neto de Che Guevara. Aliás, só pelo forte parentesco com Che é que ganhou (à época) o raro direito (privilégio) de entrar e sair da Ilha quando quisesse.
 

ORGULHO DO AVÔ?

Contei a ele que, ao chegar à Ilha, o próprio Canek foi abordado por vários professores cubanos (só podia) que lhe perguntaram várias vezes: - Crês que se teu avô (Che), -um herói-, te visse, ficaria orgulhoso de ti?

Para responder, Canek pediu que antes precisaria conhecer melhor a Ilha, da qual estava afastado desde criança. Após alguns dias, depois de observar o que acontecia em Cuba, Canek deu a aguardada resposta: -Não creio. E emendou: - Não posso viver sob um governo que te diz o que tens que fazer, o que tens que comer, o que tens que pensar. O fato de viver na Europa me fez ver o regime com outros olhos, completou Canek, o neto de Che Guevara.
 

USO E ABUSO DO GUEVARISMO

Atenção: fiz questão de dizer ao pobre rapaz que esse relato não é uma invenção: foi feito pelo próprio Canek, que estava na companhia do repórter e ex-guerrilheiro do Exército Revolucionário do Povo de Cuba, Jorge Masetti, no momento em que deram uma entrevista, em Palma de Majorca,  dizendo que ambos estavam preparando um livro sobre o uso e abuso do guevarismo.

 

CUBA: DA REVOLUÇÃO AO TOTALITARISMO

Antes de me despedir notei que o apaixonado por Che Guevara me olhava incrédulo e cheio de desconfiança.  Ainda assim dei a ele a última informação: - Canek Sanches, até poucos anos atrás, se dedicava a dar palestras em vários países da Europa, com o seguinte tema: Cuba, da Revolução ao Totalitarismo.. Acredite! É a pura verdade.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • ATIVIDADE ECONÔMICA NEGATIVA

    O IBC-Br (indicador de atividade econômica do BC, considerado proxy do PIB em base mensal) recuou 0,6% na margem em dezembro. Vale lembrar que os principais indicadores coincidentes de dezembro foram bastante negativos:

    a produção industrial recuou 2,7% na margem;

    o comércio ampliado apresentou contração de 3,7%.

    Com o resultado de dezembro, o IBC-Br fechou o 4T14 com variação negativa de 0,2% em relação ao 3T14 (já com ajuste sazonal), encerrando o ano com queda de 0,2% em relação a 2013. 

  • EXPORTAÇÃO DO RS

    As exportações gaúchas caíram 10,5% em janeiro em relação ao mesmo período de 2014, somando US$ 966,6 milhões. O dado foi divulgado hoje pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs). A redução foi puxada especialmente pelo desempenho ruim da indústria, que totalizou US$ 853 milhões no período, uma perda de 18,5%, o menor valor em nível para o mês desde 2010.

     

  • DIFA

    Aplausos e lágrimas. Esse foi o tom da reunião extraordinária que ocorreu ontem, na Assembleia Legislativa do Estado do RS. Dezenas de representantes de entidades do varejo, comércio e indústria, vindos de todo o Rio Grande do Sul, foram recebidos pelo deputado estadual Frederico Antunes, autor da Lei nº 14.436, que deveria acabar com o Imposto de Fronteira - percentual extra de 5% de ICMS pago pelas pequenas e microempresas na compra de produtos de fora do Estado.

    A Lei, que põe fim à cobrança do Diferencial de Alíquota (DIFA) e impede a reedição da tributação por decreto, acaba de completar um ano sem ter saído do papel.

     

    De acordo com o presidente da CDL Porto Alegre, Gustavo Schifino, alguns pontos importantes foram definidos e será solicitada uma agenda com o novo governador gaúcho, José Ivo Sartori, e com seu vice, José Paulo Cairoli, para saber uma posição sobre os desdobramentos da Lei, principalmente, em relação ao passivo criado antes de 13 de janeiro de 2014.
     

  • ADMINISTRADOR???

    O administrador Nelson Lidio Nunes foi confirmado pelo governador José Ivo Sartori, RS, como novo diretor-presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). Para comprovar que faz jus ao titulo de Administrador, o que se espera é que Nelson Lidio feche imediatamente a EGR. 
     

FRASE DO DIA

A verdade doi apenas uma vez; a mentira doi a cada vez que se lembra.