Artigos Anteriores

A BISBILHOTEIRA

ANO XIV - Nº 007/14 -

INCÔMODO

Os altos servidores do Poder Judiciário resolveram escancarar ao povo brasileiro que a democracia, no Brasil, tem limite.Para deixar claro quem realmente manda no pedaço e o quanto não suportam a idéia de serem investigados, os magistrados decidiram que o Conselho Nacional de Justiça é um incômodo na vida do Judiciário.

CNJ

Cabe aqui um registro: para que os leitores entendam o assunto, um dos objetivos do CNJ, criado em 31/12/2004 e instalado em 14/06/2005, é o aperfeiçoamento do serviço público na prestação da Justiça.

SEM INVESTIGAÇÃO

Pois, o que levou o CNJ a ganhar destaque na mídia, na semana do Natal, foi o fato de que, exatamente no último dia do ano judiciário (19/12), o ministro do STF Marco Aurélio Mello decidiu, por liminar, impedir que o CNJ investigue juízes antes que os tribunais onde eles atuam analisem sua conduta. Na prática, Mello suspendeu todas as apurações até então abertas pelo CNJ. Interessante, não?

ENVOLVIMENTO PROVÁVEL

O fato é que até então poucos brasileiros davam importância, ou entendiam corretamente, o papel do CNJ. Entretanto, a partir da escandalosa liminar já é possível supor o quanto os servidores do Poder Judiciário podem estar envolvidos em ?mal feitos-, como prefere a nossa presidenta Dilma Rousseff. Esta suposição cresceu exatamente porque os juízes não estavam suportando qualquer tipo de investigação.

MUITO A ESCONDER

Ora, só age desta forma quem tem algo a esconder ou não está com a consciência muito limpa. Pois, a liminar concedida por Marco Aurélio Mello sugere exatamente isso, uma vez que o ministro alegou que o CNJ não pode tomar a iniciativa de investigar juízes antes das corregedorias locais. Pode?

CORPORATIVISMO

Pra mostrar o quanto a decisão tomada por Marco Aurélio Mello é corporativo, um outro ministro, Ricardo Lewandowski, suspendeu a apuração sobre a folha de pagamento de servidores do Judiciário em 22 tribunais, quando o CNJ averiguava movimentações financeiras atípicas.

CURIOSA E INTROMETIDA

Só resta a nós, pobre povo brasileiro, neste momento, cumprimentar a ministra Eliana Calmon, corregedora do CNJ, pela atitude corajosa. Nada foi resolvido, mas ao menos o assunto ganhou boa repercussão. O que nos deixa um pouco mais animados. Por enquanto, o mais provável é que Eliana Calmon seja afastada do cargo. Afinal, quem mandou ela ser curiosa e intrometida?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • AQUISIÇÃO
    Hoje, a Diretoria do Banrisul recebe a imprensa, às 15h, para detalhar a operação de aquisição de 49,9% das ações de emissão da Bem-Vindo Promotora de Vendas e Serviços, do Rio de Janeiro.
  • IPC-S
    O IPC-S de 22 de dezembro de 2011 registrou variação de 0,78%, 0,06 ponto percentual acima da taxa divulgada na última apuração. Das sete capitais pesquisadas, cinco registraram acréscimo em suas taxas de variação.
  • ALIMENTOS E BEBIDAS
    Confirmando as previsões, as vendas dos supermercados gaúchos cresceram 12%, neste Natal, em relação a 2010. O destaque ficou por conta dos alimentos e bebidas, principais responsáveis pelos números positivos. O resultado supera as expectativas dos varejistas, que esperavam um crescimento na casa dos 8%.
  • FOCUS
    O mercado reduziu a estimativa de crescimento do PIB brasileiro, para 2,90% neste ano, após prever crescimento de 2,92% na leitura anterior do boletim Focus, do Banco Central. Há um mês as projeções apontavam para avanço de 3,10% neste ano. É a quinta redução consecutiva nas projeções do PIB para 2011.

FRASE DO DIA

Não existe fracasso. Existe somente resultados.

Anthony Robbins