Artigos Anteriores

A ARTE DE LISTAR O ENFRENTAMENTO DE PROBLEMAS

ANO XIV - Nº 007/14 -

PROCESSO DECISÓRIO

No ambiente acadêmico, notadamente nas faculdades de Administração, uma de tantas matérias importantes do curso, no meu entender, é a que trata do PROCESSO DECISÓRIO. Para melhorar o nível de ACERTO das decisões consideradas relevantes, o TOMADOR DE DECISÃO precisa:

SEIS PONTOS

1- diagnosticar a situação;

2- levantar o máximo de alternativas possíveis;

3- avaliar estas alternativas;

4- selecionar a melhor alternativa;

5- implementar a alternativa escolhida; 

6- avaliar os resultados. 

CIMENTO À BASE DE PROBLEMAS

Considerando, para infelicidade geral, que o nosso empobrecido Brasil foi construído com CIMENTO À BASE DE SÉRIOS PROBLEMAS, e nos últimos 15 anos recebeu uma espessa camada de PROBLEMAS TRÁGICOS quem se dispõe a atacá-los já tem consciência do quanto é difícil ordenar, por ordem de importância, por onde começar. 

CONTAS DESEQUILIBRADAS

O governo Bolsonaro, como se sabe, DECIDIU iniciar o PROCESSO que propõe a MELHORA (não a cura) DO ESTADO DE SAÚDE do enfermo Brasil, através da REFORMA DA PREVIDÊNCIA, cujo projeto, pela forma como foi aprovado na Câmara, não passa de uma solução de médio prazo. Ou seja, enquanto não for aprovado o SISTEMA DE CAPITALIZAÇÃO, as contas públicas permanecerão comprometidamente desequilibradas. 

O SEGUNDO GRANDE PROBLEMA

Uma vez resolvida esta PAUTA no ambiente da Câmara, e  a aprovação no Senado está prevista para o início de outubro, o segundo GRANDE PROBLEMA da infinita lista, assim eleito pela equipe econômica do governo, a real TOMADORA DE DECISÕES-, é  REFORMA TRIBUTÁRIA. 

SIMPLIFICAÇÃO

Neste momento, portanto, a expressa vontade de grande parte da sociedade, que preferia que esta REFORMA fosse colocada no topo da lista das DECISÕES do governo, tem importância zero. O que realmente importa é a QUALIDADE DA REFORMA TRIBUTÁRIA. Para que resolva o grande -imbróglio- e se torne suficientemente JUSTA e nada BUROCRÁTICA, o pagamento de TRIBUTOS, que é inevitável, infelizmente, deve ser norteado apenas por SIMPLIFICAÇÃO. Apenas SIMPLIFICAÇÃO!

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FOCUS

     Eis a pesquisa Focus, divulgada hoje pelo Banco Central:

    1- a expectativa para o IPCA de 2019 foi reduzida de 3,76% para 3,71%, o que representou a segunda semana consecutiva de revisão baixista. A projeção mediana para o IPCA ao final de 2020, 2021 e 2022, contudo, permaneceu estável em 3,90%, 3,75%, e 3,50%, respectivamente.

    2- a expectativa para a taxa Selic também ficou inalterada: 5,00% ao final de 2019 e 5,50% ao final de 2020.

    3- em relação às perspectivas para o PIB, houve avanço nas projeções para 2019 (de 0,81% para 0,83%) e 2020 (de 2,10% para 2,20%).

    4- a estimativa para a taxa de câmbio ao final de 2019 (de R$ 3,75/US$ para R$ 3,78/US$) e de 2020 (de R$ 3,80/US$ para R$ 3,81/US$) sofreu pequenas alterações.

  • ESPAÇO PENSAR+

    Eis o texto do pensador Roberto Rachewsky - GOTA D'ÁGUA-:

    Para os céticos, míopes ou opositores a aprovação da Medida Provisória 881/19, a Declaração de Direitos de Liberdade Econômica, é uma gota d’água nesses mares bravios do estatismo que regula e tributa em proporções oceânicas.

    Para os otimistas, visionários e idealistas, a Declaração de Direitos que liberta o cidadão comum das garras da burocracia estatal é um cajado mosaico assentado sobre o chão para abrir os caminhos dos bem-aventurados em direção a sua prosperidade ou dos falidos para novas oportunidades.

    Lembrem-se que Moisés fez seu povo percorrer o deserto do Sinai por 40 anos porque não queria que gente com a mentalidade de um escravo ingressasse na terra prometida.

    Nós brasileiros vivemos na terra prometida, não temos um deserto para percorrer, tampouco podemos esperar 40 anos para nos libertar dessa mentalidade servil que compõe a imensa maioria do povo.

    O cajado mosaico foi empunhado por dois jovens gaúchos, Paulo Uebel e Gianluca Lorenzon, que cresceram dentro do movimento liberal brasileiro do qual o IEE e o Instituto Liberdade foram seus mais antigos e principais celeiros.

    Todo liberal sabe que mudanças não ocorrem da noite para o dia. Quem acha que ao promulgar uma lei o mundo mudará de imediato, são os revolucionários jacobinos. Esses, quando vêem que há inconformidade ou resistência das pessoas, não hesitam e usam a coerção brutalmente, como ocorreu na Revolução Francesa.

    Não se pode obrigar um povo acostumado a ser escravo a viver em liberdade. Prestem atenção aqui. Viver em liberdade não se obriga é algo que se aprende a fazer com o tempo. É um processo endógeno que exige observação, introspeção, propósito e iniciativa.

    Uma outra metáfora que pode se usar é considerar a MP 881 uma pedra atirada no centro de um lago, as ondas em forma de círculos concêntricos precisarão muito tempo para atingir as margens depois de cruzar toda a superfície da água.

    Até que o hospício regulatório brasileiro tire as camisas de força que são responsabilidade dos estados e municípios, levará de dois a quatro anos. Até que os brasileiros sem as camisa de força aprendam a se movimentar livres, levará outro tanto.

    A Declaração de Direitos de Liberdade Econômica, quando for aprovada no Senado e for publicada, será o ponto de inflexão que o povo brasileiro, escravo dos faraós de Brasília, precisa para tornar-se uma sociedade formada por indivíduos livres e independentes de corpo e alma.

    Não se iludam, céticos, míopes e opositores, a hora da Liberdade chegou.

    Não se iludam, otimistas, visionários e idealistas, a marcha para um Brasil livre recém começou na política. Levará um quarto de século para os brasileiros aprenderem a responsabilizarem-se por suas vidas, afinal, é isso que liberdade significa.

    Passaram-se 35, 40 anos desde que as ideias liberais começaram a se disseminar pelo Brasil de forma sistemática. Outros 25, 30 anos levarão para que os indivíduos mudem sua mentalidade e a cultura geral adote o viés capitalista que a ética do Individualismo recomenda.

    A luta por liberdade está no meio do caminho, o Brasil inteiro deve isso a alguns pioneiros que, acreditando na força das ideias e do tempo, colocou o cajado mosaico ou a pedra do lago na mão desses dois bravos guerreiros pela liberdade.

FRASE DO DIA

A liberdade individual é inconciliável com a supremacia de um objetivo único ao qual a sociedade inteira tenha de ser subordinada de uma forma completa e permanente.

Friedrich August von Hayek