Artigos Anteriores

A ABERRAÇÃO BRASILEIRA

ANO XIV - Nº 007/14 -

REALIDADE BANAL

Mais do que sabido e comprovado, o povo do nosso sofrido Brasil é um dos países do mundo todo que melhor convive com o ABSURDO. Como bem diz J.R.Guzzo, colunista da revista Veja, aceitamos a ABERRAÇÃO como uma realidade banal do dia a dia. Simples assim.

SUI GENERIS

Ora, tudo aquilo que é considerado banal significa que pode acontecer a qualquer momento. No nosso país, entretanto, até a banalidade é algo -sui generis-, até porque certas ABERRAÇÕES acontecem várias vezes no mesmo dia. 

PALCO DE ABERRAÇÕES

Ontem, por exemplo, quando foi escolhido o novo presidente do Senado e em todos os Estados foram escolhidos os presidentes das Assembleias Legislativas, vários palcos de ABERRAÇÕES foram montados sem a mínima objeção da imbecilizada sociedade brasileira. 

O QUE MAIS IMPORTA

O que mais chama a atenção nesta banalidade é que dentre aqueles que se candidatam aos mais diversos cargos do setor público, o que menos é levado em conta na escolha é a capacidade para administrar. Têm maiores chances de se eleger aqueles que ostentarem nos seus currículos, com letras garrafais, que estão sendo investigado por atos de corrupção e/ou desvio de dinheiro dos pagadores de impostos. 

CURRÍCULO

Ontem, por exemplo, por 61 votos favoráveis e apenas 10 contrários e 10 em branco, Eunício de Oliveira foi eleito presidente do Senado. Eunício, que passa a ocupar o lugar do suspeitíssimo Renan Calheiros, pelo que diz o seu currículo já foi citado por dois delatores da Operação Lava Jato.

1- em 2016, o ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho afirmou que pagou R$ 2,1 milhões em propina ao parlamentar.

2- também no ano passado, o ex-diretor de Relações Institucionais da Hypermarcas Nelson Melo declarou que repassou R$ 5 milhões para a campanha de Eunício ao governo do Ceará por meio de contratos fictícios.

Isto sem falar que o ex-senador Delcídio do Amaral o citou os termos da delação premiada na Operação Lava Jato homologada em 15 de março de 2016 pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Delcídio o acusa de corrupção. 

  

MST NA PRESIDÊNCIA DA ALRS

Para confirmar que o Brasil é o país das ABERRAÇÕES, e para comprovar que coisas do tipo podem acontecer várias vezes no mesmo dia, ontem os deputados gaúchos, à exceção do valoroso Marcel Van Hattem, elegeram para presidente da Assembleia Legislativa do RS, o petista Edegar Pretto. Para quem ainda não sabe, Edegar Pretto OSTENTA, no seu currículo, que nada mais é do que o representante do MST no Parlamento do RS. Pode?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • ROMBO PREVIDENCIÁRIO - ABERRAÇÃO TOTAL

    Eis aí o horripilante resumo do RESULTADO PREVIDENCIÁRIO de 2016, que o estudioso pensador Ricardo Bergamini pinçou da Secretaria do Tesouro Nacional (Órgão Oficial).

    Resultado do Governo Federal.

    RPPS dos Militares - déficit previdenciário de R$ 34,1 bilhões.

    RPPS dos Civis - déficit previdenciário de R# 43,1 bilhões.

    RGPS (INSS) - déficit previdenciário de R$ 138,1 bilhões.

    Resultado Total do Governo Federal - déficit previdenciário de R$ 215,3 bilhões.

    Resultado dos Estados e Municípios - déficit previdenciário de R$ 54,3 bilhões.

    Resultado previdenciário dos 13,8 milhões de trabalhadores de primeira classe (servidores públicos) correspondente a 6,39% da população brasileira gerou déficit previdenciário de R$ 131,5 bilhões.

    Resultado previdenciário com os 106 milhões de trabalhadores de segunda classe (empresas privadas) gerou um déficit previdenciário de R$ 138,1 bilhões.

    Resultado previdenciário do Brasil - déficit previdenciário de R$ 269,6 bilhões.
     

  • MAIS UMA ABERRAÇÃO

    Eis aí mais uma ABERRAÇÃO: Membros da Frente Favela Brasil vão dar entrada no CNPJ e, até março, devem oficializar o lançamento do grupo como partido político. A meta é disputar as eleições em 2018.

    Depois que foi formalizado no Tribunal Superior Eleitoral e no cartório eleitoral, o Frente Favela Brasil precisa reunir 400 mil assinaturas, em pelo menos nove estados, para poder participar da próxima eleição.

    O partido afirma ter entre os diferenciais o fato de ser criado e formado por negros das favelas, mas aberto a todos. Também diz destinar 50% dos cargos para mulheres 75% das posições para pessoas de até 35 anos. Entre os líderes do grupo está o ativista Celso Athayde.

FRASE DO DIA

O Covarde nunca tenta, o fracassado nunca termina e o vencedor nunca desiste.