Artigos Anteriores

5º CAPÍTULO - AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS E O PENSAR+

ANO XIV - Nº 007/14 -

RICARDO GOMES - 11022

No Capítulo de hoje, da Série Eleições Municipais e o Pensar+, quem se apresenta aos leitores/eleitores é o candidato-pensador RICARDO GOMES (http://www.ricardogomes.com.br) (facebook.com/ricardogomespoa), que concorre a uma vaga de vereador na Câmara Municipal de Porto Alegre, pelo Partido Progressista, com o número 11022. Eis:

APRESENTAÇÃO

Sou RICARDO GOMES, advogado, pós graduado em Direito do Trabalho, Mestrando em História e ex-Presidente do Instituto de Estudos Empresariais.

Desde muito cedo, na Faculdade, me interessei por assuntos políticos e econômicos, e por isso me associei ao Instituto Liberal (hoje, Liberdade), do qual fui diretor por mais de 10 anos.

POLÍICA E ECONOMIA

No Instituto de Estudos Empresariais, onde ingressei em 2007, fui Diretor de Formação, Vice-Presidente e Presidente, quando organizamos o 25º Fórum da Liberdade.

Realizei, ao longo destes anos, diversos cursos no exterior, seja de economia, finanças, direito ou história. Sempre buscando uma preparação mais profunda. Em decorrência dessa atuação internacional tornei-me diretor da RELIAL – Rede Liberal da América Latina – posição que ainda ocupo.

 

OMISSÃO DOS BONS E DOS MAIS CAPAZES

Acredito que foi a omissão dos bons e dos mais capazes que permitiu que a política brasileira chegasse nesse ponto, onde não apenas reina a corrupção como também as ideias erradas. Não se trata, portanto, apenas de corrigir a ética (que é, sim, urgente), mas também de rediscutir os fundamentos ideológicos que trouxeram o país a esta crise.

 

PAPEL DO ESTADO

Minha candidatura a Vereador é, assim, fundamentada em uma posição muito clara: o Estado é caro e ineficiente, e está sufocando a iniciativa privada.

Ou reorientamos o papel do Estado, ou estamos fadados ao fracasso como sociedade. Vale dizer: a primeira função de qualquer governo é zelar pela segurança dos cidadãos. Onde não há condições, prover saúde e educação. Se tentar fazer mais que isso, deixa de cumprir esse papel.

 

FALTA LIBERDADE

Eu acredito na Liberdade, e acho que falta Liberdade em Porto Alegre.

Falta liberdade, por exemplo:

1- quando alguém leva meses para abrir um negócio;

2- quando inovações como o Uber são proibidas; quando leis regulam até se podemos ter saleiros nas nossas mesas;

3- falta liberdade também quando não podemos caminhar nas ruas porque falta segurança; e,

4- especialmente,  quando somos reféns de péssimos serviços públicos de saúde, educação e transporte.

 

LIBERTAR E MUDAR PORTO ALEGRE

Libertar Porto Alegre é:

1- reduzir impostos;

2- diminuir a burocracia;

3- simplificar e facilitar a prestação de serviços do Município.

Mudar Porto Alegre é:

1- colocar os cidadãos no protagonismo da cidade;

2- deixá-los conduzir suas vidas e empreender sem carregar o peso da ineficiência do Governo.

 

PROPOSTAS

Eis aí algumas propostas:

1. Fusão da EPTC com a Guarda Municipal, liberando mais agentes para o policiamento ostensivo aliado à gestão do trânsito. Isso evitaria a atual manutenção de dois aparatos administrativos separados e redundantes.

2. Fomento do ensino privado com a compra de vagas nas escolas particulares (vouchers-educação)

3. Redução do ISSQN para o mínimo (2%) para todas as atividades..

4. Diminuição de secretarias; Meritocracia no setor público

5. Incentivo a meios de transportes privados alternativos; Privatização da Carris

6. Menos burocracia, com emissão de alvarás instantaneamente pela internet.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • EMOÇÃO EM DOBRO

    Esta semana inicia com muita emoção: hoje, as atenções estarão voltadas para o destino de Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados; e a posse de Carmem Lúcia como presidente do STF.  

  • PALESTRANTE DA CIC DE CAXIAS DO SUL

    Convidado pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul serei o palestrante da reunião-almoço da entidade, que acontece hoje, 12. Na condição de coordenador do grupo PENSAR+, usarei como tema: “Choque de realidade e o Pensar+”.

     

FRASE DO DIA

Nós temos um sistema (político) que aumenta impostos sobre o trabalho e subsidia o não-trabalho.”

Milton Friedman