Artigos Anteriores

1º ANIVERSÁRIO DA -COPA DAS COPAS: O LEGADO

ANO XIV - Nº 007/14 -

MENTIRAS DE TODOS OS TIPOS

Se os governos Lula e Dilma tivessem se dedicado apenas a contar mentiras de todos os tipos e sabores, tanto para a população brasileira quanto para o resto do mundo, ainda que isto já fosse o suficiente para deixarem de ser respeitados, as más atitudes petistas não pararam por aí.   

RETRATO FIEL

Como hoje, 12 de junho de 2015, faz exatamente um ano que a Copa do Mundo de Futebol começou no nosso pobre país, além da possibilidade que esse primeiro aniversário nos dá para comprovar as centenas (ou milhares) de mentiras que foram ditas e repetidas, desde a data da escolha do Brasil como sede do Mundial, temos também um legado (retrato fiel) de irresponsabilidade e incompetência deixado pelos governantes petistas. Um horror!

OBRAS PROMETIDAS E AS ENTREGAS

Hoje é possível comprovar que das 167 obras prometidas para o Mundial, apenas 88 foram entregues a tempo. Mais: em todas as cidades-sedes da Copa há obras paradas, abandonadas e/ou ainda sendo executadas de forma muito lenta. Isto sem contar que 11 obras prometidas simplesmente foram descartadas pelo governo.

DERROTA

Como o Brasil é considerado o -País do Futebol- (não se sabe bem qual a razão para tanto), o que mais os brasileiros lembram do Mundial é a acachapante derrota da nossa Seleção para a Alemanha, pelo elástico placar de 7 x 1.

Ainda que aquele jogo nunca seja esquecido, o que deveria ser lamentado, de fato, pelo pobre povo brasileiro, é o monumental desperdício de dinheiro público que a Copa das Copas proporcionou. Isto sem falar no peso da corrupção, que parece não ter fim no nosso país.  

MAIS DO MESMO

Como bem lembra José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores, a data de hoje serve para provar o tamanho da ineficiência da gestão pública. O Brasil da -Copa das Copas- perdeu a oportunidade de gerir tamanho esforço e mobilização de recursos com mais eficiência. O que se vê, infelizmente, é só mais do mesmo: uma gestão convencionalista, burocrática, quando não corrupta.

Falta de planejamento, gerenciamento precário e desperdícios volumosos foram e continuam sendo presenças marcantes nessas obras paradas. Este é o legítimo e triste legado e não o placar de 7 X 1. 

EXCESSO

Aliás, a bem da verdade o governo só pecou por excesso em uma área: a tributária, ao abdicar de algumas centenas de milhões por haver dado isenção tributária à FIFA, na sua Copa mais lucrativa de todos os tempos.

São recursos que o Ministro Levy quer vir buscar agora com a criação de algum tributo para fechar suas contas.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • CARTÕES DE CRÉDITO

    Ao invés de cuidar das excessivas emissões monetárias, o Banco Central vê com ressalvas o uso indiscriminado dos cartões de crédito. Pode? Segundo o Relatório de Vigilância do Sistema de Pagamentos Brasileiro 2014, divulgado ontem, os cartões de crédito deveriam ser usados preferencialmente para compras parceladas a prazo — mas o que se vê é que a maioria dos portadores usa o cartão para compras a vista.

    Na opinião do BC, para essa finalidade os cartões de débito são mais apropriados, uma vez que os de crédito embutem riscos maiores para as instituições financeiras e taxas maiores do que as cobradas no débito para os estabelecimentos.  

  • O VELHO LULA DE GUERRA

    Com uma ponta de sarcasmo, Lula fez troça dos jornalistas e dos meios de comunicação no discurso de abertura do Congresso Nacional do PT, em Salvador. “Proporcionalmente ao seu tamanho reduzido, o setor que mais desemprega hoje no Brasil é a imprensa”, disse. Ouviram-se aplausos da militância.

    “Só neste ano, tivemos 50 demissões de jornalistas na Folha de S.Paulo”, prosseguiu Lula, arrancando mais palmas da plateia. “Foram 120 demissões no Globo, 100 demissões no Estadão, 50 na Band e 120 na Editora Abril.” Nesse ponto, o plenário do congresso petista entoou um coro: “O povo não é bobo, abaixo a Rede Globo.” (Josias de Souza)

  • PPI DOS EUA

    Nos EUA, o Índice de Preços ao Produtor (PPI) subiu 0,5% em maio ante abril, depois de ter recuado 0,4% no mês anterior. O resultado veio melhor do que o estimado (alta de 0,4%). 

  • GAÚCHOS ATRASADOS

    Os moradores de Portão, no RS,  atingidos pela proposta de construção do Aeroporto 20 de Setembro e a Comissão Pró-Aeroporto Salgado Filho reuniram-se, na tarde de ontem com os Procuradores da República,  para denunciar irregularidades e impactos que o projeto vai acarretar para a comunidade e para o meio ambiente. Que tal? Os gaúchos não querem presídios nem aeroportos. Pode?
     

FRASE DO DIA

Quanto mais aduladores o vil precisa, mais mentira ele acumula em seu legado, mais tiranias comete, mais injustiça distribui.