O RS VAI PEDIR MÚSICA NO FANTÁSTICO

SOB A BATUTA DE TARSO GENRO

Pela forma como o time Rio Grande do Sul se predispôs a jogar, sob a batuta de Tarso Genro, o péssimo político que o povo gaúcho elegeu para governar (???) o Estado, de 2013 a 2016, não há como receber com surpresa o resultado do PIB, que no último ano fechou em -3,1%, como informou ontem a Fundação de Economia e Estatística (FEE).  

PEDIR MÚSICA NO FANTÁSTICO

A dedicação, o foco e o apuro do governador Tarso foi de tal ordem que o Estado gaúcho conseguiu acumular TRÊS QUEDAS CONSECUTIVAS do PIB (-0,3% em 2014; -3,6% em 2015; e -3,1% em 2016). Considerando que fez TRÊS GOLS, embora todos CONTRA, vale a consulta ao programa Fantástico, da Rede Globo, para saber se tem direito a pedir música. 

SIRVAM NOSSAS FAÇANHAS DE MODELO

Independente da decisão da direção do Fantástico, que certamente deverá consultar o regulamento, o povo gaúcho já sabe qual música será pedida para tocar no próximo domingo: o HINO RIO-GRANDENSE. Diante da  impossibilidade de tocar a música toda, o povo gaúcho deve informar que não abre mão, em hipótese alguma, da parte da letra que diz: - SIRVAM NOSSAS FAÇANHAS DE MODELO A TODA TERRA! Que tal?

 

TRI

Bem, com ou sem música o fato é que o Estado do Rio Grande do Sul já é TRI em termos de resultados negativos do PIB, que na soma mostra uma queda acumulada de 6,7%. Mais: pelo jeito que o time está jogando, com sindicalistas ocupando todas as posições, é certo que o RS será TETRA em 2017, PENTA EM 2018, HEXA EM 2019...

DESEMPENHO HORROROSO

Chama a atenção, ainda que não seja surpreendente, o desempenho do setor industrial, que se destacou pelo acúmulo de perdas ao longo de 10 trimestres consecutivos. Tal desempenho horroroso fez com que o PIB industrial do RS fechasse em -3,9%, ficando em posição abaixo do registrado pelo Brasil (-3,8%), em 2016.     

VIÉS DE PIORA

Vale lembrar que na década de 1960/1970, a participação do RS no PIB Nacional era superior a 10%. Hoje, esta participação não passa de ridículos 6,5%. Com viés de queda consistente, a considerar a impossibilidade de melhora das contas públicas do Estado, cujo Tesouro (pagadores de impostos) é obrigado a suportar privilégios indecentes concedidos aos servidores. Pode?  

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS

    A pesquisa mensal de serviços do IBGE mostrou que o volume de serviços prestados caiu 2,2% em janeiro ante dezembro, com queda de 7,3% na comparação anual. 

  • CHOCOLATES ITALIANOS

    Os clássicos chocolates italianos Baci Perugina ganharam as prateleiras de toda a rede Zaffari e Bourbon na Páscoa deste ano. Com importação exclusiva no Estado pela Cia. Zaffari, a marca está disponível em duas opções: caixas de miniovinhos nas versões ao leite, meio amargo (com 51% de cacau) e misto, e ovos de Páscoa de 266g nas versões ao leite e meio amargo.

    Os chocolates Baci são produzidos desde 1922 na cidade medieval de Perúgia, na Itália, com apenas oito ingredientes naturais, incluindo os famosos pedaços de avelã, e possuem a mesma receita desde a sua criação. O cacau utilizado pela Baci Perugina recebe o selo UTZ, certificado que garante a adoção de práticas sustentáveis em toda a cadeia produtiva da matéria-prima. Com embalagem elegante, os produtos da Baci Perugina são ideais para um presente sofisticado nesta Páscoa.

  • AVANÇA BRASIL

    O estoque da dívida líquida da União (interna mais líquida externa), em fevereiro de 2017, era de R$ 4.730,4 bilhões (75,01% do PIB). Ou seja: voltamos ao ano de 2002. Como bem diz o pensador Ricardo Bergamini: - Avança Brasil (para o abismo!).
     

FRASE DO DIA

É uma experiência eterna de que todos os homens com poder são tentados a abusar.

Montesquieu